GILBERTO FREYRE por Mário Hélio Gomes de Lima - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

GILBERTO

FREYRE

Mário Hélio Gomes de Lima

GILBERTO FREYRE EDITADO.pmd

3

21/10/2010, 08:11

ISBN 978-85-7019-523-4

© 2010 Coleção Educadores

MEC | Fundação Joaquim Nabuco/Editora Massangana

Esta publicação tem a cooperação da UNESCO no âmbito

do Acordo de Cooperação Técnica MEC/UNESCO, o qual tem o objetivo a contribuição para a formulação e implementação de políticas integradas de melhoria da equidade e qualidade da educação em todos os níveis de ensino formal e não formal. Os autores são responsáveis pela escolha e apresentação dos fatos contidos neste livro, bem como pelas opiniões nele expressas, que não são necessariamente as da UNESCO, nem comprometem a Organização.

As indicações de nomes e a apresentação do material ao longo desta publicação não implicam a manifestação de qualquer opinião por parte da UNESCO

a respeito da condição jurídica de qualquer país, território, cidade, região ou de suas autoridades, tampouco da delimitação de suas fronteiras ou limites.

A reprodução deste volume, em qualquer meio, sem autorização prévia, estará sujeita às penalidades da Lei nº 9.610 de 19/02/98.

Editora Massangana

Avenida 17 de Agosto, 2187 | Casa Forte | Recife | PE | CEP 52061-540

www.fundaj.gov.br

Coleção Educadores

Edição-geral

Sidney Rocha

Coordenação editorial

Selma Corrêa

Assessoria editorial

Antonio Laurentino

Patrícia Lima

Revisão

Sygma Comunicação

Ilustrações

Miguel Falcão

Foi feito depósito legal

Impresso no Brasil

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Fundação Joaquim Nabuco. Biblioteca)

Lima, Mário Hélio Gomes de.

Gilberto Freyre / Mário Hélio Gomes de Lima. – Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.

160 p.: il. – (Coleção Educadores)

Inclui bibliografia.

ISBN 978-85-7019-523-4

2. Freyre, Gilberto, 1900-1987. 2. Educação – Brasil– História. I. Título.

CDU 37(81)

GILBERTO FREYRE EDITADO.pmd

4

21/10/2010, 08:11

SUMÁRIO

Apresentação, por Fernando Haddad, 7

Ensaio, por Mário Hélio Gomes de Lima, 11

Primeira parte: o aprendiz, 11

Espelhos e mosaicos, 11

Manchas e contornos, 15

Caricaturas e traços, 18

Bosquejos e linhas, 22

Siluetas e perfis, 26

Segunda parte: o mestre, 30

Pontos e texturas, 30

Anáglifos e simulacros, 33

Escorço e camafeu, 37

Relevos e dioramas, 40

Arabescos e filigranas, 44

Terceira parte: o mestre-aprendiz, 48

Vinhetas e figuras, 48

Emblemas e panoramas, 51

Pautas e colagens, 55

Estilo e retrato, 62

Textos selecionados, 65

Palavras às professoras rurais do Nordeste, 65

Nacionalismo e internacionalismo

nas histórias em quadrinhos, 79

GILBERTO FREYRE EDITADO.pmd

5

21/10/2010, 08:11

Paz, guerra e brinquedo, 90

Em torno de alguns aspectos do que precise de ser

educação de jovens e de não jovens para uma época

de tempo mais livre, 93

Antropologia e reforma do ensino, 104

Unidade, pluralidade e educação: o caso do Brasil, 110

Anísio Teixeira, renovador da educação

e reformador social, 124

Em torno da situação do professor no Brasil, 132

Ainda a propósito do centenário de Dewey, 146

Cronologia, 149

Bibliografia, 153

Obras de Gilberto Freyre, 153

Obras sobre Gilberto Freyre, 156

Outras referências bibliográficas, 157

GILBERTO FREYRE EDITADO.pmd

6

21/10/2010, 08:11

APRESENTAÇÃO

O propósito de organizar uma coleção de livros sobre educadores e pensadores da educação surgiu da necessidade de se colocar à disposição dos professores e dirigentes da educação de todo o país obras de qualidade para mostrar o que pensaram e fizeram alguns dos principais expoentes da história educacional, nos planos nacional e internacional. A disseminação de conhecimentos nessa área, seguida de debates públicos, constitui passo importante para o amadurecimento de ideias e de alternativas com vistas ao objetivo republicano de melhorar a qualidade das escolas e da prática pedagógica em nosso país.

Para concretizar esse propósito, o Ministério da Educação instituiu Comissão Técnica em 2006, composta por representantes do MEC, de instituições educacionais, de universidades e da Unesco que, após longas reuniões, chegou a uma lista de trinta brasileiros e trinta estrangeiros, cuja escolha teve por critérios o reconhecimento histórico e o alcance de suas reflexões e contribuições para o avanço da educação. No plano internacional, optou-se por aproveitar a co-leção Penseurs de l´éducation, organizada pelo International Bureau of Education (IBE) da Unesco em Genebra, que reúne alguns dos maiores pensadores da educação de todos os tempos e culturas.

Para garantir o êxito e a qualidade deste ambicioso projeto editorial, o MEC recorreu aos pesquisadores do Instituto Paulo Freire e de diversas universidades, em condições de cumprir os objetivos previstos pelo projeto.

GILBERTO FREYRE EDITADO.pmd

7

21/10/2010, 08:11