A obra inteira de uma vida por Sonia Amorim - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

index-1_1.jpg

A OBRA INTEIRA DE UMA VIDA

Tem-se na alma o dom...

do amor,

da paz,

da alegria,

do perdão...

então leia,

você vai encontrar uma vida inteira de poesia,

vai se iludir com as minhas fantasias,

você vai relembrar seu passado,

coladinho nas letras desse livro,

vai se inspirar nas palavras,

vai se envolver nessas frases,

e se perder nesses sonhos,

vai encontrar também um pouco de dor,

que ao passar pela página, logo achará o

caminho para a felicidade novamente,

vai despertar seus sentidos,

com o gosto dos versos escolhidos,

que foram escritos,

com o consentimento do meu coração,

aqui não há espaço para a insegurança,

nem ficar calado,

aqui pode gritar forte,

porque a vida é uma batalha constante,

onde lutamos contra nosso próprio eu,

em busca do desconhecido,

e não temos medo de enfrentá-lo,

porque acreditamos que a felicidade esta em qualquer lugar,

em qualquer ponto de chegada ou de partida,

e estamos sempre em busca de uma resposta,

onde o tempo não para, para a gente pensar.

Atravesso a janela dos meus sonhos e em busca do que acho

certo, confesso ao meu diário todo o meu amor, extravaso o mais

profundo do meu sentimento e encontro um momento comigo

mesma. Onde eu sou só eu. Vejo-me num mundo inverso, onde o

universo não é maior que o meu amor, em melodias transformo

os meus versos, até os pássaros sabem de cor toda a entonação,

em cores sortidas eu pinto a mais linda paisagem regrada com

emoção e calor. Pois sempre acreditei que o mundo se faz

diferente toda vez que é a gente que muda o dia de cor.

Pois foi com esse amor pelas letras que guardei todo o segredo

do meu coração, e eu nem precisei dizer a ele, pois ele

desvendou meu mistério mais escondido e eu duvido que haja

amor maior que o meu pela vida e a poesia.

A vida em forma real mesmo, só começa logo após os primeiros

passos, sofremos nossa primeira queda, onde nossas pernas

ainda não são tão firmes para o equilíbrio.

São descobertos muitos obstáculos, e tudo em volta é para nos

proteger, almofadas para, quando cairmos não nos machucar,

portões nas escadas e tudo que nos impede de explorar lugares

perigosos, somos inexperientes e tudo a nossa frente flui emoção

e prazer.

Envolvemo-nos em um círculo de amor e carinho, abraços e

beijos sem fim, exploramos coisas com a nossa boca, e com as

nossas mãos derrubamos e deixamos cair tudo ao nosso alcance,

e é muito bom, por que sorrimos e achamos graça de tudo.

Entretemo-nos com a tv, desenhos de bichinhos coloridos que nos

chamam a atenção, um mundo mágico de sonhos e deliciosos

momentos embalados com muito carinho. Aprendemos a amar

nossos irmãos, nossos pais e familiares, convivemos com pessoas

que nos amam em tudo dependemos deles. O amor de um irmão

é bem mais forte que imaginamos, apesar de brigarem tanto, se

amam com a mesma intensidade de sempre, se perdoam, se

entendem, se abraçam e esquecem as brigas. Somos

insistentes, queremos ficar de pé rápidos, descobrir o que há lá

fora, e os “por que” tomam conta da nossa mente, aprendemos

desde cedo a se levantar, a se vestir, comer com nossas próprias

mãos, e a dizer não, num balançar de cabeça negamos coisas

ruins, como comer legumes e tomar remédios.

E quando chega a hora da escola, deixar a mãe ir embora, e ficar

só, isso são pior que tudo, sensação de abandono, de vazio, onde

o choro é suficiente para mudar a situação. Achamos que é só

chorar que tudo se resolve, temos o que queremos e só alegria

então.

É um aprendizado que carregamos ao longo da nossa vida, e

sabemos que nunca terá fim, acreditamos nas horas felizes, mas

aceitamos com má vontade, àquela hora de tristeza, comum na

vida de qualquer um, nada é plenamente perfeito, e feliz.

Trazemos no coração o amor que carregamos e vamos

espalhando pela vida afora, muitas vezes incompreendidos e não

aceito, deixado de lado e atropelado pelo interesse e egoísmo de

quem acha que a vida não é só amor, alguém que vive somente

por bens materiais e se acha o melhor por que tem dinheiro no

bolso.

Custamos a entender a diferença de valores, do que vale o

quanto pesa, do que não se pesa, mas vale muito, na infância

disputamos brinquedos, coisas sem valor nenhum, brigamos, por

nada, mas aprendemos desde cedo a perdoar e ser amigo, e

acreditamos na amizade como a coisa mais importante para nós,

contamos segredos, dividimos atenção, descobrimos juntos como

se tornar um adulto.

“Ainda guardo em mim a criança tímida e sensível

que acreditava em conto de fadas,

que achava que ser gente grande

era crescer e ter minha própria casa,

ter liberdade para ir e vir,

e não ter hora para acordar nem dormir,

eu não ouviria reclamações da minha mãe...

nem as broncas do meu pai!

Não teria que dividir o pedaço de pão,

e nem a tv com os meus irmãos,

eu seria gente grande e não haveria barreiras

que me impedissem de voar...

...e como eu queria ter asas naquele tempo!

