A escolarização de crianças negras paulistas (1920-1940) por Marcia Luiza Pires de Araújo - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

FACULDADE DE EDUCAÇÃO

MARCIA LUIZA PIRES DE ARAÚJO

A escolarização de crianças negras paulistas

(1920-1940)

São Paulo

2013

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

FACULDADE DE EDUCAÇÃO

MARCIA LUIZA PIRES DE ARAÚJO

A escolarização de crianças negras paulistas

(1920-1940)

Tese de Doutoramento apresentada como exigência parcial para

obtenção do título de Doutora em Educação pela Faculdade de

Educação da Universidade de São Paulo.

Área de Concentração: História da Educação e Historiografia

Orientadora: Profª Dra. Cecilia Hanna Mate

São Paulo

2013

Autorizo a reprodução e divulgação total ou parcial deste trabalho, por qualquer meio

convencional ou eletrônico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte.

Catalogação na Publicação

Serviço de Biblioteca e Documentação

Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo

371.98(81.61) Araújo, Marcia Luiza Pires de

A663e A escolarização de crianças negras paulistas (1920-1940) / Marcia

Luiza Pires de Araújo ; orientação Cecilia Hanna Mate. São Paulo:

s.n., 2013.

202 p. : il., grafs. tabs. mapas

Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Educação. Área de

Concentração : História da Educação e Historiografia) – Faculdade de

Educação da Universidade de São Paulo

.

1. Negros – Educação – Aspectos sociais – São Paulo 2. História da

educação – 1920-1940 – São Paulo 3. Escola Nova – História – São Paulo I.

Mate, Cecilia Hanna, orient.

ARAÚJO, Marcia Luiza Pires. A escolarização de crianças negras paulistas (1920-1940).

Tese de Doutoramento apresentada como exigência parcial para obtenção do título de Doutora

em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Área de

Concentração: História da Educação e Historiografia.

Aprovado em: 26 de abril de 2013.