Influência da irradiação com lasers de alta potência na microinfiltração bacteriana e fúngica em... por Carmo Antonio Aun - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

CARMO ANTONIO AUN

INFLUÊNCIA DA IRRADIAÇÃO COM LASERS DE ALTA POTÊNCIA

NA MICROINFILTRAÇÃO BACTERIANA E FÚNGICA EM DENTES

HUMANOS RETROBTURADOS COM MTA

São Paulo

2008

Carmo Antonio Aun

Influência da irradiação com lasers de alta potência na

microinfiltração bacteriana e fúngica em dentes humanos

retrobturados com MTA

Tese apresentada à Faculdade de

Odontologia da Universidade de São

Paulo, para obter o título de Doutor pelo

Programa de Pós-Graduação em

Odontologia.

Área de Concentração: Endodontia

Orientador: Prof. Dr. Giulio Gavini

São Paulo

2008

FOLHA DE APROVAÇÃO

Aun CA. Influência da irradiação com lasers de alta potência na microinfiltração bacteriana e fúngica em dentes humanos retrobturados com MTA [Tese de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 2008.

São Paulo, ___/____/2008

Banca Examinadora

1) Prof(a). Dr(a).____________________________________________________

Titulação: _________________________________________________________

Julgamento: __________________ Assinatura: __________________________

2) Prof(a). Dr(a).____________________________________________________

Titulação: _________________________________________________________

Julgamento: __________________ Assinatura: __________________________

3) Prof(a). Dr(a).____________________________________________________

Titulação: _________________________________________________________

Julgamento: __________________ Assinatura: __________________________

4) Prof(a). Dr(a).____________________________________________________

Titulação: _________________________________________________________

Julgamento: __________________ Assinatura: __________________________

5) Prof(a). Dr(a).____________________________________________________

Titulação: _________________________________________________________

Julgamento: __________________ Assinatura: __________________________

DEDICATÓRIA

A Deus, pelo dom da vida, por tudo que fui, sou e ainda serei.

Aos meus amados pais, Carlos Eduardo Aun e Marisa Ficarelli Aun, pelo incondicional amor, apoio, esforço, carinho e exemplo, durante toda minha vida, transformando uma criança em um homem. É vosso amor ao ensino e a ciência, o grande fruto de uma vida.

Ao meu grande e prezado irmão Eduardo A. Aun, pela sincera e amada convivência todos estes anos e por ser um grande exemplo de garra, dedicação e vitória.

Aos meus avós queridos, que me ensinaram valores inestimáveis e me amaram como um filho. Vocês foram e ainda são pilares em minha vida, e estão vivos em meu coração.

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS

Ao meu orientador Prof. Dr. Giulio Gavini, um exemplo de professor comprometido, qualificado e honesto. Serei eternamente grato por sua dedicação e paciência desde a graduação e, principalmente, na especialização e doutoramento, sendo peça fundamental na minha formação profissional e pessoal. Sinto-me honradíssimo em ser seu assistente e fazer parte de sua equipe. Muito obrigado por tudo, em especial sua amizade e companheirismo.

Ao prezado Prof. Dr. Antonio Carlos Bombana por toda confiança, apoio e suporte. Agradeço sinceramente toda paciência e carinho em resolver os mais variados problemas, sempre ajudando nas horas mais difíceis. Seu comprometimento com o ensino é venerável.

Aos Profs. Drs. Celso Luiz Caldeira, Danilo Minor Shimabuko e Érico de Mello Lemos, amigos e mestres que me ensinaram muito e me acolheram em sua confiança e amizade. Muito obrigado por todos os momentos de aprendizagem, companheirismo, incentivo, dedicação e paciência. Nossos laços são para sempre.

Aos Profs. Drs. Marcelo dos Santos, Manoel E. de Lima Machado, Abílio M. de Moura e Evandro Luiz Siqueira, pelos ensinamentos, paciência companheirismo e amizade. Vossa contribuição é de grande valor na minha formação. Muito obrigado pela convivência respeitosa e proveitosa.