Não só viajar nos pensamentos,

mas atravessar as barreiras do tempo e crescer...

eu queria crescer num piscar de olhos

e descobrir a vida como eu desejaria ter...

e como criança que era,

não sabia que depois de grande a vida não seria assim tão bela,

como eu acreditava que fosse,

e quando me vi,

grande e dona de mim,

eu perdi pessoas que amei,

porque não soube ser humilde e pedir

para ficar comigo,

eu perdi amigos que me enganaram

e quando eu não tinha mais nada a oferecer,

eu me senti sozinha

eu cresci e percebi

que ser criança é muito mais...

do que ter alguém para obedecer,

e quando eu era criança eu podia sonhar

por que eu sabia que o meu sonho

ninguém poderia me roubar.”

Hoje eu vejo no rostinho triste de uma criança, sonhos

interrompidos,

pelo desejo te brincar, de se esconder de um mundo

que a obriga a crescer, quem dera ser criança para sempre

e não ter que desfazer a mala de brinquedos e trocá-la por

obrigações,

eu vejo olhos de aventuras perdidos nas ilusões onde pensava ser

fácil

conquistar corações...vejo pés descalços sujos de lama

sendo obrigados a se calçar e se comportar,

por que a mocinha cresceu...

"que coisa feia!"

se sujar...

eu vejo que os caminhos mudaram as passagens se tornaram

múltiplas,

para onde ir, em quem confiar?

Mas o coração despertando para a vida, inexperiente,

onde se confia em todos e não se aprende quem merece

realmente a sua amizade, e o seu amor.

Eu vejo dúvidas, incertezas, mas vejo um desejo enorme de ser

feliz,

e conquistar a cada dia o seu lugar, no mundo de gente grande

também se sonha, também se aprende a voar.

Fazemos o que esta no nosso coração, amamos, choramos,

gritamos, sorrimos, queremos ser felizes a todo o custo,

queremos realizar sonhos impossíveis, e as vezes esquecemos de

viver o hoje, porque queremos que o amanhã chegue rápido,

para encontrarmos a tal felicidade.

Mas pensando bem, a felicidade pode estar no hoje, bem ao

nosso lado!

Tem sempre alguém em algum lugar que precisa de nós, e só em

ajudar as pessoas, já estamos sendo recompensados, e assim

somos felizes, por que fizemos a quem estava chorando sorrir, e

um pouco de esperança passamos pra essa pessoa, mesmo que

nosso coração esteja quebrado, destruído, vazio, mesmo assim

ainda temos forças pra colar os cacos, recuperá-lo, porque

sabemos que dentro dele tem amor demais, e esse amor nos dar

forças pra continuarmos, sem olhar pra trás, recomeçar sem

desistir, caminhar sem ao certo saber pra onde ir, mas indos,

jamais deveram parar, o dia passa, o mês voa, e o ano, ele

termina pra gente sem mesmo antes ter começado, quando se vê

já é outro ano, outro mês e o dia que passou ficou no passado, e

chorar por ele, não adianta mais, não podemos perder tempo,

pensando no "se", se eu tivesse feito, ou não feito, não pense mais, vá à luta, e não olhe pra trás!

Os amigos vem nos dar apoio, carinho, diversões, fantasias.

Amigo é o irmão emprestado e com amigos caminhamos pela

mesma estrada, onde descobrimos nossos corpos se

transformando, é a hora mágica de se tornar gente grande,

passamos a ter outros desejos, largamos os brinquedos e vamos

à busca do que nos da prazer, sem se preocupar com os riscos e

as consequências, buscamos viver tudo de uma só vez, e muitas

vezes passamos do limite e o que nos espera é pagar um preço

alto demais.

Encontramos o primeiro amor, os olhos nos olhos, as mãos

dadas, o correr pelos campos se envolvendo na maior sensação

de bem estar, o primeiro beijo, o gosto de pecado pairando no ar,

os braços envolvidos num abraço apertado, o sexo respondendo a

todos os toques de carinho e desejo. Não temos medo de se

envolver e se entregar, não pensamos que um ato em falso pode

mudar para sempre o rumo das nossas vidas, passar de menina a

mulher ás vezes é complicado, por que se passa a ser mulher

quando se sente preparada para isso, não tem uma idade

determinada, nova demais ou não para isso, tem sim toda uma

preparação, prepara-se o corpo pra não cometer erros, e

prepara-se a cabeça para depois não se arrepender e dizer que

não valeu a pena , tem que ser com a pessoa certa, mas como

saber se é a certa? Simplesmente escutando o seu coração, e

vendo se vale a pena ou não, e mesmo que depois a relação

termine guarde com carinho essas lembranças, dos momentos

únicos vividos pela primeira vez com a pessoa que escolheu.

Enquanto isso se vai vibrando e irradiando alegria e

cumplicidade, em busca de crescer e nos tornarmos adultos

incompreendidos pela sociedade, que fecha os olhos para a

inocência e ao mesmo tempo não enxerga o único caminho, o do

coração.

São caminhos onde a amizade e o amor andam juntos,

descobrimos no amigo, um amor ou até mesmo um irmão.

E muitas vezes o amigo deixa de ser amigo, assim como começou

de repente uma amizade se acaba...

Aquele amigo que era como um irmão nos trai, nos rouba o que

de mais lindo existia em nosso coração, a nossa esperança e a

nossa certeza de que as pessoas são perfeitas, e descobrimos

que não é bem assim, por que a maioria não te vê como amigo e

sim como um objeto de oportunidade, você tem alguma coisa que

ela precisa naquele momento, seja a resposta da prova, uma

roupa emprestada, um acessório, enfim coisas sem valor nenhum

que se torna fonte de interesse de alguém que finge ser somente

amigo, e você descobre isso quando precisa dessa pessoa e ela

nunca pode te socorrer, por que nas horas ruins somente amigos

verdadeiros estarão ao seu lado, te apoiarão, te farão companhia,

sofrerão suas dores se for preciso, os que te deixarão, não são

verdadeiros, mas passarão na sua vida pra você entender a

diferença entre eles. Uns errarão e pedirão desculpas, tentarão

desfazer a besteira que fizeram, mas ai é com você perdoar.

