Avaliação psicológica: a perspectiva sócio-familiar nas estratégias complementares à prática clínica por Hilda Rosa Capelão Avoglia - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

AGRADECIMENTOS

v

Profa. Dra. Eda Marconi Custódio: “minha sempre” orientadora, ao meu lado desde os

tempos da graduação, permitindo-me ir e vir, descobrir, mudar e refletir, com

cumplicidade e dignidade, transmitindo humildade diante do conhecimento.

Profa. Dra. Marília Martins Vizzotto: atenta, inquieta e inspiradora. Uma participação

confiante e encorajadora, imprescindível na elaboração deste trabalho.

Profa. Dra. Walquiria Fonseca Duarte: uma interlocutora desafiante, que há tempos

incentiva nossa produção, compartilhando seus questionamentos, idéias e compromisso

com o estudo e com a ciência.

Profa. Dra. Audrey Setton Lopez de Souza: suas valiosas contribuições nas aulas, na

produção científica, em especial, na fase de qualificação.

Profa. Iraí Cristina Boccato Alves: com admiração diante do empenho e da seriedade

com que me ensina a defender a nossa ciência.

Profa. Elaine Lima de Oliveira: diretora do Curso de Psicologia da Universidade

Metodista de São Paulo, agradeço a oportunidade de estarmos juntas, nestes tempos...

Profa. Mariantonia Chippari: coordenadora do Curso de Psicologia da Universidade

Metodista de São Paulo, pelo respeito e compreensão em preservar meu tempo,

poupando-me das tarefas acadêmicas.

Profa. Sonia Marques: sua colaboração e disponibilidade produzem desafios e dicas que

vão aprimorando nosso texto.

Profa. Dra. Dagmar Silva Pinto de Castro: amiga e companheira de trabalho,

partilhando momentos e construindo harmoniosamente nossa amizade.

vi

Profa. Dra. Luana Carramillo-Going: sempre pronta, com energia e disposição para

ajudar.

Prof. Dr. José Tolentino Rosa: agradeço a ajuda com os textos em inglês e francês.

Douglas Oliveira Batista: Assistente Social do Núcleo de Estudos, Pesquisa e

Atendimento em Psicologia, dividindo comigo as exigências da coordenação da Clínica-

Escola, especialmente nesta fase de doutorado.

Professores(as) Angélicai, Edu, Fraulein, Olímpia, Manuel, Miriam, Carla, Waldir,

Tânia, Geralda, Adriana, Nanci, Valquiria, Maurício,Tolentino, Vera, Dalva: além de

colegas e amigos, grandes “torcedores”, que no dia-a-dia incentivaram a construção

deste trabalho.

Andréa, Cris, Simone, Miriam, Elenira, Miriã, Cleide e Marisa: secretárias dedicadas,

que indiretamente cuidam do meu trabalho na Clínica e no Curso de Psicologia da

Metodista.

Universidade Metodista de São Paulo: que ofereceu condições institucionais para a

realização deste estudo, demonstrando que relações de trabalho podem ser qualificadas

por vínculos que valorizem o crescimento pessoal e profissional.

Pedro Avoglia: com paciência e dedicação realizou a primeira revisão ortográfica e

gramatical.

Lígia Furusawa: pela ajuda nos acertos finais para finalização do trabalho.

Olívia: secretária do Departamento de psicologia Escolar e do Desenvolvimento

Humano, da USP, sempre atenciosa e prestativa.

Maria Helena e Johannes: estou sempre aprendendo com vocês.

vii

Sérgio Santos de Oliveira: agradeço pela verificação ortográfica e gramatical. Salve!

Gabriel, Fernando, Joana, Pedro, Maria e Ana: representando tantas outras crianças

atendidas, que na singularidade de suas histórias são a vida deste trabalho.

Felipe, Bruno e Gabriel: “nossas crianças” por me motivarem, cada um a seu jeito , a

acabar a tese.

À minha mãe e meu pai (in memorian): que deram condições para o estudo e

principalmente para enfrentar desafios.

viii

“ Costuma-se dizer que a árvore impede a visão da floresta,

mas o tempo maravilhoso da pesquisa

é sempre aquele em que ...

mal começa a imaginar a visão de conjunto,

enquanto a bruma que encobre os horizontes longínquos

ainda não se dissipou totalmente,

enquanto ainda não tomou muita distância

do detalhe dos documentos brutos,

e estes ainda conservam todo o seu frescor”.

(Philippe Ariès, 1981)

Avoglia, H. R. C. Avaliação Psicológica: a perspectiva sócio-familiar nas estratégias

complementares à prática clínica infantil. 2006.226f. Tese (Doutorado)-Instituto de

Psicologia, Universidade de São Paulo, 2006.