MEMÓRIA RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX por Luciano Guedes do Nascimento - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

index-1_1.jpg

FACULDADE DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA DE SÃO PAULO

ENTIDADE MANTENEDORA: FIC SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA

CNPJ: 38854.006/0001-07

Avenida Paulista, 777, 15° Andar, Bairro Bela Vista - CEP 01311-100 - São Paulo - Capital

Fixo: (011) 3384 7911 – Oi: (011) 946 606 797 – Tim: (011) 985 419 202 – Vivo: (011) 975 665 264

<HTTP://TEOLOGIAADISTANCIA.COM.BR/>

LUCIANO GUEDES DO NASCIMENTO

CURSO DE MESTRADO EM TEOLOGIA

PRONTUÁRIO NÚMERO: GRB12585689

CV: http://lattes.cnpq.br/8431905696003019

E-MAIL: PROFESSORLGN@GMAIL.COM

MEMÓRIA RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX

Edição Revisada e Corrigida

Santa Rita de Cássia – Bahia.

2014

LUCIANO GUEDES DO NASCIMENTO

CURSO DE MESTRADO EM TEOLOGIA

PRONTUÁRIO NÚMERO: GRB12585689

CV: http://lattes.cnpq.br/8431905696003019

E-MAIL: PROFESSORLGN@GMAIL.COM

MEMÓRIA RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX

Edição Revisada e Corrigida

Dissertação de Mestrado apresentada ao Curso

Teológico de Pós-graduação (Stricto Sensu) da

FATE - SP - Faculdade de Educação Teológica

de São Paulo, como requisito parcial para

obtenção do título de Mestre em Teologia.

Orientadora: Profª. Drª. Jandira C. de Souza.

Co-orientador: Prof. Dr. Lawton G. Ferreira.

Santa Rita de Cássia – Bahia.

2014

DEDICATÓRIA

Dedico este TCC in memoriam do escritor, historiador, contista e romancista José

Vicente de Oliveira Neto (Cazuza) como prova de gratidão pelos ensinamentos recebidos em

seu escritório na Avenida Santos Dumont. Neste local datilografei muitos de seus manuscritos

numa máquina de escrever. As constantes correções nos textos foi a melhor pedagogia que

recebi em toda minha vida. Permanecemos juntos, unidos feitos carne e unha durante nove

meses do ano de 1997 até às vésperas de eu ser empossado, em 16 de março de 1998, no

concurso público que fui aprovado ao cargo de professor primário da Prefeitura Municipal de

Santa Rita de Cássia – Bahia.

No primeiro livro, com aproximadamente novecentas páginas, publicado em 1999 por

Cazuza com título de “O VALE DE UM RIO PRETO DE ÁGUAS CRISTALINAS” 1, foram

inseridas muitas fotografias antigas, ele fez diversas consultas populares de onde extraiu

causos, lendas, poesias, cantigas, folclores, culturas populares etc. Foram feitas ainda

pesquisas bibliográficas em livros e documentos: processos da justiça, atas de escolas e de

câmaras de vereadores, que retrataram muitos acontecimentos desde o início do século XX no

Vale do Rio Preto, como por exemplo: lutas armadas entre jagunços e os seus coronéis:

Jagunçada & Coronelismo, que se transformaram em um outro livro de sua lavra de pouco

mais de duzentas páginas publicado em 2005 com o título “O CALDEIRÃO DO

INFERNO”2.

Cazuzinha redigia seus escritos, muitas vezes na calada da noite, no silêncio da

madrugada, no esforço ardente de aprimorar e traduzir para registrar nos anais da história, as

minúcias do seu aconchegante convívio com as tradições culturais dos três municípios

baianos que compõem o Vale do Rio Preto: Formosa do Rio Preto, Mansidão e Santa Rita de

Cássia.3

Recordo-me que em nosso convívio o Sr. Cazuza disse-me: “Você vai superar todas

essas adversidades, Luciano. O tempo se encarrega de tudo. E digo que você ainda vai

escrever”. Cazuzinha foi um homem sem nenhuma espécie de preconceito. É merecedor

desta e de muitas outras homenagens em sua memória por tudo que fez pela cultura.

Adormeceu em 12/03/2013, aos 73 anos.

Dedico também este TCC in memoriam do ex-prefeito de Santa Rita de Cássia –

Bahia, gestão (1993 – 1996), Eunápio Correia Rocha Neto (Correinha). Lembro-me que

estive conversando com Correinha. Ele deitado no sofá da sala em sua casa, disse-me:

“Luciano, toda essa sua lamentação faz parte da sina que cada pessoa tem desde quando

nasce. Você tem que esperar o seu tempo para as pessoas olharem você com outros olhos”.

Depois que comecei estudar Teologia fiquei pensando nessas palavras do Correinha.

Talvez ele tenha razão, deve mesmo ser a sina, o destino, a predestinação de cada pessoa.

Correinha foi gente boa, muito humano e prestativo, sempre com um sorriso aberto no rosto.

Eu, particularmente, o admirava muito. Adormeceu em 14/11/2012, aos 77 anos de idade.

1OLIVEIRA NETO, José Vicente de. O VALE DE UM RIO PRETO DE ÁGUAS CRISTALINAS. Campo

Grande – MS: Editora STIL'L, 1999. 896 p.

2 idem. O CALDEIRÃO DO INFERNO. São Paulo: Editora Obra Prima, 2005. 224 p.

3 idem. opus citatum, p. 134.

AGRADECIMENTO

Agradeço singelamente a Deus porque reconheço que fui apenas um escriba. Se

acertei na elaboração deste TCC foi por causa da sabedoria que recebi do Senhor junto com a

disposição para escrever e retocar de dia e de noite esta Dissertação de Mestrado em Teologia.

Porque, assim como a chuva e a neve descem

dos céus e para lá não tornam, mas regam a

terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê

semente ao semeador, e pão ao que come, assim

será a palavra que sair da minha boca: ela não

voltará para mim vazia, antes fará o que me

apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.”

(Isaías 55.10-11 - Bíblia Sagrada JFA).4

4BÍBLIA. Português. Bíblia JFA – João Ferreira de Almeida. [S.l.: s.n., s.d.]. Disponível em:

<ht

tps://drive.google.com/file/d/0B8GA0vMbYip4akdKMmYyTTZfaGs/edit?usp=sharing >. Acesso em: 06 de jun. 2014.

LISTA DE SIGLAS

ABNT: Associação Brasileira de Normas Técnicas.

AEC: Almeida Edição Contemporânea.

ARA: Almeida Revista e Atualizada.

ARC: Almeida Revista e Corrigida.

CCB: Congregação Cristã no Brasil.

CGADB: Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil.

CONAMAD: Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil - Ministério de

Madureira.

IASD: Igreja Adventista do Sétimo Dia.

IEAD: Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

IURD: Igreja Universal do Reino de Deus.

JFA: João Ferreira de Almeida.

NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

NVI: Nova Versão Internacional.

SBB: Sociedade Bíblica do Brasil.

TCC: Trabalho de Conclusão de Curso.

NASCIMENTO, L. G. MEMÓRIA RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX. 2014. 93 fls.