Aos alunos de doutorado Prof(a)s. Ms. Alexandre Gomes Bezerra, Eduardo Akisue e Adriana F. Paisano e à Profa. Ms. Lieni de Almenida Okino pelo singular e sincero companheirismo e ajuda em momentos cruciais do desenvolvimento dos estudos e da tese. Vossa amizade e carinho são de grande valor para minha pessoa. Muito obrigado por tudo que fizeram.

A todos os assistentes e auxiliares didáticos do curso de Endodontia Noturno da FOUSP, em especial a Luis Guilherme B. Lauretti e Flor Luigina H. V. dos Santos, pelo comprometimento e parceria. Obrigado por todos esses anos.

A todos os Professores da disciplina de Endodontia da Faculdade de Odontologia da USP pela valiosa contribuição à minha aprendizagem e desenvolvimento, o meu sincero agradecimento.

A Profa. Dra. Silvana Cai, pela paciência, amizade e apoio em me ensinar os caminhos da microbiologia. Este trabalho só foi completo devido a sua preciosa ajuda, agradeço de coração.

A todos os Professores do departamento de Dentística da Faculdade de Odontologia da USP pela ajuda, aprendizagem, respeito e incentivo. Muito obrigado.

Aos colegas e amigos do curso de pós-graduação em Endodontia da FOUSP, Isabel Melo, Suely Miyagi, Denise Raldi, Patrícia Monteiro e Rocio Zaragoza.

Aos atuais e ex-membros da equipe da disciplina de Endodontia da UNISANTA, nossa família endodôntica é grande, forte e digna. Obrigado a todos.

AGRADECIMENTOS

Ao Laboratório Especial de Lasers em Odontologia (LELO), em especial seus funcionários Lili e Aroldo, que com carinho e paciência ajudaram a tornar este estudo possível. Obrigado pelos anos de trabalho.

Aos funcionários do departamento de Dentística da FOSUP, pela preciosa e sincera ajuda, em especial a Ana Maria, Davi, Luizinho, Sônia e Aldo. Vocês são engrenagens importantes no bom funcionamento de vossa estrutura.

Aos funcionários do CTR do IPEN, em especial ao Paulo e a Yasko do irradiador gama, pela atenciosa e prestativa ajuda na esterilização. Vossa dedicação é um exemplo de profissionalismo. Obrigado.

Aos funcionários do consultório, Hilda, Cássia, Juarez e Adriana, amigos comprometidos que constantemente me apóiam e auxiliam. Vossa ajuda é de extrema importância para nosso sucesso.

Ao Mestre e aluno de doutorado Sérgio Botta, voluntário do Banco de

Dentes da FOUSP, pela importante ajuda na obtenção dos dentes. Obrigado pela paciência e companheirismo.

Aos professores e funcionários do ICB II, departamento de Microbiologia, pelo auxílio e convivência, em especial ao João, grande figura.

A Profa. Dra. Míriam Lacalle Turbino pela essencial análise e interpretação estatística, meus agradecimentos.

A Profa. Dra. Márcia Martins Marques, pelos sábios ensinamentos e orientações, além das aulas de redação científica. Serei eternamente grato.

A bibliotecária Vânia M. B. de Oliveira Funaro e todos os funcionários da

biblioteca da FOUSP e SDO pela correção e formatação da pré-tese com agilidade e perfeição. Um grande abraço ao Pascoal.

A todos os professores e funcionários da FOUSP que de alguma maneira me ajudaram a crescer e realizar projetos em nossa casa. Agradeço sinceramente.

A todos os meus queridos amigos e amigas, que sempre me apoiaram e compreenderam durante esta importante jornada. Nossa irmandade é eterna e fica mais forte a cada segundo que passa. Obrigado por vocês existirem e enriquecerem minha vida.

A querida Dania, pela compreensão, apoio, auxílio, companheirismo e amizade nos momentos fáceis e difíceis, dando carinho e suporte para a boa realização das tarefas. Muito obrigado.

