O Apóstolo Volume 5 por Roberto P de Mello - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

Volume 5

Meu site:

www.jesus-leao-juda.com

Meus e-mails:

repeme5@hotmail.com

jesusleaojuda@gmail.com

Capítulo 501

Espírito de Erro

Assim que iniciamos aquela reunião vi uma velha de saia preta sentada numa ca-

deira que flutuava a mais ou menos metro e meio, acima de nossas cabeças e voltada para a ir-

mã. Lembrei-me imediatamente de minha avó, carola católica, idólatra consumada, e me inco-

modou bastante o sapato que ela vestia: de homem!

Falei para a irmã o que vi e lhe disse como o sapato contrastava com o versículo

que diz:

“quão formosos são sobre os montes os pés dos que anunciam a boa nova”,

Romanos 10: 15.

Em seguida me lembrei do testemunho que um irmão dera domingo, na igreja,

onde falou que muitos não vêem maravilhas porque não obedecem as ordens expressas que o

Espírito lhes dá. E falou de várias curas que operou num “shopping”, deixando todos, lá, mara-

vilhados.

Naquele momento me lembrei de um programa de TV que assisti, onde uma a-

presentadora falava sobre “intuição” e no qual um escritor (que escrevera um livro a respeito)

nos mostrava vários exemplos de como “nossa intuição” nos avisa de perigos e como nós éra-

mos os únicos animais (palavra dele!) que não ouviam ao que a mesma dizia, com resultado

tristes.

Nos primeiros exemplos que aquele psicólogo e a apresentadora deram vi que a

“intuição” sobre que se referiam, não era outra coisa senão o próprio Senhor Jesus falando. A-

penas eles não atribuíam ao Senhor os avisos.

Aí, a ficha caiu! Aquela irmã, na reunião, disse que já sabia do que se tratava. O

Senhor tinha lhe dado um ministério e ela já devia tê-lo posto em prática, mas, antes, resolvera

falar com seu pastor a respeito. Informou que o mesmo nem foi contra nem a favor, porém, sen-

tiu que ele não gostou muito do que ouvira.

Lembrei-me, também, do que nosso pastor falara no domingo anterior, exatamen-

te sobre o mesmo assunto e contei tudo para a irmã.

Ele tinha pregado que não devemos consultar a Bíblia nem ninguém, a respeito

de coisas que Deus nos fala ou ordena. Porque quem faz isto irá receber a visita de um espírito

de erro, para fazer exatamente o contrário do que Deus quer. Leia 1ª Reis 22. 22. Ele falou insis-

tentemente não devermos ir atrás de profetas nem de pessoas especiais para confirmarmos tudo,

porque o Espírito de Deus que está neles está em nós (nos batizados com o Espírito Santo, é

claro!) e a Ele devemos ouvir e OBEDECER.

É terrível este costume de se considerar pastores e autoridades eclesiásticas como

maiorais! Deus chama isto de nicolaismo que é uma das bases do catolicismo e de todas as reli-

giões. Por meio desta “prerrogativa” um líder religioso pode fazer um confrade executar o que

ele quiser! Basta torcer um pouco as coisas e o beato engole e sai como louco, praticando coisas

contra o que prega, até contra sua própria religião.

Há poucos dias tinha dito a esta irmã, que deixara de me comunicar com outra

(que mora na Suíça e a quem estávamos ajudando) porque, depois de receber várias bênçãos

fazendo o que lhes ensinamos, resolveu fazer contrariar todo o caminho da fé (que parecia que-

rer seguir) preferindo obedecer a qualquer pessoa que se dissesse pastor, por lá, apesar de ter

sido deste erro, que nós a tínhamos tirado!

Deus dizia o que ela tinha de fazer, ela ia conversar com pastores locais (os

quais, antes, ela já tinha percebido não crerem em nada!) para ver se devia fazer o que Deus lhe

ordenara! Eles a roubaram à vontade até planejaram seqüestrar sua filha foi um tormento, mos-

tramos-lhe tudo isto, mas, como ela não queria mesmo mudar e fazer o que Deus lhe mandava,

adverti-a e deixei-a para lá.

Quando recebemos uma ordem de Deus não devemos ouvir nem procurar a ajuda

de nenhum ser humano para executá-la. Claro que toda ordem divina terá de vir completamente

de acordo com o Espírito da Palavra, caso contrário ela não vem de Deus! Só a isto devemos

obedecer.

