A barreira placentária em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758): fluxo sanguíneo materno-fetal

A barreira placentária em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758): fluxo sanguíneo materno-fetal
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres Universidade de São Paulo "Este estudo define a inter-relação microvascular materno-fetal e o desenvolvimento dos hematomas placentários durante diferentes períodos gestacionais em cães SRD. Placentas de 20, 35, 45 e 55 dias da prenhez foram perfundidas e fixadas para a investigação histológica e confecção de moldes vasculares, injetados com Mercox, e submetidos a corrosão para...
Esta é apenas uma pré-visualização em PDF das primeiras páginas do A barreira placentária em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758): fluxo sanguíneo materno-fetal. Baixe a versão completa para ler o livro completo.
Nota: Você deve ter o Adobe Reader ou o Acrobat Installed para ver esta visualização
Você não tem o Adobe Reader instalado. Para ver esse arquivo, baixe Adobe Reader em <a href="http://get.adobe.com/reader/" target="_blank">aquí</a>. Ou, se quiser baixar o PDF para seu computador, clique <a href="https://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-barreira-placentaria-em-caes-Canis-familiaris-Linnaeus-1758-fluxo-sanguineo-materno-fetal/pdf">aqui</a>.