Se o amigo for verdadeiro e sincero, ele nunca te abandona,

um amigo larga os compromissos para te ouvir, não sai sem você

para se divertir, ele quer que você também se divirta, ele vai a

sua casa e te visita nos momentos ruins se faz presente, quando

o amigo é verdadeiro ele nunca te deixa só!

Escreve para você palavras bonitas e faz você acreditar no que

ele acredita ele sabe que um dia pode ser ele a precisar de você,

te dar forças para enfrentar as batalhas da vida, e te segura

quando você cair pela milésima vez, sem cobrar, sem reclamar,

sem precisar te magoar dizendo verdades que você nem quer

ouvir, ele deixa a poeira abaixar, te ensina os caminhos certos, e

te faz entender por que existem momentos tristes por que nem

tudo são flores, e por que ele também precisa de você.

Se for pra ser amigo, que seja completo, verdadeiro e te faça

sorrir,

mesmo que o mundo desabe ele vai estar ali, a qualquer hora pra

te levantar e te fazer seguir tirando as pedras do seu caminho e

caminhando contigo,

mas ele não poderá viver a sua vida e nem cuidar de você para

sempre,

cabe a você seguir em frente, sozinho as vezes,

que é pra aceitar de vez que a sua vida é unicamente guiada por

ti,

se erras, não culpe ao conselho do amigo que te deu forças para

tentar mais uma vez,

se acertas, agradeça a si mesmo, siga em frente, não amoleça,

cresça,

e acostume-se a se virar sozinho.

Amanhã pode ser tarde pra entender, depende de você explorar,

os 4 cantos do mundo, e descobrir que não esta sozinho,

quem melhor pra voce do que voce mesmo,

pra te criticar, te cuidar, te guiar, te aceitar como voce é?

E melhor, voce jamais poderá causar decepção em voce mesmo,

pense, dance, faça, aconteça, seja pra voce o melhor de todos os

companheiros,

aquele que cala, chora e não se abala com a solidão.

E se precisar desabafar, conte com o que tem na mão,

uma caneta e um papel, os teclados do seu notebook,

seu coração se derrama nas linhas de um texto escrito na dor,

na alegria, ou na solidão,

não meça esforços pra ser o que voce quer ser,

meça esforços pra não ser o que querem que voce seja!

Se pudéssemos entender as pessoas, o que há em seus corações,

e o que passa em seus pensamentos, por trás falam demais, e

até criticam sem conhecer, se é bom ou ruim, ninguém quer

saber, falam o que querem , magoam e até ferem os sentimentos

mais puros, porque existem sim, pessoas do bem que vem pra

ficar e que amam sem nada cobrar, que ajudam sem pensar, e

que se dão sem esperar nada em troca, o que acontece com as

pessoas que sentem tanto abandono, que se fecham em si

mesmo, e no coração só carregam dor, e acham que todo mundo

é igual, que não existe amor.

O que será que passa no coração dessas pessoas que matam, e

ferem sem sequer se arrepender, que se afastam das pessoas por

que elas têm mais sorte, mais bens materiais, mais futuro, mais

alegria de viver.

Não se deve sentir inveja ou ciúme, são dois sentimentos que

matam uma pessoa e perdem toda a existência e vivem por viver,

se escondendo atrás de uma máscara por medo de fracassar e

alguém vir com pedras e nelas jogarem.

O que será que tem no coração de alguém que não sabe amar,

nem sabe doar alegria, nem compartilham sentimentos, que se

nada em troca receber, nada também dará, às vezes é preciso se

mover e ir à busca do seu espaço, buscar amor para ser amado,

buscar conquistas para ser conquistado, mais é preciso ter

consciência disso e dar o primeiro passo.

Mesmo que você perdoe os deslizes dessa pessoa que jura que

nunca mais vai te abandonar novamente, o cristal foi quebrado e

confiar de novo poderá ser um pouco difícil, ou até mesmo

impossível. Resta saber se você vai querer correr o risco de ser

deixado para trás na próxima curva, e caminhar sozinho ás vezes

é bem melhor do que sofrer profundas decepções.

Acostumamos a ser feliz sem o amor nos encontrar, estamos

tranquilos e satisfeitos com o nosso dia a dia, simples e sem

muita emoção, nada demais acontecendo, de repente eis que vem

o amor, prometendo uma vida diferente e sem perguntar nossa

opinião, já nos flechou, em dias de euforia nosso coração se

farta, quase explode em tamanha alegria, e a vida de pernas pro

ar, se vira.

São dias de muita correria, onde um estava o outro ia, e o céu

bem mais bonito ficaria, o sol irradiaria o amor, e toda hora era a

hora de amar...

“Mas..."

Sem data pra acabar, aos pouquinhos vai indo embora,

Sem dizer adeus, simplesmente evaporando pelos ares,

E agora?

Para onde foi, quem sabe se perdeu, era tanto mimo,

que se cansou e encheu...

...não pode ser,

Amor chega e fica para sempre, assim me disse quando chegou,

E agora, pra onde foi? Nem se importou.

Em dizer já vou,

Sejas feliz e esqueça o que se passou!

Então...

Por que me procurou, estava feliz assim, rodeada pelo vento,

e as flores do campo que me fazia companhia?