Espero que a partir de agora, nossa irmã comece a colocar seu ministério em a-

ção, para ver maravilhas ocorrerem com ou sem as bênçãos das autoridades religiosas de sua

congregação. A estas alturas muitos dirigidos por espíritos de rebeldia já estarão exultando,

pensando em como poderão agir contra as ordens das autoridades de suas igrejas.

Mas não foi isso que eu quis dizer. Abram bem os olhos, as igrejas precisam de

autoridade para que tudo flua em ordem, mas tudo tem seu limite!

“... porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz. Como em todas as i-

grejas dos santos” (1ª Corintos 14: 33).

MARATANA!

Capítulo 502

A CEIA DO SENHOR

Não há instituição divina menos respeitada que a Ceia do Senhor, embora, na

maioria das vezes, tal desrespeito se dê não por vontade dos participantes, mas, por ignorância

de como se conseguir uma santificação adequada, para participar dela.

Aliás, nunca fui a um culto onde o pregador nos ensinasse a fazer uma purifica-

ção completa, a única adequada não só a nos dar a santificação necessária para participarmos

de uma Santa Ceia, como para nos centralizar no estreito Caminho da Verdade e da Vida, o úni-

co lugar onde podemos receber todas as bênçãos de Deus.

Muita gente anda doente e até dorme (morre) antes do tempo, por não saber fazer

aquela purificação e se atrever a participar da Ceia! Esta declaração não é invenção minha, está

em 1ª Corintos 11: 29-31, que diz:

“Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não

discernir o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos

que dormem. Mas, se nós nos julgássemos, a nós mesmos, não seríamos julgados”.

Como vêem é necessário nos julgarmos a nós mesmos ANTES de participarmos

da Ceia, para não cairmos em erros que poderão nos ser FATAIS; porque o dormir, daquele

último versículo não se refere ao sono comum, mas ao: falecimento!

Porém, como nos julgarmos SE não soubermos COMO fazê-lo? Este problema

decorre, exatamente do que abordei antes, por as igrejas não ensinarem a fazer uma PURIFI-

CAÇÃO.

Pergunto: Alguns de vocês já foram ensinados a respeito desta PURIFICAÇÃO

que lhes ensinarei em seguida?

É por isso que Deus diz em certo lugar:

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto

rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim;

visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” Oséias 4: 6.

Tenho encontrado pela internet até pastores e esposas de pastores, que não têm a

menor idéia de COMO fazerem uma purificação completa. Muitos afirmando que, como já acei-

taram o Senhor estão limpos e não precisam de mais nada; outros que não sabem diferenciar

RAIVA de ÓDIO; outros, ainda, que PENSAM serem batizados com o Espírito Santo sem o

serem, exatamente, por não saberem fazer a purificação adequada para que o Espírito venha

habitar plenamente, em seus corações! É um desastre, um caos!

A Palavra de Deus diz que ÓDIO é ASSASSINATO! Mas, em geral, os irmãos

não sabem discernir entre ÓDIO e RAIVA, trocam uma coisa pela outra e vão para a Ceia com

CRIMES DE MORTE nas costas. Outros fizeram pactos com o diabo e não sabem como que-

brá-los e vão para a Ceia com tais pactos. Imaginem os resultados!

Não vou ensinar neste livro COMO fazer uma purificação adequada. Os que de-

sejarem aprender isso reportem-se ao meu primeiro livro: “Jesus, o Leão de Judá”, que podem

baixar gratuitamente do meu site www.jesus-leao-juda.com e vejam a purificação no Capítulo 41 dele.

Lembrem-se do que o Senhor falou em 2ª Pedro 1: 9 e que tem tudo a ver com

esta purificação sobre a qual tanto insisto:

“Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, vendo somente o que está per-

to, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados”

Só por este versículo, já dá para qualquer um ver ser necessário fazermos purifi-

cações de antigos pecados, contrariando o que muitos advogam. Na verdade esta purificação

não é nem mais nem menos, que uma cura interior aplicada a nós mesmos, para aparecermos

perante Deus: santos e inculpáveis.

Se os irmãos acordassem e copiassem aquela PURIFICAÇÃO COMPLETA en-

sinada no Capítulo 41 do meu livro e a divulgassem entre outros irmãos nas igrejas, iriam ver as

maravilhas que ela faz.