Dissertação (Curso de Mestrado em Teologia). Faculdade de Educação Teológica de São

Paulo (FATE - SP). São Paulo – SP, 2014. Disponível em:

<https://drive.google.com/file/d/0B8GA0vMbYip4d21OUExTVElkdHM/edit?usp=sharing> .

Acesso em: 15 de jun. 2014.

RESUMO

Pesquisa exploratória do estudo de caso que fez uso da metodologia dialética e da coleta

documental sobre a memória religiosa de um anarquista chamado LXX por causa da leitura

feita por ele de toda Bíblia Sagrada em setenta dias e também por causa da Bíblia Grega

Septuaginta. Esta memória revelou uma trajetória que passou pelas seguintes religiões:

Macumba; Vale do Amanhecer; Kardecismo; santa Rita de Cássia; Testemunhas de Jeová;

Igrejas Cristãs e Evangélicas; além do contato com o Santuário Nacional de Nossa Senhora

Aparecida e a Maçonaria. O estudo objetivou de forma geral compreender a regeneração e o

novo nascimento de LXX e ainda os seus quatro batismos realizados nas seguintes igrejas: 1º

Igreja Evangélica Assembleia Divina; 2° Congregação Cristã no Brasil; 3º Igreja Evangélica

Assembleia de Deus Ministério de Madureira; 4º Igreja Adventista do Sétimo Dia. Para

explicar como objetivos específicos cada um dos temas do estudo de caso: novo nascimento,

regeneração e batismo de LXX. O estudo concluiu que LXX não recebeu o novo nascimento

nas águas do Batismo. Ele recebeu o Espírito Santo nas águas da Palavra de Deus da seguinte

maneira: no período de setenta dias de leitura de toda Bíblia Sagrada ele recebeu a virtude do

Espírito Santo. À medida das sucessivas novas leituras de toda Sagrada Bíblia ele foi sendo

regenerado para nascer de novo no período de nove meses de estudo das cento e uma

apostilas deste Curso de Mestrado em Teologia. O estudo concluiu também pelo o que

ocorreu no terceiro batismo de LXX que pode ser muito perigoso para vida espiritual da

pessoa ficar sendo batizada indiscriminadamente como propõe a ideia do Bispo Edir Macedo

da Igreja Universal do Reino de Deus. O estudo concluiu ainda que o amor de LXX pela

Bíblia Sagrada, pelo Estudo da Teologia e pelo Povo manifestado em seus escritos anarquistas

anexos contra os demônios devoradores do Brasil é amor que deve agradar o Senhor Deus.

Palavras chaves: Batismo. Novo Nascimento. Regeneração.

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.....................................................................................................................9

2. MEMÓRIA RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX.......................................................21

2.1 MACUMBA...........................................................................................................................21

2.2 DOUTRINA ESPÍRITA............................................................................................................22

2.3 COMISSÁRIO DA FESTA DA SANTA RITA DE CÁSSIA.........................................................22

2.4 VALE DO AMANHECER........................................................................................................23

2.5 TESTEMUNHAS DE JEOVÁ...................................................................................................23

2.6 PRIMEIRO BATISMO PELA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DIVINA...............................25

2.6.1 Membro Da Igreja Evangélica Assembleia De Deus Ministério de Madureira...............27

2.6.1.1 Segundo batismo pela congregação cristã no brasil.....................................................28

2.6.1.1.1 Terceiro batismo pela igreja evangélica assembleia de deus Ministério de

Madureira ................................................................................................................................28

2.7 A PRIMEIRA LEITURA DE TODOS OS LIVROS DA BÍBLIA SAGRADA..................................29

2.7.1 A Leitura De Toda Bíblia Sagrada Em Setenta Dias........................................................33

2.8 O ADEUS À IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTÉRIO DE MADUREIRA....34

2.8.1 O Adeus À Congregação Cristã No Brasil.......................................................................35

2.9 MEMBRO DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTÉRIO DE MISSÃO.........36

2.9.1 A Visita Recebida Num Leito Do Hospital De Irmã Dulce ............................................38

2.9.1.1 O adeus à igreja evangélica assembleia de deus ministério de missão.........................39

2.9.1.1.1 O chamado de maria, mãe de jesus cristo.................................................................40

2.10 QUARTO BATISMO PELA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA.......................................42

2.10.1 A Visita Ao Pastor Regional Da IASD ..........................................................................43

2.10.1.1 O adeus à igreja adventista do sétimo dia ..................................................................46

2.11 O CONTATO COM A MAÇONARIA......................................................................................46

2.12 LEMBRANÇAS DOS VÍCIOS E DAS PAIXÕES AMOROSAS..................................................47

3. CONCLUSÃO.....................................................................................................................52

REFERÊNCIAS......................................................................................................................57

APÊNDICES...........................................................................................................................61

APÊNDICE A – Cronologia de leitura das apostilas do curso.................................................61

APÊNDICE B – Projeto sobre educação matemática a distância.............................................66

APÊNDICE C – Uma viagem bíblica espacial no tempo da teoria da relatividade ................71

ANEXOS..................................................................................................................................78

ANEXO A – Os demônios devoradores do Brasil....................................................................78

ANEXO B – Alegorias bíblicas e políticas do tubarão, da barca, do jegue e do jumento........86

ANEXO C – A derrota de um demônio devorador do brasil ...................................................90

9

1. INTRODUÇÃO

NO MEIO DO CAMINHO

“No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho

tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

no meio do caminho tinha uma pedra.”

(Carlos Drummond de Andrade).

Antes de apresentarmos esta Dissertação vamos escrever um pouco da carreira do

professor autor do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para compreendermos o que o

levou a estudar este Mestrado em Teologia.

Ele foi professor de Matemática e Física, no entanto, não se graduou em nenhuma

dessas disciplinas por falta de opção. Acabou graduando-se em Licenciatura Plena em

Computação por ter sido o único curso da área das ciências exatas disponível no vestibular

oferecido pela Universidade contratada pela Prefeitura de sua pequena cidade no interior no

período de (2002-2005).

Ainda cursou uma Especialização em Educação Matemática de 400 h em uma outra

cidade no período de (2006-2008). Logo em seguida teve complicações na saúde por causa do

diabete e da hipertensão. Acabou deixando de entregar a Monografia deste curso no prazo.

Deixou também de lecionar em maio de 2009 para cuidar da saúde.

Passou a ler a Bíblia Sagrada e teve uma experiência com a leitura bíblica na virada de

(2009 - 2010) que transformou a sua vida.

10

No início do ano de 2011, já um pouco mais recuperado, conseguiu um novo prazo

para entregar a Monografia junto ao Instituto de Educação Superior no qual cursou a

especialização. De forma miraculosa conseguiu também, gratuitamente, através de contato por

e-mail, uma Mestre de Universidade Federal para ser sua orientadora.

Com três meses corridos o prazo dado pela Instituição, concluiu em 25/05/2011 a

Monografia sobre o tema “Educação Matemática a Distância” com nota 8,5 dada pela

orientadora. Foi aconselhado por ela a dar continuidade no tema da monografia num

mestrado.

Recebeu o certificado do curso, mas este certificado não teve valor de um diploma de

graduação licenciatura em Matemática que o possibilitaria participar de concursos públicos na

área em que foi mais preparado para ser professor.