Por que aquele dia pairou em meu coração, prendeu minha

respiração,

apossou-se de mim, por que me escolheu se nem ao menos o

procurava?

Não fazia falta em meu viver, então por que me procurou?

Deixaste marcado o meu caminho, saudades espalhadas pelos

cantos,

e num encanto, se desencantou!

Mesmo assim ainda há amor em mim, quando sinto o coração

disparar por uma canção que marcou,

quando olho para o céu ao amanhecer e vejo todo o seu

esplendor,

quando sinto a presença de Deus no ar que respiro,

nas cores das flores que perfumam meu dia,

nas gotas de chuva que molham com delicadeza a natureza.

Há amor sim, amor que vaga por entre olhares, que nem

conheço,

por entre sons que não diferencio, por entre os sorrisos que não

escondo.

Há amor em mim, quando toco a areia da praia molhada ,

pela onda que de madrugada sentiu desejo de ir mais além.

Há amor em mim,

quando os sonhos de uma noite invade, a realidade de um dia

que faz e acontece,

há amor no coração que magoado esquece, quem o magoou,

porque o amor é maior que tudo.

Há amor em mim, quando ouço a voz das minhas crianças,

chamando "mãe" e correm para me abraçar!

E amor igual a esse, “mais forte não há!”

O Amor é julgado de tantas formas diferentes, ora tristemente

dolorido, ora felizmente acolhido, triste porque dói amar, mas dói

mais ainda não amar, sentir o coração carente muitas vezes nos

impede de realizar sonhos, de conquistar espaço, por que

achamos que vivemos para impressionar alguém, pra mostrar a

alguém o quanto somos especiais, o quanto somos fortes e

capazes de realizações.

E, no entanto muitas vezes não conseguimos impressionar

ninguém, e a gente acaba caindo em abismos tão profundos que

até pra sair de lá se torna difícil, e precisamos correr com o

tempo que voa em direção ao futuro, e nesta hora desistir não é

possível.

E precisamos saber que a única pessoa que temos que

impressionar somos nós mesmo, nós temos que nos dar nota

1000, antes de qualquer pessoa avaliar, somos importantes para

nós mesmo e é a nossa vida, se outras pessoas não se

encaixarem nela paciência, não era mesmo pra ser assim, e não

precisamos mudar para fazer alguém melhor, e sim para nos

melhorarmos como pessoa.

E quando chega a adolescência ela vem cheia de mistérios e

segredos, dizer que dá medo dá sim e muito, são muitas

paqueras, muitos planos, uma vontade louca de ser livre e fazer

tudo de uma só vez, como se isso fosse possível, não entendemos

que tudo funciona uma coisa de cada vez, não adianta se for

subir a montanha, ao mesmo tempo não poderá descê-la, suba

aproveite a aventura e depois desça aproveitando a magia da

natureza, você não pode nadar e correr ao mesmo tempo, se

nada, curte a água batendo em seu corpo, flexiona as pernas , os

braços, sinta-se livre, respire fundo , mergulhe e veja a beleza do

fundo do mar, existem diversas plantas marinhas, peixes de

todas as cores, o oceano é mágico, e te fará leve e livre naquele

momento, em que é só você e o mar, se for correr pelas matas,

encontrará paisagens exuberantes, como aquela árvore gigante

que você precisa contornar para passar, olhe o céu azul , o sol a

adentrar pelas frestas dos galhos, pisando e escutando o barulho

da natureza, pássaros cantando que parecem te seguir pra você

não se perder, você sentirá que tudo fará, mas uma coisa de cada

vez.

A incessante busca pelo belo e perfeito, pelo príncipe encantado e

tudo toma outro rumo...

“Descobre-se um belo dia, que seu castelo não existia,

que seu vestido era de pano fajuto, e que sua coroa não reluzia...

Seu cristal mágico não permitia que seu desejo se realizasse.

Que belo dia Princesa!

Pra descobrir que parte de contos de fadas, já não mais fazia.

Seu belo e perfeito príncipe, pra te salvar não mais viria,

que o cavalo branco era fantasia, então o que fazer diante de

tanta ilusão,

se seu coração ansiava por contos e encantos, que já faziam

parte da sua vida. Desejava as estrelas do céu, e aquele belo

cavaleiro, a árvore que lhe dava as sombras para deitar e so nhar

secou-se sem chuva, sem cuidados, sem carinho,

então descobriu ao abrir os olhos que não passava de uma mera

plebeia e que contos mágicos era só na ficção, o castelo

desmoronou na sua criação.

Na areia da praia, a onda o levou, e mais uma vez acordara de

um sonho bom,

de um desejo de ser encontrada pelo príncipe que roubaria para

sempre o seu coração.”

Essas decepções nos tornam diferentes, é nesse momento que

compreendemos coisas que julgávamos difíceis e até impossíveis

de acontecer, acompanhamos de perto pessoas do nosso mundo

caindo e perdendo tudo aquilo que conquistou por longos anos, e

em um segundo se despencando como chuva em temporal.

Ás vezes caem na moral e nos bons costumes, deixam entrar na

sua vida uma mancha triste de falta de caráter, e falta de pudor,

por dinheiro cometem coisas que não sabemos o porque, será

mesmo que coisas absurdas fazem falta na vida da gente, ou será

que o que nos atrai é justamente o gostinho do proibido, aquilo

que só teremos coragem de fazer em sonhos, por que quando

acordamos é absurdo demais para encarar, mas pagando,

escondendo, se desviando de tudo aquilo que aprendemos ao

longo das nossas vidas, fazemos e caímos em contradição.

