Crônica do Viver Baiano Seiscentista - A Cidade e Seus Pícaros - Adãos de Massapê por Gregório de Matos - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.
LITERATURA BRASILEIRA

Textos literários em meio eletrônico

Gregório de Matos

Texto-fonte: Obra Poética, de Gregório de Matos,

3ª edição, Editora Record, Rio de Janeiro, 1992.

Crônica do Viver Baiano Seiscentista

Índice

OS SEUS DOCES EMPREGOS

A CERTO HOMEM PRESUMIDO; QUE AFFECTAVA FIDALGUIAS POR ENGANOSOS

MEYOS.

AO MESMO SUGEYTO PELOS MESMOS ATREVIMENTOS.

AOS PRINCIPAIS DA BAHIA CHAMADOS OS CARAMURUS.

AO MESMO ASSUMPTO.

A COSME MOURA ROLIM INSIGNE MORDAZ CONTRA OS FILHOS DE PORTUGAL.

OS SEUS DOCES EMPREGOS

12 – ADÃOS DE MASSAPÊ

Que é fidalgo nos ossos, cremos nós,

Que nisto consistia o mor brasão

daqueles, que comiam seus avós.

Faça mesuras de A, com pé direito.

A CERTO HOMEM PRESUMIDO; QUE AFFECTAVA FIDALGUIAS POR ENGANOSOS

MEYOS.

Bote a sua casaca de veludo,

E seja Capitão sequer dous dias,

Converse à porta de Domingos Dias,

Que pega fidalguia mais que tudo.

Seja um magano, um pícaro abelhudo,

Vá a palácio, e após das cortesias

Perca quando ganhar nas mercancias,

E em que perca o alheio, esteja mudo.

Sempre se ande na caça, e montaria,

Dê nova locução, novo epiteto,

E digo-o sem propósito à porfia;

Que em dizendo: "facção, pretexto, efecto"

Será no entendimento da Bahia

Mui fidalgo, mui rico, e mui discreto.

AO MESMO SUGEYTO PELOS MESMOS ATREVIMENTOS.

Faça mesuras de A com pé direito,

Os beija-mãos de gafador de péla,

Saiba a todo o cavalo a parentela,

O criador, o dono, e o defeito.

Se o não souber, e vir rocim de jeito,

Chame o lacaio, e posto na janela,

Mande, que lho passeie a mor cautela,

Que inda que o não entenda, se há respeito.

Saia na armada, e sofra paparotes,

Damas ouça tanger, não as fornique,

Lembre-lhe sempre a quinta, o potro, o galgo:

Que com isto, e o favor de quatro asnotes

De bom ouvir, e crer se porá a pique

De um dia amanhecer um grão fidalgo.

AOS PRINCIPAIS DA BAHIA CHAMADOS OS CARAMURUS.

Há cousa como ver um Paiaiá

Mui prezado de ser Caramuru,

Descendente de sangue de Tatu,

Cujo torpe idioma é cobé pá.

A linha feminina é carimá

Moqueca, pititinga caruru

Mingau de puba, e vinho de caju

Pisado num pilão de Piraguá.

A masculina é um Aricobé

Cuja filha Cobé um branco Paí

Dormiu no promontório de Passé.

O Branco era um marau, que veio aqui,

Ela era uma Índia de Maré

Cobé pá, Aricobé, Cobé Paí.

AO MESMO ASSUMPTO.

Um calção de pindoba a meia zorra

Camisa de Urucu, mantéu de Arara,

Em lugar de cotó arco, e taquara,

Penacho de Guarás em vez de gorra.

Furado o beiço, e sem temor que morra,

O pai, que lho envazou cuma titara,

Senão a Mãe, que a pedra lhe aplicara,

A reprimir-lhe o sangue, que não corra.

Animal sem razão, bruto sem fé,

Sem mais Leis, que as do gosto, quando erra,

De Paiaiá virou-se em Abaeté.

Não sei, once acabou, ou em que guerra,

Só sei, que deste Adão de Massapé,

Procedem os fidalgos desta terra.

A COSME MOURA ROLIM INSIGNE MORDAZ CONTRA OS FILHOS DE PORTUGAL.

Um Rolim de Monai Bonzo Bramá

Primaz da Greparia do Pegu,

Que sem ser do Pequim, por ser do Açu,

Quer ser filho do Sol nascendo cá.

Tenha embora um Avô nascido lá,

Cá tem três pare as partes do Cairu,

Chama-se o principal Paraguaçu

Descendente este tal de um Guinamá.

Que é fidalgo nos ossos, cremos nós

Que nisto consistia o mor brasão

Daqueles, que comiam seus avós.

E como isto lhe vem por geração,

Tem tomado por timbre em seus teirós

Morder, aos que provêm de outra Nação.

Núcleo de Pesquisas em Informática, Literatura e Lingüística

Você pode estar interessado...

  • Por que o Brasil?
    Por que o Brasil? Clássicos Brasileiros por Luis P.
    Por que o Brasil?
    Por que o Brasil?

    Downloads:
    109

    Publicado:
    Apr 2019

    Por que o Brasil é um país atrasado?, livro de estreia do ativista político, empresário e descendente da família real Luiz Philippe de Orleans e Bragança, rev...

    Formatos: PDF, Epub, Kindle, TXT

  • História da Brasil
    História da Brasil História por A. A.
    História da Brasil
    História da Brasil

    Downloads:
    139

    Publicado:
    Feb 2019

    Ilustrado e didático, um livro essencial para todos que procuram um ponto de partida para se aprofundar na história do Brasil. Diz o poeta alemão Bertold Bre...

    Formatos: PDF, Epub, Kindle, TXT

  • Criação de sites Curitiba
    Criação de sites Curitiba Clássicos Brasileiros por Criação de sites Curitiba
    Criação de sites Curitiba
    Criação de sites Curitiba

    Downloads:
    18

    Publicado:
    Jan 2019

    Buscamos sempre surpreender os clientes com um site que cause impactocom design personalizado, estratégias de marketing aplicadas e conteúdosexclusivos.https:...

    Formatos: PDF, Epub, Kindle, TXT

  • ÁRVORE - Uma Antologia Poética
    ÁRVORE - Uma Antologia Poética Clássicos Brasileiros por S. Reachers (Org.)
    ÁRVORE - Uma Antologia Poética
    ÁRVORE - Uma Antologia Poética

    Downloads:
    5

    Publicado:
    Jan 2019

    O termo grego ανθολογία (antologia), significa “coleção ou ramalhete de flores”. Daí o latim florilegium. O termo florilégio encaixa-se bem ao presente trabal...

    Formatos: PDF, Epub, Kindle, TXT