Que a Paz do Senhor esteja com todos!

MARANATA!

Capítulo 503

6 ou 9

Outro dia, antes de um culto estava trocando experiências com uma missionária

(que fora ao Chile) e estava um tanto ou quanto decepcionada por não ter tido o êxito que espe-

rara na missão. Contei-lhe, então, o que aconteceu (enquanto ela estava no Chile) com o filho de

um amigo meu, que tinha 43 anos de idade e que apareceu subitamente enfermo (por doença

desconhecida e de rápido desenvolvimento) e por quem orei pela cura (junto com um pastor de

renome nacional!) e que, dias depois faleceu. Apesar de eu ter até recebido um versículo do

Senhor que me dera a entender que ele seria curado!

Durante o velório do jovem cheguei a ordenar (junto ao cadáver) que retornasse a

vida em Nome de Jesus, mas nada aconteceu. Passei dias intrigado com o fato e, até hoje, ainda

me intrigo.

Falando com outro pastor, ele me disse que já deixou de pensar a respeito destas

coisas. Tinha visto isso acontecer muitas vezes e não encontrava explicações. Porém, o Senhor

me fez ser escritor dele e,como posso deixar para o lado, coisas que não consigo entender se vou

ter de escrever a respeito delas?

Logo em seguida ao meu fracasso, li um livro do missionário R. R. Soares: “Exi-

ja Seus Direitos” no qual ele me lembrou como temos direito à cura e prosperidade e isto só me

deixou mais perplexo.

Lembrei-me de várias enfermidades que tenho, há alguns anos, e das quais ainda

não experimentei a cura! Lembrei-me, das muitas vezes repreendi os espíritos de enfermidades

envolvidos nelas, mas, de uma forma ou outra, lastimei depois, por não ter sido curado e, com

isto, destruí a semente que tinha plantado. Determinei todas as curas de novo, agora estou pro-

curando me manter firme na fé, para não destruir o que semeei.

Creio que o missionário Soares tem toda razão. Deus não vai mais fazer nada por

nós, neste mundo. Ele já fez TUDO! O próprio Jesus disse: “Está consumado” a respeito de

todo o sacrifício e sofrimento que precisávamos sofrer para sermos justificados.

A nós, cristãos, compete tomarmos POSSE pela FORÇA DA FÉ do que já nos

pertence. E isto só se faz imitando o que Deus fez (enquanto ainda não havia mundo) isto é:

chamando à existência as coisas que não existem! Tudo está na ponta de nossos lábios como já

esteve, antes, na ponta dos lábios divinos.

A Bíblia diz em Romanos 8: 19:

“Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de

Deus”.

Vejam: a CRIAÇÃO não está esperando por Deus, mas por nós! O que decre-

tarmos ACONTECERÁ. O tempo, claro, pertence ao Senhor, mas, não vamos nos acomodar

demais ou podemos estar sendo roubados das bênçãos pelas astúcias do inimigo. “Vigiai e o-

rai” , é ordem divina!

Depois de trocarmos aquelas experiências eu e a missionária tocamos nosso culto

semanal, no qual o Senhor resolveu três problemas que perturbavam aquela senhora e me mos-

trou um número seis com um traço em cima.

Ora, quando temos um número seis (parecido com um nove invertido) à solta,

concluímos que se colocarmos um traço na parte de baixo dele, saberemos número correto. Mas

no caso o acima, eu sabia ser o número seis, apesar do traço estar em cima! O que o Senhor que-

ria nos dizer?

À noite, enquanto meditava a respeito da reunião, este número me veio à memó-

ria num “flash” de luz e entendi completamente a coisa. Nós vemos segundo os padrões de bai-

xo, da terra, do chão. Deus vê segundo os padrões de cima, do céu!

Aprendi algo, também, com o falecimento daquele rapaz. algo que sempre me in-

comodou e se encontra naquele versículo onde Simeão, entre outras coisas, disse a Maria:

“E uma espada transpassará o seu coração” (Lucas 2: 35).

Ficava pensando qual coração a tal espada transpassaria: se o de Jesus ou o de

Maria. O de Jesus foi transpassado por uma lança, já o de Maria nem por espada nem lança!