A vida é muito mais que sonhamos, experimentamos sensações

diversas, ás vezes nem tão boa, as vezes necessária a ponto de

não poder fugir delas,

“... acreditei em mim e isso basta..."

Basta para quer eu siga os bons fluídos que meu coração me diz,

basta pra que eu traia somente meus impulsos mais

incontroláveis,

basta para que eu saiba distinguir o bem do mal.”

Mas será mesmo que sabemos distinguir o bem do mal, ás vezes

o mal é tão mínimo que passa despercebido pelos nossos olhos, e

o bem por menor que seja é sempre o bem.

“Entre o bem e o mal, extravaso a alma em lamento."

Improviso assim o meu talento, eternizando o meu mais precioso

momento,

levando em conta, que o bem é mais forte em meu pensamento!

Danço a música ao vento, passo por caminhos estreitos,

se é mal ou não, será bem feito.

Seria distante dizer, que a pureza do bem, deixa transparecer,

ao fazer direito, e sem defeito podemos isolar o mal,

aprendendo a conhecer só o bem, de qualquer um, que traga

além

do próprio pensamento, a eternização do momento

perfeito, se quiser fazer bem feito!”

Julgamo-nos como pessoa do bem, e ao mesmo tempo negamos a

força imensa existente dentro de nós, a dúvida... essa força que

nos atrai e na maioria das vezes nos corrói e sem saída a gente

se depara com coisas que jamais pensamos em fazer, ou dizer,

mas a gente faz, por que é atraído pelo desafio, e mesmo que

doa , a gente faz, é isso ou aquilo, dúvida de ser uma pessoa ou

ser outra, e dependendo do momento seremos guiados pelo

ressentimento, e nessa hora fazemos o pior que existe em nós.

Arrependemo-nos depois, quando tarde demais tentamos a todo

custo voltar atrás. Sentimos falta de um tempo em que nossa

única preocupação era as provas do colégio e a roupa para sair

no sábado a noite.

Vivíamos brincando com tudo e nada era sério demais para nos

fazer

entristecer, sorríamos somente com as risadas dos amigos,

sabíamos como nos divertir sem prejudicar a nós mesmos , nem a

ninguém, sentávamos em bancos de praça e ali fazíamos a nossa

festa,

dormíamos tarde no fim de semana e acordávamos mais tarde

ainda,

não tínhamos vergonha de parecer careta, só por que as vezes

saíamos com nossas mães, para as festinhas nas igreja, ou em

casa de amigos,

era uma proteção para nós e não tínhamos problema algum com

isso, eram momentos que valiam muito e trazemos guardados no

nosso coração,

por que hoje não se vê mais famílias se comportando desse jeito,

as mães estão saindo mais que as filhas para as boates e se

perdendo em bebidas e cigarros, atraindo para si sono perdido,

olheiras e na manhã seguinte um cansaço sem medidas,

enquanto as filhas muitas vezes ficam em casa tomando conta de

irmãos, sem conseguir entender muito bem tudo isso, e na frente

dos filhos chega em casa as vezes bêbadas, passando um

exemplo de uma vida que não esta nos sonhos de ninguém, e

muitas vezes ainda trazem para casa algum namorado que

conheceu pelo caminho, colocando em riscos sua família, seu lar

e a sua própria vida.

E quando nos tornamos adultos, nos formamos para vida, mas

esquecemos de que não temos nenhuma prática, somente teorias

e é com elas que temos que seguir adiante , tentar fazer o

contrário do que achávamos errado na nossa casa e seguir sendo

nós mesmo e dominar os medos , descobrir segredos profundos ,

e ao longo do caminho muitas feridas se abrirão e nos mostrarão

o quanto somos frágeis criaturas indefesas, buscando proteção

em braços desconhecidos, deixando para trás pessoas que

amamos, em troca de aventuras e progresso, buscamos dinheiro

para sobreviver em selvas de pedra, onde é olho por olho e dente

por dente,onde cada centavo é ganhado com suor, e moleza não

tem espaço nessa nova vida, a vida da idade adulta, aquela que

sonhamos com o casamento perfeito, muitas pessoas acham que

a perfeição é o dinheiro, se tem dinheiro, é um bom partido, mas

esquecem que se tem trabalho e grandes planos, se é também

um bom partido, e quem quer se casar pra morar em cabanas,

tomar banho no lago, pescar seu almoço, e se fartar de tanto

carinho...todos querem , mas ninguém consegue ser feliz com

apenas isso, com o tempo começam as cobranças para si mesmo,

aquela pergunta que não quer calar...

"O que eu fiz da minha vida?

Uma escadinha de filhos para criar, um marido que chega em

casa todos os dias e me pergunta pelo jantar?”

Isso é viver feliz? (pra muitas pessoas é sinônimo de felicidade) é

viver como nossos pais queriam, como nossas avós faziam, mas

não como “nós” sonhamos,

“o príncipe encantado, que virou marido, se tornou um monstro

que nos aprisionou em seu castelo e só nos deu motivos para

chorar, por que passado o tempo ele foi buscar outra princesa

para enganar...” com tudo despencado o coração despedaçado, o

cristal quebrado, o que nos resta é esperar...

E se escolhemos não viver essa vida, muitas vezes a gente se

sente só, sem amor, sem amigo, sem nada, somente com nosso

cantinho dos sonhos, onde tudo fica o tempo todo em seu lugar e

nada e nem ninguém para desarrumar, e somente ficarão as

lembranças de uma vida que não mais voltará, por que passou o

tempo e recomeçar agora parece muito tarde e sem amizade e

amor, tudo se parece escuro e vazio, sem luz nenhuma no fim do

túnel.

