Chão de Alverca Refúgio da memória por Álvaro Roxo Vaz - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.
index-1_1.jpg

Chão de Alverca

Refúgio da memória

Álvaro Roxo Vaz

Chão de Alverca

Refúgio da memória

Edição actualizada

2010

O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade

exclusiva do autor

Ser rico é ter a família que eu tenho.

A ela dedico este regresso ao passado, através da

memória e em breves apontamentos, decorridas mais de

seis décadas.

Voltar às origens, bem no meio do mundo rural, que me

moldaram para a vida.

A homenagem e o agradecimento a meus pais, muito

humildes, que deixaram aos sete filhos a maior de todas

as riquezas – o exemplo.

Chão de Alverca – refúgio da memória

Para começar...

... este vai ser um espaço onde darei expressão aos meus estados de

alma. Aqueles pelos quais nos deprimimos, pelos quais nos

entristecemos, pelos quais nos alegramos, mas também pelos quais nos

inspiramos e somos capazes de exteriorizar sentimentos que geram

histórias, pequenas ou grandes, que podem ser, afinal, as histórias da vida

de cada um de nós. Escrevê-las, é o desafio que coloco a mim mesmo.

Assim tinha escrito no meu blogue “gosto-de-escrever”, onde já havia

divulgado todo o conteúdo deste livro.

E a propósito também escrevi:

Sem invalidar a sua publicação em livro, como desejo, e disponibilizá-lo

essencialmente para a família, é feita desde já a divulgação do seu

conteúdo. Escrito despretensioso, apenas se insere na vontade de

partilhar com os outros o que me vai na alma.

Chegado aqui, decido enfrentar o desafio da “confecção caseira” do livro, na

sua totalidade, e, com recurso às ferramentas digitais, torná-lo acessível a

todos, através de editoras online, às quais se podem adquirir também no

formato tradicional.

Tenho a perfeita noção de que não é uma obra perfeita, mas mesmo assim, é

muito grande o desafio que coloco a mim próprio.

Vencê-lo, será a maior das recompensas.

Álvaro Roxo Vaz

6

Álvaro Roxo Vaz

7

Chão de Alverca – refúgio da memória

Capítulo 1