Mesmo com a sua saúde ainda debilitada, pensou no conselho de sua orientadora em

dar continuidade nos estudos num curso de mestrado. Encontrou na internet um mestrado que

se encacharia bem em sua formação: Mestrado em Ciências Exatas da UNIVATES5 na cidade

de Lajeado, perto de Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul.

O ingresso neste Mestrado seria através da análise do currículo, apresentação do

projeto de pesquisa e uma entrevista que poderia ser feita a distância. A modalidade do

Mestrado era presencial, uma vez por semana ou em período especial de férias. O Currículo

Lattes 6 já estava pronto; o projeto7, bastaria apenas alguns ajustes; restaria a entrevista.

Ele entrou em contato por e-mail com o pessoal do Sul e tudo indicava que daria certo,

o que pesaria mesmo era o preço do mestrado e as despesas de ida e volta da cidade de Santa

Rita de Cássia, no Vale do Rio Preto, próxima à Barreiras – Capital do Oeste Baiano para a

cidade de Lajeado, no Vale do Taquari, próxima de Porto Alegre – Capital do Rio Grande do

Sul.

Realmente não seria possível pagar o valor de dois carros novos, um pelo mestrado e

outro pelas despesas de viagens, hospedagens etc. E não eram carros populares, o valor era

superior ao de carro popular.

Tempos depois, no mês de agosto de 2013 ele encontrou na internet uma apostila

básica de teologia em que constava o Site da Faculdade Teológica das Assembleias de Deus

de São Paulo8. Este Site é mantido pela Faculdade de Educação Teológica de São Paulo. E

5 Site da Instituição UNIVATES: <https://www.univates.br/> .

6Leia o currículo lattes do autor disponível em: <http://lattes.cnpq.br/8431905696003019> .

7Leia o APÊNDICE B – Projeto sobre educação matemática a distância.

8Site da Faculdade Teológica das Assembleias de Deus de São Paulo:<ht

tp://teologiaadistancia.com.br/ >

.

11

esta é mantida pela FIC SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA. Na verdade, são vários Sites

de faculdades mantidas pela FIC.

O autor visitou a página e achou interessante o Curso de Mestrado em Teologia, e bem

em conta o preço, inclusive com uma super promoção. Ele não iria desenvolver o tema da

monografia “Educação a Distância”, mas passou a ser estudante de um curso totalmente a

distância via internet através do Sistema do Aluno9. Matriculou-se e logo após ele foi tomado

por uma alegria, um contentamento tão grandioso, obra do Senhor Deus.

Observou no Site o nome “Assembleia de Deus”. Não se sabe se a FIC tem alguma

ligação com uma das Convenções CGADB10 e/ou CONAMAD11 das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus, nem tão pouco se há necessidade jurídica de se ter ligação ou

autorização de uma delas para se usar o nome Assembleia de Deus, considerando as inúmeras

Assembleias que se diferenciam uma das outras apenas pelo Ministério. Assim como acontece

com as Igrejas Batistas dos Ministérios Missionária e Canaã da sua cidade.

Lembrou-se da seguinte passagem bíblica:

Marcos: 9.38. Disse-lhe João: Mestre, vimos um homem que em teu nome

expulsava demônios, e nós lho proibimos, porque não nos seguia. 39. Jesus, porém,

respondeu: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e

possa logo depois falar mal de mim; 40. pois quem não é contra nós, é por nós. 41.

Porquanto qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois

de Cristo, em verdade vos digo que de modo algum perderá a sua recompensa. -

Bíblia Sagrada JFA

O nome Assembleia de Deus tem um peso forte independente do material teológico ser

o melhor ou não ser. As pessoas dão credibilidade a marca “Assembleia de Deus”, certamente

vendem mais cursos pelo entusiasmo que esta marca provoca.

Sobre o uso dela (marca), o autor pensa que o próprio Jesus não proibiu ninguém de

usar o nome dele para expulsar demônios, como vimos na passagem bíblica anterior; então, as

Convenções das Assembleias de Deus não deveriam proibir o uso de seu nome para o ensino

da Teologia.

Pareceu-nos a princípio uma “crise de identidade” na Faculdade Teológica merecedora

de ser estudada num possível Doutorado em Psicanálise em uma das instituições mantida pela

FIC, pois, todas elas oferecem este curso:

9Ambiente Virtual de Aprendizagem do Curso de Mestrado em Teologia: <http://www.sistemadoaluno.com.br/> .

10Site da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil:<http://cgadb.org.br/> .

11Site da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil - Ministério de

Madureira:<http://conamad.com.br/> .

12

1. FACULDADE DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA DE SÃO PAULO;

2. FACULDADE TEOLÓGICA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS;

3. FACULDADE EVANGÉLICA DE TEOLOGIA DE SÃO PAULO;

4. SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PSICANÁLISE DE SÃO PAULO;

5. FACULDADE INTERNACIONAL DE TEOLOGIA DAS ASSEMBLEIAS

DE DEUS.

Depois percebemos ser uma possível estratégia de marketing da FIC; então, o autor

sugeriu novos nomes à FIC para a criação de novas páginas de faculdades: FACULDADE

UNIVERSAL DE TEOLOGIA; FACULDADE MUNDIAL DE TEOLOGIA; FACULDADE

INTERNACIONAL DE TEOLOGIA; FACULDADE ADVENTISTA DE TEOLOGIA;

FACULDADE BATISTA DE TEOLOGIA; e FACULDADE DE TEOLOGIA DAS

TESTEMUNHAS.

Fazendo alusões às igrejas: Igreja Universal do Reino de Deus; Igreja Mundial do

Poder de Deus; Igreja Internacional da Graça de Deus; Igreja Adventista do Sétimo Dia;

Igreja Batista; e as Testemunhas de Jeová. Na intenção de atrair membros e simpatizantes

destas denominações a estudarem a Teologia na mantenedora FIC, que poderia ser a sigla da

FACULDADE DA IRMANDADE CRISTÃ. Quem sabe uma faculdade desta atrairia a

Irmandade da CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL para o estudo teológico nesta nova

FIC que com essa quantidade de faculdades teológicas passaria a ser uma USP da Teologia.

***

Marcos: 10.28. Pedro começou a dizer-lhe: Eis que nós deixamos tudo e te

seguimos. 29. Respondeu Jesus: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha

deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou mãe, ou pai, ou filhos, ou campos, por amor

de mim e do evangelho, 30. que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em

casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no mundo

vindouro a vida eterna. - Bíblia Sagrada JFA

O autor entende está recebendo o cêntuplo - ou seja, cem vezes mais nesta vida por ter

deixado a Matemática e a Física pela Teologia. O valor pago pelo Curso de Mestrado em

Teologia da FIC corresponde a um centésimo do que ele pagaria ao Curso de Mestrado em

Ciências Exatas da UNIVATES. Vocês podem achar que o curso de Mestrado da UNIVATES

– RS é melhor do que o Curso de Mestrado da FIC – SP nas suas visões humanistas, mas, na

visão de fé do autor, acredita que será mais bem-aventurado estudando a Ciência de Deus do

13

que a Ciência Exata. Certamente se o autor tivesse prosseguido nos caminhos da Matemática

ou da Física não teria encontrado através da Teologia o caminho para Salvação da sua alma.