E muitas pessoas passam por outro tipo de experiência, e sempre

no começo da vida adulta, e com os passar dos anos entende

como tudo aconteceu e por que, assim como essa experiência...

“Como é difícil olhar para trás e descobrir que eu não tenho mais

20 anos, que eu não posso mais recomeçar de onde eu parei,

por que de onde eu parei, a vida era diferente, é difícil olhar pra

trás e descobrir que meus sonhos foram interrompidos

por que eu queria ganhar o mundo, e não pensara nas

consequências dos meus atos.

Ato este que freou todos os meus desejos e ambições, que me fez

enxergar o mundo de outra forma, pois não podia mais pensar

sozinha, eu tinha alguém pra pensar,

eu parei os meus planos, minhas aventuras, minha vida,

pra deixar crescer dentro de mim, o ato da minha inexperiência e

imaturidade.

Eu queria crescer, e me tornar uma mulher linda, amada, e bem

sucedida, eu sonhara com o sucesso, com minha carreira, com

meu futuro.

E o meu futuro estava naquele momento crescendo dentro de

mim,

eu havia me tornado mãe aos 20 anos, eu já teria que abandonar

as bonecas, os jogos, os garotos, e a vida de baladas,

pra cuidar de um ser que não pediu pra nascer, por causa de um

descuido meu, ele estava ali agora, e me fez crescer na marra,

foi muito difícil olhar pra ele e saber que a vida naquele momento

seria bem diferente, e que eu teria que passar de menina a

mulher madura,

e responsável, que matar aula no colégio não seria mais uma

prioridade,

ir pra pracinha com a galera, tomar fanta com vodca, ah!

Isso nem pensar!

Já não fazia mais parte da minha rotina, ela agora seria outra

completamente diferente, seria uma rotina de fraldas,

mamadeiras

e chupeta, eu descobri que no meu ato imaturo,

eu ganharia de Deus um presente que nem em sonho eu poderia

imaginar ser tão perfeito.

A vida mudou, sim, os sonhos iam continuar,

só mudaram o meu jeito de sonhar.”

Se pudéssemos entender que tudo que fazemos com o tempo

volta pra gente, seja ruim ou bom, demora o tempo que for, mas

volta...

E se pudéssemos entender a força que a natureza tem dentro de

nós, também evitaríamos momentos como esse, talvez

acreditaríamos naquele velho ditado...de que essas coisas só

acontecem com os outros, não com a gente!

Não é apenas a dor de um coração partido, são sonhos e desejos

destruídos,

São sentimentos que se misturam dentro de nós,

por não sabermos qual foi o erro cometido,

e por que tudo aquilo desabou,

se parecia tão sólido!

Só entende essa dor,

quem por ela já passou,

e jurou...

nunca mais amar como antes!

O amor não sabe escolher pessoas

capacitadas em só fazer amor!

Ele escolhe errado

e causa sofrimento e dor...

e há aqueles que pensam que viver pra um amor,

é a única forma de felicidade,

seria,

se você não tivesse sonhos,

e nem quisesse viver,

apenas existir...

Por isso viva quantos amores puderem viver,

chore todas as lágrimas que tiver que chorar,

mas entenda que bons momentos valem uma vida inteira,

melhor que ficar esperando a pessoa certa,

mas existe a possibilidade dessa pessoa não ser real!

E se caímos nesse erro, de atropelarmos os acontecimentos,

acabamos com nossos planos e nossos objetivos passam a serem

outros. Mas ainda bem que deixou nascer, que não interrompeu

uma vida, para mais tarde se arrepender e chorar pela burrice

que fez tirando a única coisa que só Deus pode dar e tirar, a

“vida” esse pecado é grave demais, então o melhor a fazer antes

de atropelar os acontecimentos, deve-se cuidar para não

acontecer, e se acontecer, doa a quem doer nunca cometa o erro

de simplesmente se desfazer do erro, jogando fora em latões de

lixo , como se fosse lixo, um pedacinho de você, que um dia te

homenagearia no dia das mães e te diria “mãe eu te amo”.

Se não caímos nesse erro, então seguimos a vida em busca do

primeiro emprego, e achamos que já estamos podendo dizer não

ao carinho e o amor dos pais, que não precisamos deles para

mais nada e que ficar sem eles não fazem mais a diferença, mas

faz diferença e muita, quando doer a barriga seja por qual motivo

for, quem não se lembrará, do papai e da mamãe, e baterá em

sua porta pra pedir ajuda e o que ouvirá deles? "Pode entrar meu

filho, a casa é sua!"

Por que os pais não jogam na cara por que você foi embora, eles

acolhem, cuidam com amor, e saram suas feridas. E viver sozinha

nada mais é do que uma ilusão ter nossa própria casa conquistar

nosso espaço, “liberdade!”

E não ter hora pra voltar pra casa, se torna uma coisa muito boa,

sem mãe pra dar broncas, sem mãe até pra esquentar nosso

jantar, e nos tornamos responsáveis por nós mesmo.

“Somos extremamente responsáveis pelas nossas escolhas,

embora nos levem muitas vezes a tombos constantes, e outras,

decepções, procuramos avaliar em qual parte da vida deixamos

de acreditar em nós mesmos, e passamos a pensar mais, se

vamos fazer ou não, se arriscamos ou perdemos a

oportunidade, que muitas vezes passa uma única vez, e quando

saber se é a hora, se esta cedo ou tarde para tentar, se tudo vai

dar certo, quem saberá? O jeito é arriscar, deixar rolar, e tentar,

mesmo que no fim as coisas não deem certo, mesmo que aja

empecilhos no caminho, tropeços sem medidas, haverá um novo

significado se você tentar, e não ficar parado pensando na vida.”