À CNPQ pela bolsa de Doutorado no programa de Demanda Social.

“Se eu não fosse imperador,

desejaria ser professor.

Não conheço missão mais nobre

que a de dirigir as inteligências juvenis

e preparar os homens do futuro”.

D. Pedro II

“O começo de todas as ciências é

o espanto de as coisas serem o que são”.

Aristóteles

“Se a experiência funcionou na primeira tentativa,

tem algo errado”.

Joseph Murphy

Aun CA. Influência da irradiação com lasers de alta potência na microinfiltração bacteriana e fúngica em dentes humanos retrobturados com MTA [Tese de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 2008.

RESUMO

Este estudo experimental avaliou, in vitro, a microinfiltração de E. faecalis e C.

albicans em raízes cujas superfícies apicais ressectadas e retropreparadas para obturação retrógrada sofreram irradiação dos lasers Nd:YAG, Diodo 810 nm e Er,Cr:YSGG, e posteriormente retrobturadas com MTA. Setenta raízes foram instrumentadas, obturadas endodonticamente, apicectomizadas e receberam retropreparos com pontas ultra-sônicas diamantadas e lisas na potência média. A divisão dos espécimes se deu de acordo com o laser utilizado e o tipo de microorganismo. Os grupos G1 e G5 não foram irradiados, G2 e G6 irradiados com Nd:YAG, G3 e G7 com Diodo e G4 e G8 com Er,Cr:YSGG (n = 8). Foram utilizados controles positivo (n = 3) e negativo (n = 3). Todos os procedimentos operatórios foram realizados com um dispositivo de simulação de dificuldades operatórias. Após a impermeabilização, colagem das raízes em tubos preparados, esterilização e retrobturação com MTA branco, o sistema de câmaras superior, contendo o inóculo de microorganismos, e inferior, contendo meio esterilizado foi montado em contato com o ápice. Os grupos G1 a G4 foram inoculados com E. faecalis, e os grupos G5 a G8 com C. albicans. A troca de meio na câmara superior se deu a cada 3 dias e a verificação da turvação do meio inferior era diária, por um período de 60 dias. Ao final, os resultados indicaram que: o controle positivo apresentou 100% de microinfiltração, o controle negativo não microinfiltrou e os grupos experimentais apresentaram padrões de microinfiltração que variaram entre 50% (G1) e 100% (G2) de microinfiltração, onde 68,75% do total de espécimes microinfiltraram. Não houve diferença estatística significativa entre os grupos aplicando-se os testes Exato de Fischer e Kruskal-Wallis (p > 0,05) em nenhuma interação. Pode-se concluir que o tratamento das retrocavidades e superfície apical ressectada, com os lasers utilizados neste estudo, não alterou o padrão de microinfiltração das retrobturações com MTA frente a E. faecalis e C. albicans. O tipo de microorganismo utilizado também não alterou a quantidade de espécimes microinfiltrados.

Palavras-Chave: Infiltração Dentária; Lasers; Endodontia.

Aun CA. High power lasers Influence in bacterial and fungical microleakage in MTA retrofills [Tese de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 2008.

ABSTRACT

This in vitro experimental study evaluated the microleakage of E. faecalis and C.

albicans in roots whose ressected apical surfaces and retrocavities had suffered irradiation from Nd:YAG, Diode 810 nm and Er,Cr:YSGG lasers, and later retrofiled with MTA. Seventy roots had been prepared, obturated, had suffered apicoectomy and were retroprepared with diamond and conventional ultra-sonic tips in the average power. The division of specimens was in accordance with the used laser and the type of microorganism. The groups G1 and G5 had not been irradiated, G2 and G6 irradiated with Nd:YAG, G3 and G7 with Diode and G4 and G8 with Er, Cr:YSGG