Este Curso de Mestrado em Teologia da Faculdade de Educação Teológica de São

Paulo não tem a obrigatoriedade de ser vinculado ao MEC/CAPES. O Brasil por ser um

Estado Laico não pode interferir na liberdade religiosa. As entidades religiosas têm toda a

liberdade para criarem seus cursos segundo o Parecer do CNE/CES Nº 241 de 15 de março de

1999:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

INTERESSADO/MANTENEDORA: Conselho Nacional de Educação

UF: DF

ASSUNTO: Cursos Superiores de Teologia

RELATOR(A) CONSELHEIRO(A): Eunice R. Durham, Lauro Ribas Zimmer,

Jacques Velloso e José Carlos Almeida da Silva

PROCESSO Nº: 23001.000081/99-00

PARECER Nº: CES 241/99

CÂMARA OU COMISSÂO: CES

APROVADO EM: 15/03/99

I – RELATÓRIO

O ensino da Teologia nas universidades tem uma longa tradição, que remonta à

própria origem destas instituições.

Na origem, a Teologia, constituída como uma análise efetuada pela razão sobre os

preceitos da fé, estava estreitamente subordinada a uma única orientação religiosa –

de início, o catolicismo. Depois da Reforma, as universidades protestantes

desenvolveram seus próprios cursos teológicos. De uma forma ou de outra, os cursos

estavam ligados à religião oficial do Estado.

A separação entre Igreja e Estado, estabelecida pela grande maioria dos regimes

republicanos e pelas monarquias constitucionais, alterou esta situação, permitindo a

pluralidade de orientações teológicas. Isto, entretanto, não criou nenhum conflito

com o Estado ou entre as diversas orientações religiosas, por não haver, na

organização dos sistemas de ensino da quase totalidade desses países, a instituição

de currículos mínimos ou de diretrizes curriculares. Estabeleceu-se, desta forma,

uma pluralidade de orientações.

No Brasil, a tradição de currículos mínimos ou, mais recentemente, de diretrizes

curriculares nacionais, associada à questão da validade dos diplomas de ensino

superior para fins de exercício profissional pode interferir no pluralismo religioso.

De fato, o estabelecimento de um currículo mínimo ou de diretrizes curriculares

oficiais nacionais pode constituir uma ingerência do Estado em questões de fé e ferir

o princípio da separação entre Igreja e Estado. Talvez, inclusive, seja esta a razão

pela qual os cursos de Teologia não se generalizaram nas universidades brasileiras,

mas se localizaram preferencialmente nos seminários.

Em termos da autonomia acadêmica que a constituição assegura, não pode o Estado

impedir ou cercear a criação destes cursos. Por outro lado, devemos reconhecer que,

14

em não se tratando de uma profissão regulamentada não há, de fato, nenhuma

necessidade de estabelecer diretrizes curriculares que uniformizem o ensino desta

área de conhecimento. Pode o Estado portanto, evitando a regulamentação do

conteúdo do ensino, respeitar plenamente os princípios da liberdade religiosa e da

separação entre Igreja e Estado, permitindo a diversidade de orientações.

II – VOTO DOS RELATORES

Tendo em vista estas considerações, votamos no sentido de que:

a) Os cursos de bacharelado em Teologia sejam de composição curricular livre, a

critério de cada instituição, podendo obedecer a diferentes tradições religiosas.

b) Ressalvada a autonomia das universidades e Centros Universitários para a criação

de cursos, os processos de autorização e reconhecimento obedeçam a critérios que

considerem exclusivamente os requisitos formais relativos ao número de horas-aula

ministradas, à qualificação do corpo docente e às condições de infra-estrutura

oferecidas.

c) O ingresso seja feito através de processo seletivo próprio da instituição, sendo

pré-condição necessária para admissão a conclusão do ensino médio ou equivalente.

d) Os cursos de pós-graduação stricto ou lato sensu obedeçam às normas gerais para

este nível de ensino, respeitada a liberdade curricular.

Brasília-DF, 15 de março de 1999.

Eunice R. Durham

Lauro Ribas Zimmer

Jacques Velloso

José Carlos Almeida da Silva

II - DECISÃO DA CÂMARA

A Câmara de Educação Superior acompanha o votos do Relatores.

Sala das Sessões, 15 de março de 1999.

Conselheiros Hésio de Albuquerque Cordeiro – Presidente

Roberto Cláudio Frota Bezerra – Vice-Presidente

Entretanto, o Ministério da Educação tem orientado os Cursos de Teologia a uma visão

mais abrangente para o teólogo. Nessa visão, o teólogo deve está aberto para as ciências, para

tomar conhecimento das pesquisas, estudos e descobertas científicas relacionadas à origem da

vida e do homem, por exemplo.

***

A Faculdade de Educação Teológica de São Paulo não exige a aplicação das normas

técnicas da ABNT na elaboração dos trabalhos de conclusão dos seus cursos. Por isso da

15

ausência de itens como a folha de aprovação, ficha catalográfica e do ABSTRACT que é o

resumo do TCC em língua estrangeira.

Sobre este último item, se fosse exigido, o autor careceria de tradutor para traduzir o

resumo no idioma do ABSTRACT. Seria também interessante que essa Dissertação passasse

por uma revisão no seu vernáculo - ou seja, no Português.

O autor reconhece que não é um erudito das letras, necessitária do apoio de tradutores

e revisores para, quem sabe, expor seus escritos em outras nações. Assim como expuseram os

escritos da Senhora Ellen Gould White.

Ellen White nem sempre ao escrever usava de maneira perfeita a gramática,

ortografia, pontuação, construção de sentenças ou parágrafos. Ela reconhecia

francamente sua falta de tais habilidades técnicas. Em 1873 ela lamentou: "Não sou

um erudito. Não posso preparar meus próprios escritos para o prelo.... Não sou um

gramático" (Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 90). Ela sentiu necessidade da ajuda

de outros no preparo de seus manuscritos para publicação. À época de sua morte as

produções literárias de Ellen White totalizavam aproximadamente 100.000 páginas:

24 livros em circulação; dois manuscritos de livros prontos para publicação; 5.000

artigos em periódicos da igreja; mais de 200 tratados e panfletos; aproximadamente

35.000 páginas datilografadas de documentos e cartas manuscritas; 2.000 cartas

escritas à mão e diários, que resultaram, quando copiados, em outras 15.000 páginas

datilografadas. As compilações dos escritos de Ellen White feitas após a sua morte

totalizam um número de livros em circulação de mais de 130.12

Apesar do idioma preferencial para elaboração do ABSTRACT ser o Inglês, seria

interessante se fosse em um dos idiomas originais que foram escritos os livros da Bíblia

Sagrada: Aramaico, Hebraico ou Grego.

Poderia até mesmo ser o Latim, o idioma oficial do Estado do Vaticano, sede da

primeira Igreja de Jesus Cristo, a Igreja Católica, levando em conta também que a história do

idioma Português revela que ele é originário do Latim:

A história da língua portuguesa é a história da evolução da língua portuguesa desde

a sua origem no noroeste da península ibérica até ao presente, como língua oficial

falada em Portugal e em vários países de expressão portuguesa.