A responsabilidade requer de nós experiências, e nessa idade não

temos nenhuma, tudo que passa por nós é pela primeira vez, e

arriscamos nossas vidas por gostar de aventuras e diversões,

somos capazes de pular de penhasco, de mergulhar nas

profundezas dos oceanos, estando certos de que nada pode nos

acontecer de ruim, muitas dessas pessoas saem dessas aventuras

prejudicados demais, feridos demais, com sequelas e até mesmo

sem vida.

É muito bom ter amigos que nos levam ao paraíso, que nos

mostram o melhor da vida, mas nos distancia das coisas

importantes, como cortar o cabelo, arrumar um emprego, sair

com família para ir ao cinema, ao zoológico, comer pipoca na

praça, coisas banais que família faz e se diverte assim, e ser

jovem nos impede de fazer isso, por que é careta sair com a mãe,

ou até mesmo com os irmãos para um cinema, um jogo de

futebol.

Melhor é sair com amigos, pra zoar com a galera e se divertir de

montão, em busca sei lá de que, para completar o que nos faz

falta.

...e ás vezes é tão difícil saber o que mais nos faz falta, se

estamos sempre correndo em direção contrária e quando

percebemos a volta ao começo é longa demais e então deixamos

para trás coisas que irão nos fazer muita falta, como a inocência

de acreditar em todas as pessoas que passam pela nossa vida...

como o sorriso sem motivo que nos faz chorar, como o abraço

apertado que quase tira o fôlego, pela vontade imensa de

abraçar, as vezes é difícil sobreviver em um mundo que nosso

tapete é puxado o tempo todo, e nossa esperança é abalada por

uma simples palavra que destrói uma vida inteira de planos e

sonhos, e sem motivação nenhuma fica difícil recomeçar, então

persistimos com erros ou não, pois a vida nós podemos mudar a

qualquer momento, e não existe derrota para aqueles que

sonham, existe força de vontade para cada tombo, um impulso

nos levanta, para uma nova chance, uma nova esperança.

E com os amigos a gente pode dar mil gargalhadas, cair na

balada, e dizer que a vida esta muito boa, que tudo esta perfeito,

que o coração esta feliz, mas um amigo vai olhar nos nossos

olhos, e saber que não estamos bem, vai duvidar das nossas

gargalhadas, e saberá que estamos esmagados pela dor,

enlaçados pela tristeza, e nos fará desabafar, vai ter tempo pra

nos ouvir, no meio da barulhada, vai nos dar forças e nos

abraçar bem forte, e dizer que tudo vai passar, um amigo vai

entender se a gente chorar, e querermos ficar quietos, um amigo

vai nos levar pra casa, não nos deixará sozinhos, até a tristeza

passar, até pararmos de chorar, e não vai se importar, com o

tempo que vamos precisar para desabafar!

E haverá sempre uma esperança por onde passar também haverá

dor, sofrimento, mas haverá também amor, carinho e se

acreditarmos ainda existirá respeito entre as pessoas, o mundo

está perdido e a gente tenta não se perder, por aí caminhamos a

procura de realizações, estamos sempre recomeçando alguma

coisa que um dia foi interrompido, e o tempo não para nunca,

surpresas acontecem todo dia, e oportunidades batem a porta

daqueles que ainda tem no coração alguma certeza de que tudo

muda a cada dia e seja para melhor ou pior, o dia sempre

amanhece diferente.

Quando estamos de bem com a vida, nada nos impede de sermos

felizes, o nosso sorriso é mais fácil, a nossa alegria ecoa no ar,

nada pode mudar nossos sonhos, nem existe alguém pra nos

derrubar, se estivermos de bem com a vida, nada pode nos fazer

parar.

E mesmo assim, com essa força de seguir em frente dá medo de

sair e seguir mais uma etapa da nossa vida estranhamente

parece que não sabemos andar se não tivermos sonhos, os

sonhos são impulsos que nos levam por aí, são os abraços em

noites frias, que aquece o mais frio inverno, dá medo de virar a

página das nossas vidas, pular linhas traçadas pelo destino, no

qual nos enganou e nos fez cairmos, tentamos não chorar,

vivemos momentos lindos que alguém jamais poderia imaginar,

entendemos que basta acreditar para os sonhos se realizar, que

basta ser forte para não desanimar, agora ,com tudo lá fora

modificado, paramos com medo de não sabermos caminhar

sozinhos, das palavras de amor ditas , das lembranças da

amizade, de novos caminhos a seguir e tomarmos decisões, não

sabemos por onde começar.

Se buscarmos o amor, deparamos com pessoas diferentes,

estranhamente imperfeitas, e como saber?

Há momentos na vida que nos sentimos assim,

abandonados e a ponto de cair num abismo sem fim,

a solidão dói no coração daqueles que não estão acostumados

com ela, mas quem é que se acostuma com a solidão?

Na nossa cartilha da vida,

não vem ensinando como lidar com as tristezas e decepções,

a própria vida ensina,

nos afastando das pessoas e nos tornando sós...

em busca do amor,

caminhamos para lugares desconhecidos,

e o coração das pessoas é um mar de segredos,

que não esta visível para ninguém...

e como saber então...

se é ou não, a pessoa certa pra você?

Não sabemos até conhecermos bem essa pessoa, até

entendermos que não dá pra viver sem ela, que ela já existe em

nossa vida, e é muito importante para nós, e se tem defeitos, e

se não é o que sonhamos ás vezes é mais fácil se fingir de surdo,

cego ou mudo.