(n = 8). Positive (n = 3) and negative (n = 3) controls had been used. All procedures executed until this point had been carried inside an access difficulties simulation device. After the waterproofing, attachment of the roots in prepared tubes and sterilization, the retrofillings were made using white MTA. The superior chambers were inoculated with the microorganisms and inferior chambers were completed with sterile culture broth in contact with the root tip. The G1, G2, G3 and G4 groups had been inoculated with E. faecalis and the rest of the groups with C. albicans. The contaminated broths of the upper chambers were exchanged each 3 days and for 60

days the verification of the turbidity in the inferior chambers was evaluated daily. At the end, the results had indicated that: the positive control had 100% microleakage, the negative control none and the experimental groups had presented microleakege patterns that range from 50% (G1) to 100% (G2), with a total of 68.75% of all specimens presenting microleakage. Applying the Exact Fischer test and Kruskal-Wallis test (p > 0,05), no significant statistical difference between the groups were observed in any interaction. It can be concluded that the treatment of the retrocavities and ressected apical surface, with the lasers used in this study, did not modify the rate of E. faecalis and C. albicans microleakage in MTA retrofillings. Also the type of used microorganism did not seem to modify the amount of microleakage in the specimens.

Key-Words: Dental Leakage; Lasers; Endodontics.

LISTA DE FIGURAS

Figura 4.1 - (A) Esquema ilustrativo do dispositivo de simulação de dificuldades operatórias. (B) Raiz inserida no dispositivo com terço apical

demarcado. (C) Retropreparo com ponta ultra-sônica........................... 60

Figura 4.2 - (A) Laser Nd:YAG. (B) Laser Er,Cr:YSGG. (C) Laser Diodo 810 nm..... 62

Figura 4.3 - (A) Silicone pesada vedando a interface tubo/vidro. (B) Tubo eppendorf (câmara superior). (C) Inóculo de microorganismos. (D) Entrada cervical do canal. (E) Interface tubo/raiz selada com Super-Bonder® em gel e duas camadas de esmalte de unha. (F) Meio de cultura esterilizado. (G) Superfície apical ressectada. (H) Vidro de penicilina (câmara inferior)..64

Figura 5.1 - Espécime

microinfiltrado (direita) comparado a outro sem

microinfiltração....................................................................................... 68

LISTA DE QUADROS E TABELAS

Quadro 4.1 - Distribuição dos espécimes nos grupos experimentais........................ 61

Tabela 5.1 - Número e percentual de espécimes infiltrados por grupo .................... 70

Tabela 5.2 - Interação estatística entre os grupos que utilizaram E. faecalis...............70

Tabela 5.3 - Interação estatística entre os grupos que utilizaram C. albicans..............71

Tabela 5.4 - Tempo, em dias corridos, que cada espécime demorou a microinfiltrar...72

Tabela 5.5 - Alcance entre o primeiro e o último espécime microinfiltrado e tempo médio de microinfiltração por grupo..........................................................72

LISTA DE ABREVIATURA E SIGLAS

CO2

dióxido de carbono

CRT

comprimento real de trabalho

EDTA-T Ácido

etilenodiamino

tetra-acético e Tergentol

Endo-PTC

Peróxido de Uréia, Tween 80 e Cardowax

Er,Cr:YSSG Laser de Érbio Cromo

Er:YAG

Laser de Érbio

EVA

Ethyl Violet Azide

GaAlAs

Laser Diodo de baixa potência

h horas

Hz

Hertz

IRM

Intermediate Restorative Material

J/cm2

Joules por centímetro quadrado

KGy

Kilogray

LPS

Lipo-Poli-Sacarides

Min

minutos

mJ

milijoule

mL

mililitro

mm

milímetro

mm/seg

milímetro por segundo

mseg

milisegundo

MTA

mineral trioxide aggregate

n

número de espécimes

nm

nanometro

Nd:YAG

Laser de Neodímio

P Potência

seg

segundo

TNT

Tecido não Tecido (100% polipropileno)

TSA

Trypitic Soy Agar

TSB

Trypitic Soy Broth

W

Watts

μL microlitro

μm

micrometro

μseg

microsegundo