Em todos os aspectos - fonética, morfologia, léxico e sintaxe - o português é

essencialmente o resultado de uma evolução orgânica do latim vulgar trazido por

colonos romanos no século III a.C., com influências menores de outros idiomas. O

português arcaico desenvolveu-se no século V d.C., após a queda do Império

Romano e as invasões bárbaras, como um dialecto românico, o chamado galego-

português, que se diferenciou de outras línguas românicas ibéricas. Usado em

documentos escritos desde o século IX, o galego-português tornou-se uma

linguagem madura no século XIII, com uma rica literatura. Em 1290 foi decretado

12ELLEN G. WHITE. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013. Disponível

em: <http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Ellen_G._White&oldid=37224421> . Acesso em: 16 nov. 2013.

16

língua oficial do reino de Portugal pelo rei D. Dinis I. O salto para o português

moderno dá-se no renascimento, sendo o Cancioneiro Geral de Garcia de Resende

(1516) considerado o marco do seu início. A normatização da língua foi iniciada em

1536, com a criação das primeiras gramáticas, por Fernão de Oliveira e João de

Barros.

A partir do séc. XVI, com a expansão da era dos descobrimentos, a história da

língua portuguesa deixa de decorrer exclusivamente em Portugal, abrangendo o

português europeu e o português internacional. Em 1990 foi firmado um tratado

internacional com o objetivo de criar uma ortografia unificada, o Acordo

Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, assinado por representantes de Angola,

Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.13

***

O tema da pesquisa começou a surgir depois que o pesquisador tomou conhecimento

da história religiosa de um colega professor da prefeitura de sua cidade. Este colega pediu

para ser preservada a sua identidade por causa das revelações íntimas constantes no capítulo

sobre suas memórias.

Ele revelou uma impressionante leitura de toda Sagrada Bíblia em setenta dias. Então,

o pesquisador pensou no tema Septuaginta. Pensou em associar essa leitura à história judaica

que reunira cerca de setenta rabinos para traduzirem a Bíblia Sagrada do Hebraico para o

Grego em pouco mais de setenta dias.

No entanto, apesar deste tema relacionar a Septuaginta com o número setenta de dias

que o colega levou para ler toda Sagrada Bíblia, não ofereceria um problema de pesquisa para

ser investigado; pelo menos na visão do pesquisador; mas, ofereceria um nome para o colega

professor personagem do Estudo de Caso, ele passou a ser chamado de LXX, por causa do

algarismo romana que representa o número setenta e o nome da Septuaginta.

Septuaginta é o nome da versão da Bíblia hebraica para o grego koiné, traduzida em

etapas entre o terceiro e o primeiro século a.C. em Alexandria. Dentre outras tantas,

é a mais antiga tradução da bíblia hebraica para o grego, língua franca do

Mediterrâneo oriental pelo tempo de Alexandre, o Grande. A tradução ficou

conhecida como a Versão dos Setenta (ou Septuaginta, palavra latina que significa

setenta, ou ainda LXX), pois setenta e dois rabinos (seis de cada uma das doze

tribos) trabalharam nela e, segundo a história, teriam completado a tradução em

setenta e dois dias.14

13HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia

Foundation, 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Hist%C3%B3ria_da_l

%C3%ADngua_portuguesa&oldid=38755754> . Acesso em: 27 abr. 2014.

14SEPTUAGINTA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013. Disponível

em: <ht

  tp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Septuaginta&oldid=34456399 >. Acesso em: 11 nov. 2013.

17

Outro tema pensado foi o batismo, por considerar que nas memórias de LXX são

descritos quatro batismos: 1º Igreja Evangélica Assembleia Divina; 2º Congregação Cristã no

Brasil; 3° Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério de Madureira; e 4° Igreja

Adventista do Sétimo Dia. E também porque curiosamente encontrou na Bíblia de Estudo

NTLH a descrição de quatro batismos: 1. O Batismo de João Batista; 2. O Batismo de Jesus

Cristo; 3. O Batismo Cristão; e 4. O Batismo com o Espírito Santo. O pesquisador foi mais

estimulado pelo tema batismo porque ainda encontrou, nas leituras que fizera na apostila

Exegese Bíblica, uma literatura riquíssima sobre o Batismo de João Batista.

Ainda foi atraído fortemente pelo diálogo entre Jesus e Nicodemos: João: 3.5. Jesus

respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito,

não pode entrar no reino de Deus. – Bíblia Sagrada JFA.

Este diálogo está relacionado aos temas batismo, regeneração e novo nascimento.

Então ele decidiu por estes temas que passaram a ser as palavras chaves do TCC. Apesar de

serem três temas, eles estão tão bem relacionados que um depende do outro.

O objetivo geral do Estudo de Caso foi o de entender os batismos, a regeneração e o

novo nascimento de LXX para apresentar a conclusão sobre cada um destes temas como

objetivos específicos.

Justificamos que é uma necessidade de todos nós nascer de novo, receber o Espírito

Santo. Talvez você pense que não necessitaria do novo nascimento por considerar que quem

precisa nascer de novo são pessoas desnaturadas, degeneradas, viciadas, criminosas, mau

caráter, para serem regeneradas.

Talvez você pense ainda que não necessita deste conhecimento por se considerar uma

pessoa inteligente portadora de diploma universitário, digna, honesta, bem sucedida

profissionalmente, com um bom emprego ou uma boa empresa, um bom casamento com a

pessoa abençoada que você ama e têm filho(s) e/ou filha(s) com ela.

Possivelmente também você e toda sua família gozem de uma saúde boa. Quiça você

tenha nascido em berço de ouro e não necessite de nada mais nesta vida; mas você precisa

nascer de novo para uma nova vida...

Não adianta você ganhar o mundo todo nesta vida e não salvar a sua alma para uma

nova vida. Nossa vida é como um vapor soprado por Deus em nossas narinas. Depois este

fôlego volta para Deus e o nosso corpo volta para terra.

Daqui a pouco a velhice chega e, como disse Moisés nos Salmos: 90.10. A duração da

nossa vida é de setenta anos; e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, a medida

18

deles é canseira e enfado; pois passa rapidamente, e nós voamos. - Bíblia Sagrada JFA. E a

sua esperança está fundamentada em que? Você não tem Esperança de viver uma nova vida?

Sua vida é só esta que você está vivendo? Se você responder que sim, que sua esperança é só

nesta vida, mesmo que você seja uma pessoa muito abençoada, pensando assim, você não

passa de uma criatura pobre e miserável.

Sobre a metodologia do Estudo de Caso é a Dialética. Chegamos a fazer uma ensaio

dialético que disponibilizamos no APÊNDICE C – Uma viagem bíblica espacial no tempo da

teoria da relatividade. Nesta viagem apresentamos como os cientistas desenvolvem o Método

Científico e ainda procuramos entender os mistérios da vida longa e a eterna.

