Cantigas; Mari'Mateu, ir-me quer'eu d'aquén por Afonso Eanes de Coton - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.
Mari'Mateu, ir-me quer'eu d'aquén

Afonso Eanes de Coton

Cancioneiro da Biblioteca Nacional 1583, Cancioneiro da Vaticana 1115

Mari'Mateu, ir-me quer'eu d'aquén,

porque non poss'un cono baratar;

alguén que mi o daría non no ten,

e algũa que o ten non mi o quer dar.

Mari'Mateu, Mari'Mateu,

tan desejosa ch'es de cono com'eu!

E foi Deus ja de conos avondar

aquí outros, que o non han mester,

e ar feze-os muito desejar

a min e ti, pero que ch'es molher.

Mari'Mateu, Mari'Mateu,

tan desejosa ch'és de cono com'eu!

Você pode estar interessado...