Astrologia e baixo astral por L P Baçan - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

BAIXO ASTRAL

ACABE JÁ COM SEU BAIXO-ASTRAL

De repente, baixa aquela sensação indescritível de que o mundo todo pesa em suas costas.

Tudo está errado e todas as portas parecem fechadas. A auto-estima cai, a solidão parece ser um remédio, a vontade de chorar chega e, se fosse possível abrir um buraco e entrar dentro, com certeza você faria isso.

E agora? Como conviver com essa infelicidade geral que vem de não se sabe onde, invade, domina e anula totalmente a sua vontade? Parece difícil, pois as emoções afloram e, nesse caso, fica difícil raciocinar e procurar saídas.

Como se desencadeia esse processo? Basta um fora com uma amiga, uma briguinha com o namorado, uma discussão com o professor, uma bronca da mãe ou uma desavença com o irmão. Quando você menos espera, perdeu a vontade de tudo e o baixo-astral assume o comando de sua vida.

Se você parar um pouquinho agora mesmo e voltar ao parágrafo anterior, verá que os fatos que desencadeiam do baixo-astral são puramente emocionais. Como uma vasilha que vai se enchendo pouco a pouco, acontece o mesmo com sua emoção, até o momento em que um pingo a mais faz entornar a água acumulada. Se você agora, concordar com isso, tomou sua primeira medida para livrar-se desse problema terrível e incômodo.

Sabe por quê? Porque você deixou o plano emocional e começou a racionalizar o que acontece com você. E já que deu o primeiro passo, quer saber o que significa baixo-astral? É

uma situação ou circunstância adversa, atribuída a suposta má influência dos astros, conforme explica nosso querido dicionário, reforçando o aspecto emocional, que é o monstro a ser combatido.

Já que entramos nesse campo, vá um pouco além agora, procurando entender-se um pouco mais. Para isso, consulte seu horóscopo e veja como seu signo reage às influências negativas, sendo a principal delas o período de seu Inferno Astral, que abrange o mês imediatamente anterior ao seu aniversário, quando você se encontra particularmente suscetível e fragilizada, mas não indefesa a ponto de aceitar passivamente essa situação. Seja essa ou qualquer outra causa, a primeira coisa a fazer é entender que esse é um processo passageiro e quando mais depressa sair dele, melhor. Para isso, existem alguns truques simples, que você pode usar a partir de agora.