Na tentativa de classificar a pesquisa encontramos dificuldades. Até imaginamos as

variáveis independentes como o fenômeno da regeneração e do novo nascimento. E as

variáveis dependentes como os estímulos que fizeram o Senhor Deus conceder a regeneração

e o novo nascimento a LXX.15

Propomos que o que mais estimulou Deus foi as sucessivas leituras de toda Sagrada

Bíblia por LXX. No entanto, encontramos muitos conflitos teológicas com a Teoria do

Monergismo Calvinista que defende que Deus é de vontade soberana e que não é estimulado

por nada que façamos para sermos regenerados e nascidos de novo. E com a Teoria do

Sinergismo Arminiano que defende que a regeneração e o novo nascimento depende também

de nosso desejo, esforço, luta espiritual entre o bem e o mal.

É um estudo complexo este de tentar entender o nascer da água e do Espírito. Nosso

Senhor Jesus Cristo declarou que a regeneração e o novo nascimento é um mistério: João: 3.8.

O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai;

assim é todo aquele que é nascido do Espírito. - Bíblia Sagrada JFA.

Até mesmo os cientistas mais instruídos não conhecem com profundidade o vento.

Basta mencionarmos a quantidade de furacões e tufões que castigaram os Estados Unidos da

América. Pouca coisa eles puderam fazer para impedir a ação do vento.

Ainda é mais difícil entender o vento impetuoso de Deus. Ele está além das leis da

Física; mas Deus dá o entendimento Metafísico para quem Ele quiser que entenda o mistério

do nascer de novo da água e do Espírito. Por isso, a pesquisa foi exploratória pela necessidade

de familiaridade com os temas de estudo e também porque este tipo de pesquisa tem caráter

15HEERDT, Mauri Luiz; LEONEL, Vilson. Metodologia científica e da pesquisa: livro didático. 5ª edição.

Palhoça: UnisulVirtual, 2007. 266 p. Disponível em:

<ht

tps://drive.google.com/file/d/0B8GA0vMbYip4OHBJbFpTelNTWVE/edit?usp=sharing >. Acesso em: 12

dez. 2013.

19

de estudo de caso e pesquisa documental porque analisa a memória religiosa de LXX que

pode ser comparada à cartas, autobiografias, diários etc.16

No capítulo de desenvolvimento da Dissertação nomeado como MEMÓRIA

RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX é contada a sua trajetória por diversas religiões com

riquezas de detalhes desde sua infância no Rio de Janeiro até sua idade adulta na Bahia. Ele

teve contato com a Macumba; Doutrina Espírita Kardecista; Doutrina Espiritualista do Vale

do Amanhecer; Testemunhas de Jeová; teve uma breve proximidade da santa Rita de Cássia.

Depois começou sua caminhada evangélica graças a um casal assembleianos que o

conquistou para ser batizado na Igreja Evangélica Assembleia Divina no início do ano 2001.

A parti de então passou a frequentar diversas denominações cristãs e se batizou mais três

vezes: Congregação Cristã no Brasil, Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério de

Madureira e Igreja Adventista do Sétimo Dia.

São muitas histórias contadas neste capítulo: sua experiência de candidato a vereador

menos votado nas eleições do ano 2000; a leitura de toda Bíblia Sagrada em setenta dias; a

superação dos vícios e a recuperação da saúde; a visita recebida num leito do Hospital de

Irmã Dulce; O chamado de Maria, Mãe de Jesus; o seu quase afogamento no tanque batismal

da IASD e a sua última conversa sobre bíblias com o seu Pastor da IASD. Nem a Maçonaria

escapou das lembranças de LXX. Ele revelou ainda suas lembranças amorosas e escreveu

uma carta de amor.

O capítulo de CONCLUSÃO da Dissertação concluiu que LXX recebeu a virtude do

Espírito Santo nos setenta dias de leitura de toda Bíblia Sagrada Alfalit no período de

13/12/2009 à 20/02/2010 para a partir daí ir sendo regenerado à medida de outras sucessivas

leituras bíblicas até nascer de novo durante nove meses de estudo das apostilas deste Curso de

Mestrado em Teologia no período de 04/09/2013 à 04/06/2014.

Nós concordamos com a explicação do Bispo Edir Macedo da IURD de que o novo

nascimento acontece no momento do batismo por imersão naquelas pessoas que estão

preparadas, limpas e lavadas para receberem o Espírito Santo. Entretanto, concluímos que

pode ser muito perigoso para vida espiritual da pessoa ficar sendo batizada

indiscriminadamente para receber o Espírito Santo como propõe Macedo, visto o que ocorreu

com LXX em seu terceiro batismo.

Acreditamos no poder da Palavra de Deus que desce do céu como água da chuva para

fazer brotar toda semente plantada naqueles que Ele desejar. Por isso, não há mais

16 ibidem. p. 66 et sequentia.

20

necessidade de LXX passar por “Batismo Macediano nas Águas” para nascer da água e do

Espírito porque a água é a Palavra de Deus ensinada na Bíblia Sagrada e inspirada pela

Teologia.

21

2. MEMÓRIA RELIGIOSA DO ANARQUISTA LXX.

“Todo o homem tem direito à liberdade de

pensamento, consciência e religião; este direito

inclui a liberdade de mudar de religião ou crença

e a liberdade de manifestar essa religião ou

crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e

pela observância, isolada ou coletivamente, em

público ou em particular."

(Artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos

Humanos). 17

2.1 MACUMBA

LXX, desde sua infância, no Rio de Janeiro, teve contato com macumbeiros em

recintos onde faziam consultas.

Na Bahia, depois de adulto, ele tomou banho de ervas dado por um Pai de Santo que

incorporava os espíritos; este usava de estourar muitas champanhes nos rituais de sua ciência.

Era assim que ele chamava sua macumba.

Uma curiosidade é que a palavra macumba é na verdade o nome de um instrumento

musical de percussão de origem africana.

O conceito de macumba está tão arraigado na cultura popular brasileira, que são

comuns expressões preconceituosas como "xô macumba!" (Umbanda) e "chuta que

é macumba!" para demonstrar desagrado com a má sorte. As superstições nesse

sentido são tão grandes, que até mesmo para a Copa do Mundo foram criados sites

para espantar o azar. São também muito comuns amuletos que vão desde adereços

até objetos que remetem aos utilizados nos cultos religiosos. O real significado de

macumba é a de um antigo instrumento musical de percussão, uma espécie de reco-

reco, de origem africana.18

17LIBERDADE RELIGIOSA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013.

Disponível em:  <http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Liberdade_religiosa&oldid=37150107> Acesso em: 21 out. 2013.

18MACUMBA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013. Disponível em:

<ht

  tp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Macumba&oldid=37178792 >. Acesso em: 31 out. 2013.

22

2.2 DOUTRINA ESPÍRITA

LXX já se envolveu em muitos debates sobre a Doutrina Espírita codificada pelo

educador, escritor e tradutor francês Hippolyte Léon Denizard Rivail que adotou o

pseudônimo de ALLAN KARDEC. Ele usava este nome revelado por um espírito que o

conhecera de outros tempos passados, para diferenciar os seus escritos espíritas dos

pedagógicos.

Conversou sobre essa doutrina pela primeira vez com um intelectual funcionário do

Congresso Nacional de Brasília – DF quando este vinha visitar seus familiares e amigos.

Falava com ele como um “pedante19” sobre o Espiritismo Kardecista.

