Diversidade sorológica e molecular de rotavírus identificados em humanos em São Paulo, Brasil.

Diversidade sorológica e molecular de rotavírus identificados em humanos em São Paulo, Brasil.
"De um total de 187 amostras fecais coletadas no ambulatório do Hospital Universitário/USP, entre 1994 a 1996, 54 (28,9%) foram positivas para rotavírus. Entre as amostras caracterizadas por EGPA foram identificados nove perfis eletroforéticos longos, dois curtos e um tipo não usual. O subgrupo II e o sorotipo G2 foram os mais freqüentemente identificados. Foram caracterizadas três amostras com misturas de sorotipos. As amostras positivas e mais 163 amostras, coletadas em um...
Esta é apenas uma pré-visualização em PDF das primeiras páginas do Diversidade sorológica e molecular de rotavírus identificados em humanos em São Paulo, Brasil.. Baixe a versão completa para ler o livro completo.
Nota: Você deve ter o Adobe Reader ou o Acrobat Installed para ver esta visualização
Você não tem o Adobe Reader instalado. Para ver esse arquivo, baixe Adobe Reader em <a href="http://get.adobe.com/reader/" target="_blank">aquí</a>. Ou, se quiser baixar o PDF para seu computador, clique <a href="https://portugues.free-ebooks.net/ebook/Diversidade-sorologica-e-molecular-de-rotavirus-identificados-em-humanos-em-Sao-Paulo-Brasil/pdf">aqui</a>.