Passar por cima de defeitos, de erros, e ás vezes até fingir

entender o que não se entende só pra ter por perto alguém que

amamos com todos os seus defeitos.

Como pessoas normais sentimos solidão, sentimos vazio no

coração, e sentimos que o mundo não liga pra gente, que

estamos distantes das outras pessoas, que não a percebemos por

perto, ocupados demais com seu próprio umbigo, é demais querer

saber quem somos, de onde viemos e para onde vamos.

E como pessoas normais sonhamos com o amor verdadeiro,

aquele que estremece o coração, deixa as mãos trêmulas e as

pernas bambas...

Pelos caminhos por onde andamos,

guardamos versos triste que escrevemos,

para a alma de um ser triste e vazio,

que não foi merecedor de tanto amor

Pelas estradas, desertas, e incertas,

Caminhamos lado a lado,

temos certeza de estarmos apaixonados.

Por onde passamos,

deixamos paz, amor e até um pouco de nós,

queremos que ao retornar pro nosso mundo,

ainda poderemos encontrar o mesmo caminho.

Resistimos a tantos conflitos,

E o coração, sempre aflito,

pergunta, onde foi parar,

o nosso amor infinito?

O amor infinito, esse amor que sonhamos ter, aquele que dura

para sempre, que não destrói os sonhos, que aceita as duras

batalhas da vida, se unem sem interesse, sem se prender a

detalhes, sem brigas, sem solidão,

Amor esse que não nos deixam sós, que sabe perdoar.

Que não tem tempo de errar, pois só pensa em agradar aquele

que ao seu lado sempre vai estar, em todas as formas possíveis

de amar, vai estar presente, na hora de alegria sorrirem juntos, e

na dor e na tristeza se abracem e se consolam um ao outro, sem

nenhuma palavra, só olhar nos olhos já sabe o que se passa em

seu coração, esse sim, o amor infinito que todos buscam e

anseiam por ele, e será?

Será mesmo que ele existe?

E se existe, é lá mesmo onde estará a felicidade...

“Não me busque no silêncio,

nem nas noites frias e escuras,

nem nas estradas desertas e úmidas...

me busque em seu coração ,

no deserto do seu olhar,

me busque no vento calmo que sopra as flores,

onde o sol apareça e esquente o lugar,

me busque nas folhas das árvores,

gotejando sereno da madrugada,

me busque no por do sol ,

na alegria de uma criança a brincar,

me busque na poesia das cores,

na beleza dos amores,

nos sonhos dos que ainda irão me encontrar.

Me busque na simplicidade de uma canção,

no abraço apertado de um irmão...

me busque para nunca mais me deixar...

sou a FELICIDADE

que bate a sua porta,

me busque e irá me encontrar.”

Mesmo que ela seja algo impossível de se conquistar, um dia

quando menos esperar irá encontrar, pois ninguém passa pela

vida sem sentir momentos de felicidade, embora pareça difícil,

com tantos obstáculos no caminho, com tantas pedras, com

tantos desencontros, há de se ter um dia em que a felicidade

reine em nossa vida.

A vida não é um passatempo, onde se brinca o tempo todo, tem

hora que precisamos parar para pensar, pensar no que foi o

ontem em sua vida, se você se deu alguma chance para

recomeçar, se pisou na bola, se jogou coisa fora, se realmente

fez algo bom para se lembrar, o tempo corre, quase não

conseguimos alcançá-lo, ficamos para trás nos perguntando,

"mas é hoje?"

Não pode ser ainda faltava tanto tempo!

Mas é verdade, tudo passa muito rápido, precisamos alcançar o

tempo, e fazer as coisas que queremos que sejam feitas, buscar

aquilo que gostamos, não esperar passar mais tempo, achando

que amanhã, tudo vai melhorar, se não deu hoje, amanhã dará,

mas o amanhã pode não chegar para você, não espere, viva hoje

tudo o que achar bom viver. Se afaste das pessoas que te faz

sofrer, procure companhia para fugir da solidão, se ausente do

passado, e deixe o presente te guiar, faça ser real, se não for do

seu jeito, não aceite, lute para conquistar o seu espaço, se

alguém te impedir, não esquente, Deus te dará tudo o que você

sonhar. Esteja com Ele, e nunca se arrependerá!

Como ser humano somos falhos e aprendemos tarde demais a

importância do outro em nossa vida, pela sua falta, percebemos o

quanto nos eram importantes!

E tarde demais queremos mudar a situação, tentando refazer o

que foi desfeito, mesmo sabendo que tem inúmeros defeitos, era

o que mais importante tinha na vida, e tarde demais descobrimos

o quanto perdemos tentando achar, o que geralmente estava ao

nosso lado!

Nosso maior erro é que falhamos muito tentando acertar! E por

mais que lutamos para não errar, é impossível fazer somente o

certo, não tem como prever as coisas acontece o tempo todo e ás

vezes sem querer, mas tem que acontecer, não tem como fugir

do destino, o que esta escrito esta escrito, e assim por diante,

vamos recolhendo pedaços nossos pelos caminhos, decepções que

se espalham e a gente vai só juntando, fazemos um montante de

quedas que a vida nos faz levar, mas aprendemos a resistir a

todas elas, e a tentar impedir que se repitam mais vezes do que

o normal, e levantamos pela milésima vez para agarrar com fé e

coragem tudo aquilo que é nosso por direito, o amor é o primeiro

direito que temos de ter.

Deixe que o amor te reconheça,