Chegou até a ler o livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” mesmo sem ainda ter

lido a Bíblia Sagrada; mas sentia que “o caminho, a verdade e a vida” está na Palavra de

Deus. O lema do Kardecismo é: “Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sem cessar, tal é

a lei.”20

2.3 COMISSÁRIO DA FESTA DA SANTA RITA DE CÁSSIA

O convívio de LXX com a Igreja Católica se deu através de reuniões de comissários

da Festa da Padroeira santa Rita de Cássia (a santa das causas impossíveis). Frequentava

aquelas reuniões para tratar dos detalhes da grande festa, como as folias e as esmolas; mas

logo foi se afastando porque não era um católico praticante. No entanto, simpatizou a santa

Rita de Cássia21. Ela foi uma pessoa muito simples que teve muita fé e amor em Jesus Cristo

para justificar a quantidade de milagres que lhes foram atribuídos.

ORAÇÃO À SANTA RITA DE CÁSSIA22

Ó poderosa e gloriosa Santa Rita, eis a vossos pés uma alma desamparada que,

necessitando de auxílio, a vós recorre com a doce esperança de ser atendida por vós

19PEDANTE: Adj. Característica do que ou de quem ostenta certa cultura ou erudição. s.m e s.f. Pessoa que

exibe conhecimentos os quais não possui. Pessoa que se auto-valoriza mostrando conhecimentos ou qualidades

superiores aos que realmente dispõe; pretensioso. (Etm. do italiano: pedante).in: Dicionário Online de Português. Disponível em: <http://www.dicio.com.br/pedante/> .Acesso em: 31 out. 2013.

20ALLAN KARDEC. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013. Disponível

em: <ht

  tp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Allan_Kardec&oldid=37223291 >. Acesso em: 31 out. 2013.

21SANTA RITA DE CÁSSIA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013.

Disponível em: <ht

  tp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Santa_Rita_de_C%C3%A1ssia&oldid=37142519 >.

Acesso em: 31 out. 2013.

22 Oração à Santa Rita de Cássia. Disponível em:<http://www.paroquias.org/oracoes/?o=185> . Acesso em: 31

out. 2013.

23

que tendes o incomparável título de SANTA DOS CASOS IMPOSSÍVEIS E

DESESPERADOS.

Ó cara Santa, interessai-vos pela minha causa, intercedei junto a Deus para que me

conceda a graça de que tanto necessito (dizer a graça que deseja).

Não permitais que tenha de me afastar dos vossos pés sem ser atendido. Se houver

em mim algum obstáculo que me impeça de obter a graça que imploro, auxiliai-me

para que o afaste. Envolvei o meu pedido em vosso preciosos méritos e apresentai-o

a vosso celeste esposo, Jesus, em união com a vossa prece.

Ó Santa Rita, eu ponho em vós toda a minha confiança; por vosso intermédio,

espero tranquilamente a graça que vos peço.

Santa Rita, advogada dos impossíveis, rogai por nós.

2.4 VALE DO AMANHECER

LXX frequentou o movimento doutrinário e religioso conhecido como “Vale do

Amanhecer”23 liderado por Neiva Chaves Zelaya, Tia Neiva, Mãe Neiva . O Vale tem o Pai

Seta Branca, luminoso espírito de Oxalá, Orixá poderoso que, segundo a doutrina do Vale,

preside todo o desenvolvimento cármico do nosso planeta, a quem foi dada a missão de

espiritualizar o homem.

Lá LXX recebeu ensinamentos para ser um doutrinador das pessoas que recebem os

espíritos. Quase foi emplacado numa espécie de batismo. Deveria receber os ensinamentos

durante sete domingos seguidos, ininterruptos; no entanto, no sétimo e derradeiro domingo,

faltou. Teria que recomeçar tudo de novo. Acabou desistindo dessa doutrina espiritualista.24

2.5 TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

As Testemunhas de Jeová são uma denominação cristã não-trinitária, milenarista e

restauracionista que possuem adeptos em 239 países e territórios autônomos,

ascendendo a mais de 7.500.000 praticantes, apesar de reunirem um número muito

superior de simpatizantes. São conhecidas pelo seu trabalho regular e persistente de

evangelização de casa em casa e nas ruas e pelo seu uso particular da Bíblia, que

suscita polêmicas.25 O início da pregação organizada das Testemunhas de Jeová no

Brasil é desde 1920, quando oito jovens marinheiros brasileiros, na cidade de Nova

York, ficaram interessados nas reuniões dos Estudantes da Bíblia. Quando voltaram

ao Brasil, eles continuaram a se reunir e a falar a outros sobre o que haviam

aprendido. Poucos anos depois, George Young foi enviado ao Brasil, e as

23 Site do Vale do Amanhecer: <http://valedoamanhecer.com/va/conteudo.php>

24TIA NEIVA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013. Disponível em:

<ht

  tp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Tia_Neiva&oldid=37138857 >. Acesso em: 31 out. 2013.

25TESTEMUNHAS DE JEOVÁ. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2013.

Disponível em: <ht

  tp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Testemunhas_de_Jeov%C3%A1&oldid=37359835 >.

Acesso em: 17 nov. 2013.

24

publicações passaram a ser traduzidas e impressas em português. Em 1923, foi

aberta no Rio de Janeiro uma congênere da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e

Tratados (dos Estados Unidos).26

LXX recebia sempre a visita das Testemunhas de Jeová27 em sua morada; fazia

assinaturas das revistas e comprava livros. Frequentou algumas poucas vezes o Salão do

Reino das Testemunhas, mas não sentiu o chamado de Deus para ser uma delas.

Lembra-se que uma vez comentou a um casal de Missionários das Testemunhas que

considerava a literatura desta denominação fora da realidade brasileira. As revistas, por

exemplo, são elaboradas nos Estados Unidos da América e traduzidas nos idiomas de

praticamente todos os países do mundo.

Só que muitas das vezes a realidade do país é outra. Como você vai falar pouco da

cultura local, acaba sendo pouco atrativo o ensino. Essas lições bíblicas muitas das vezes

apresentam rotinas vividas completamente diferente da nossa. O ensino, a pregação, o sermão

devem considerar o aspecto autóctone28.

No entanto, toda literatura das testemunhas: revistas, livros, tradução das Escrituras

Sagrada e até materiais para pessoas com necessidades especiais, são acessíveis gratuitamente

na internet em sua BIBLIOTECA ONLINE29.

Não se pode deixar de falar que as Testemunhas são muito insistentes. Deveriam

mudar de estratégia para desenvolver seus ensinos bíblicos. Talvez se criassem uma central

telefônica, 0800 TESTEMUNHAS, assim a pessoa que desejasse receber os seus

ensinamentos ligaria para convidá-las.

Talvez a origem da intolerância de LXX a estes religiosos esteja na sua infância. Aos

oito anos de idade uma testemunha foi trabalhar em sua casa. Ele chegou a ir visitar o Salão

do Reino das Testemunhas com ela no Rio de Janeiro algumas vezes. Ela começou a dar um

estudo bíblico a ele em casa, mas num determinado dia, por causa de um desenho animado,

ele não quis tomar a lição, por isso, ela acabou desistindo de ensiná-lo.

26TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NO BRASIL. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia

Foundation, 2013. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Testemunhas_de_Jeov

%

  C3%A1_no_Brasil&oldid=36742839 >. Acesso em: 11 nov. 2013.

27 Site das Testemunhas de Jeová: <http://www.jw.org/pt/>

28 AUTÓCTONE: adj.m e adj.f. Que é natural da região ou do território em que habita; aborígene, indígena;

nativo. Diz-se daquilo que é natural da região onde ocorre. Originário do país em que habita e cujos ancestrais aí

sempre habitaram: os berberes são populações autóctones da África do Norte. Linguística. Diz-se da língua que

primeiro foi falada num país, numa região, bem como suas particularidades. Medicina. Que se formou ou teve

origem no lugar em que foi encontrado: cisto autóctone. s.m e s.f. Pessoa nativa da região ou do território em que

habita; aborígene, indígena. (Etm. do grego: authócton.on, pelo latim: autochthon.onis). Sinônimo de autóctone:

aborígene, crioulo, indígena e nativo. in: Dicionário Online de Português. Disponível

em:<ht

tp://www.dicio.com.br/autoctone / > . Acesso em: 31 out. 2013.

29 Site da BIBLIOTECA ON-LINE da Torre de Vigia: <ht

tp://wol.jw.org/pt/wol/h/r5/lp-t >

25

2.6 PRIMEIRO BATISMO PELA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DIVINA

Por volta do ano 2000, LXX conheceu um humilde casal de crentes assembleianos que

construíram um templo com parte de materiais de construção de refugo. Nele fundaram uma

igrejinha chamada “Assembleia Divina”. Dividiram o pequeno galpão em duas partes, no

fundo, num terço do galpão, passaram a residir e usá-lo no funcionamento de uma oficina de

costura da mulher do casal, o esposo era o Pastor da Igreja, uma pessoa muito simples que

tinha vontade de fazer a Obra de Deus. Ele usava umas cornetas para evangelizar com “A Voz

Que Clama No Deserto”. Era muito apegado ao profeta substituto ou encarnação do profeta

Elias: o João Batista. LXX sempre ia visitá-los e lá começou a ouvir a Mensagem da Cruz.

Passou a frequentar aquela igrejinha.

Nessa época LXX teve a sua primeira experiência política pouco animadora nas

eleições municipais do ano 2000. Ele foi expulso do partido por causa de uma anarquia, mas

mesmo expulso foi candidato a vereador porque o Tribunal não ratificou a expulsão. Ele

escreveu uma Plataforma Legislativa com o título “ANARQUIA PARA EDUCAR”30. Ela foi

anexada à sua defesa e deve se encontrar arquivada no processo que moveram para cassar a

sua candidatura.

Depois de acalmada a tempestade, este Pastor da Igreja Evangélica Assembleia Divina

operou o milagre da paz entre o Presidente do Partido e LXX que voltou a integrar a

campanha já no final sem nenhuma propaganda eleitoral, apenas com alguns discursos

inflamados no palanque.

O seu número 45654 ficou conhecido como o “vai e volta”. A conotação do vai e volta

se deu de duas maneiras: na hora de se teclar os números na urna eletrônica o movimento é o

de ir e voltar, aperta o 4, o 5 e o 6, depois volta para o 5 e para o 4; e pelo motivo de ter saído

da campanha e de depois ter voltado.

Só que não deu certo essa estratégia do vai e volta porque ele obteve apenas seis votos,

meia dúzia, foi o candidato a vereador menos votado naquele pleito municipal do ano 2000.

Ele sabe com toda certeza de quem foram a metade dos votos: um foi o voto dele próprio;

dois foram os votos do casal da Igreja, o Pastor e a sua esposa; já os outros três votos ele não

sabe de quem foram porque muitas pessoas disseram que votaram nele, mas não apareceu

esses votos.

30Leiam os anexos escritos por LXX.

26

Depois dessa derrota humilhante, ele não concorreu mais em nenhuma eleição. Mas

deseja concorrer nas eleições municipais novamente para ser o prefeito e não mais vereador.

Os laços de amizade entre LXX e o casal de crentes ficaram mais forte. O casal

convidou ele no início do ano 2001 para se batizar; mesmo ainda dominando pelos vícios ele

quis ser batizado. Pensava que poderia acontecer algo sobrenatural durante a imersão e a

emersão na água.

Vestido com beca batismal branca e caminhando pelas ruas da cidade, LXX junto com

uma família de ciganos que frequentava a igrejinha foram batizados pela primeira vez num

“RIO DE ÁGUAS NEGRAS E PURIFICADORAS”.

No dia seguinte após o batismo, ele recebeu uma Bíblia Sagrada ARC da esposa do

casal. O Pastor recebeu muitas críticas dos crentes da cidade por ter batizado ele naquela

situação. Essa palavra contrariou ao Pastor e a LXX. Mesmo assim este passou a ir aos cultos

da igrejinha. Começou a ter contato com os hinos da Harpa Cristã. Recebeu sua carteirinha de

membro.

Uma tribulação passou naquela obra: o casal que brigava muito se separou e a

igrejinha acabou. Na verdade eles não eram casados porque já foram casados com outros

cônjuges que os impediriam de se casarem novamente por questões burocráticas de divórcio,

desquite etc. Então, eles viviam juntos como se fossem casados até a separação com o fim da

Igreja Evangélica Assembleia Divina.

A irmã, esposa do pastor, passou a ser pastora e abriu a Igreja Pentecostal Coluna de

Fogo. A maioria dos crentes da Igreja Evangélica Assembleia Divina passou a congregar nesta

igreja. Depois ela foi embora da cidade, mas a igreja permaneceu.

O Pastor ainda fez programa evangélico na rádio comunitária da cidade por algum

tempo. O programa também acabou e ele se isolou em uma chácara que chamava de terra

prometida. Não mais congregou e nem pastoreou nenhuma igreja.

LXX respeita e compreende a forma que o Pastor passou a servir a Deus e fazer a Sua

Obra: pregando a Palavra para alguma criatura próxima; orando e lendo a Sagrada Bíblia em

sua morada; assistindo e ouvido a pregação pelo rádio, pela TV ou pela internet.

LXX se recorda de um determinado fim de tarde em que passou na porta da igrejinha

com uma certa embriaguez, estivera bebendo, o pastor o chamou para falar sobre a Cerimônia

de Santa Ceia, explicava a importância dele participar do corpo e do sangue de Cristo. LXX

observou a mesa com os cálices, mas seu estado de criatura era tanto que não compreendeu o

ensinamento; ainda não era hora do culto, foi para casa e não se lembra de ter voltado logo à

27

noite para participar da Santa Ceia, não tinha condições de participar. Não se lembra nem se

chegou a participar da Santa Ceia alguma vez naquela igrejinha.

Esse casal sempre dizia que se algum dia LXX não mais congregasse com eles, que

congregasse numa Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

2.6.1 Membro Da Igreja Evangélica Assembleia De Deus Ministério de Madureira

Então, com a carteirinha de membro da Igreja Evangélica Assembleia Divina, LXX

passou a ser membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério de Madureira31

fundada por Paulo Leivas Macalão, um compositor e pastor evangélico brasileiro, maior

compositor de hinos da Harpa Cristã.32