Porém, ao presenciar a dor do meu amigo pela morte do filho que mais amava

(filho este que muito o amava também) entendi tudo. Porque ele não cessava de repetir, no veló-

rio:

- Roberto, eu já perdi mãe, pai, esposa, parentes, mas, nada se compara a isto.

Aquelas pessoas já estavam velhas, doeu, mas era natural! Perder um filho, assim, na flor da

idade é antinatural! É como se uma espada transpassasse meu coração. Dói demais. É insupor-

tável! É impensável!

E, assim, pude imaginar o que Maria deve ter sentido, ante a morte brutal de Je-

sus.

Por favor, não entendam mal, isto não significa que devemos adorar e invocar

Maria, eu não vou adorar meu amigo nem os milhares de pais e mães que passaram por estes

sofrimentos tão antinaturais!

MARANATA!

Capítulo 504

Católicos São Salvos?

Quem pergunta: “- Católicos são salvos?” - mostra não entender do Evangelho do

Senhor Jesus Cristo por várias razões. A primeira, porque mostra desconhecer que Deus não é

Deus de denominação religiosa, mas: Deus pessoal. Quando Ele se apresentou ao povo judeu,

não disse ser Deus dos judeus, mas, de Abraão, de Isaque e de Jacó! Já, quanto a católicos se-

rem salvos, a pergunta continua confusa porque:

“se com tua boca confessares a Jesus como Senhor e em teu coração creres que

Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo” , garante a Palavra, em Romanos 10: 9.

E são numerosos os católicos que têm feito isto, à parte os erros de sua religião.

Daí, podemos concluir que pessoas de todas as classes, nações, povos, línguas e religiões PO-

DEM ser salvas! Dependendo, totalmente, da eleição gratuita de Deus a respeito de cada uma

delas. Porque:

Vós não me escolhestes a mim, mas, eu vos escolhi a vós, e vos designei, para

que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai

em meu nome, ele vo-lo conceda”, João 15: 16; “Porque, se Abraão foi justificado pelas obras,

tem de que se gloriar, mas não diante de Deus” , Romanos 4: 2; “Meu justo viverá pela fé”,

Hebreus 10: 38; e, finalmente: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem

de vós, é dom de Deus”. Efésios 2: 8 .

O povo judeu é descendência de Abraão. De fato o povo judeu foi um povo que

Deus preparou durante séculos, para ser o canal através do qual, o Messias viria a terra.

Mas nem todos os judeus serão salvos e, também, nem todos eles são povo de

Deus de fato! Muitos nascem em Israel, mas, são incrédulos, religiosos de nome ou totalmente

desligados de Deus. É como nas igrejas evangélicas onde existem muitas pessoas, mas nem to-

das são evangélicas de fato.

Claro que haverá um número muito maior de salvos nas igrejas evangélicas que

nas católicas, assim como haverá muito mais salvos nas igrejas católicas, que nas outras religi-

ões. Lembrem-se nos lugares onde se pregar e ensinar mais corretamente o Nome de Deus: o

Jesus Vivo, Homem e Deus, será onde Ele mais se manifestará e se revelará às pessoas.

Mas Deus pode, também, se manifestar a quem ele escolher sem a pessoa JA-

MAIS ter ouvido sequer falar do Evangelho! Conhecemos alguns casos de muçulmanos que

foram tocados pelo Espírito de Deus o qual os encaminhou, depois de várias manobras maravi-

lhosas, até o pleno conhecimento do Senhor Jesus como Salvador. Mas entre os muçulmanos, os

salvos são em menor número que no Brasil, por exemplo, onde as igrejas evangélicas multipli-

cam-se e o número deles aumenta.

Não devemos jamais nos esquecer disto: mesmo nas igrejas mais legitimamente

evangélicas podem existir pessoas que não são salvas. Elas andam nestas igrejas por modismos,

simpatia por pessoas de lá, interesses particulares, tradição familiar, quaisquer outros motivos,

menos por Jesus! Elas até podem ter falado para todo mundo ouvir que entregavam a vida a

Jesus; porém, em seus corações, não acreditando em Jesus estar VIVO! Existem pessoas, tam-

bém, que O aceitam apenas como um profeta morto ou, então, como um Jesus crucificado, cha-

guento, de pau, gesso, metal ou neném.

