A Pequena Garrafa de Vidro por H.P. Lovecraft - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.
index-1_1.jpg

www.sitelovecraft.com de3103@yahoo.com.br

“A Pequena Garrafa de Vidro” 1 - H. P. Lovecraft

Tradução: Mário Jorge Lailla Vargas

— Alto! Há algo flutuando a sotavento.

O locutor era um homem pequeno e atarracado cujo nome era William Jones, capitão dum pequeno laúde no qual velejava com sua tripulação quando começa esta história.

— Sim, senhor. — Respondeu John Towers. Pararam o barco. Capitão Jones alcançou com a mão o objeto que discerniu como uma garrafa de vidro.

— Nada mais que uma garrafa de rum lançada dum barco transeunte.

Ia jogar fora mas, num relance de curiosidade, notou um pedaço de papel dentro. Abriu e leu o seguinte:

Primeiro de janeiro de 1864

Sou John Jones. Enquanto escrevo esta carta meu navio está afundando rapidamente com um tesouro a bordo. Estou no ponto * marcado no mapa anexo:

Capitão Jones inverteu a folha e o outro lado era um quadro em cuja extremidade estava escrito: As linhas pontilhadas representam nosso curso

— Torres. — Disse capitão Jones excitado — Vede isto.

Torres agiu de modo previsível.

— Acho que pagaria pra ir.

— Como?

— Do modo como disseste. Alugaremos uma escuna hoje mesmo.

Alugaram um barco e começaram a seguir as linhas pontilhadas do desenho. Em quatro semanas alcançaram o lugar onde desceram mergulhadores e trouxeram uma garrafa de ferro na qual encontraram as seguintes linhas rabiscadas num pedaço de papel marrom: 3 de dezembro de 1880

Prezado Pesquisador. Desculpes a peça que te preguei mas de

nada adianta achares tolo teu ato.

— Bem feito! — Disse capitão Jones. — Boa essa!

Porém custearei tua despesa desde onde achaste a garrafa. Creio que será $25.0.00, de forma que essa quantia acharás numa caixa de ferro que sei que está onde achaste a garrafa porque pus esta garrafa aqui e a caixa de ferro. Então aches um lugar bom pra pôr a 1 Conto raro, escrito em 1897, quando Lovecraft tinha 7 anos.

1

www.sitelovecraft.com de3103@yahoo.com.br segunda garrafa. Esperando que o dinheiro incluso custeie alguma despesa tua me despeço aqui.

Anônimo

— Gostaria de arrancar sua cabeça!

E disse ao mergulhador:

— Tragas os $25.0.00

Num minuto o mergulhador subiu carregando uma caixa de ferro na qual foi achado $25.0.00

que custeou suas despesas mas acho que sempre irão a um lugar misterioso quando instigados por uma garrafa misteriosa.

2