Portanto, antes de fazerem aquela pergunta com a qual iniciamos este capítulo, é

bom pensarem melhor. Em qualquer canto, iremos ver o joio misturado ao trigo. Jesus já alertou

a respeito. Não é novidade. Mas, existe uma coisa que caracterizará com CERTEZA se alguém

é um EVANGÉLICO de fato, e tal coisa são os SINAIS que os verdadeiros CRENTES darão de

sua FÉ, conforme Jesus determinou em Marcos 16: 15:

“... estes SINAIS hão de acompanhar os que crerem”, Marcos 16: 15.

Numerosos participantes das igrejas evangélicas até podem ser salvos, mas, faze-

rem parte do grupo das virgens néscias que não subirão no Arrebatamento e formam o único

grupo de salvos que pode até perder a salvação se deixarem-se marcar pela besta, depois do

Arrebatamento.

No mais, fiquem na Paz do Senhor.

MARANATA!

Capítulo 505

“EVANGÉLICOS”

Nós, que vivemos num país onde existem igrejas evangélicas quentes, por todos

os lados, nem imaginamos como pode ser a vida de um irmão na Europa, onde as igrejas são tão

frias quanto a neve e muitos irmãos: casos de polícia! Uma irmã da Europa entrou em contato

comigo pela internet e me pediu para conversar pelo MSN. Geralmente não dou meu MSN para

ninguém, mas, o Senhor me tocou para abrir uma exceção neste caso e o fiz. Foi impressionante

este contato.

Aquela senhora (filha de pais satanistas) saíra de Minas Gerais casada com um

europeu. Mas, informou-me que, desde cedo, ao contrário de sua família só confiava em Jesus.

Não pude descobrir como pode ter acontecido assim, embora isto mostrasse na prática, ela já ser

uma ESCOLHIDA e a Misericórdia de Deus a ter dirigido até o Salvador.

O fato é que como ela tem excelente tino para negócios, ficou riquíssima na Eu-

ropa. Porém, não conseguia o que mais queria na vida: um filho! Fez exames na Áustria, Ale-

manha, França, EEUU e todos constataram que ela NÃO podia ter filhos. Um médico até re-

solveu lhe aplicar uns hormônios, para tentar a gravidez. Foi a pior coisa que experimentou;

bateu na UTI; seu marido, assustado, decidiu que não mais iriam procurar a gravidez adotariam

uma filha.

Ela saiu do hospital em CRISE. Então, começou uma solitária luta de orações.

Confessou todos os pecados a Jesus e lhe disse que SE ele a tivesse perdoado o sinal seria um

filho para ela. Disse que foi um mês inteiro pedindo ao Senhor aquele filho e agindo a respeito

com o marido. Belo dia acordou passando mal, com ânsias de vômito. Levada às pressas, ao

hospital, lhe tiraram material para exames.

No outro dia, pela manhã, seu médico, sem acreditar no que via, telefonou-lhe

dizendo: Você está grávida!!!

A alegria durou exatamente um mês e meio, quando ao levantar, viu seu esposo

todo sujo de sangue, sangue no colchão e sangue pingando dela como de uma torneira. Corre-

ram para o hospital, mas, não podiam nem examiná-la por causa do sangramento. Ninguém

nunca tinha visto tanto sangue fluindo daquela forma. Chamada, a médica-chefe disse: aborto!

A irmã expulsou todo mundo da sala e clamou ao Senhor a respeito. Depois de

algum tempo de oração cessou a hemorragia e os médicos, espantados, puderam examiná-la e

ao bebê. Estavam perfeitos!

Ela passou três meses, bastante fraca, recuperando-se do sangue perdido. Mas vi-

va e feliz com sua filhinha à qual até o nome o Senhor deu. Seu marido abandonou as duas de-

pois!

Sabem por que ela perdeu tanto sangue? O Senhor estava trocando todo o sangue

familiar dela (possivelmente consagrado pelos pais aos demônios) por um sangue novo!

O maior problema dela, depois disso, foi não ter nenhum apoio cristão. Com dois

anos de crente, membros de uma igreja fria local se juntaram para seqüestrar sua filha! Seqües-

tro este que Deus desmantelou e a quadrilha inteira foi presa.

Outro problema é que, como todos sabiam que ela era rica, choviam “ordens de

Deus” (dada por falsos profetas) para ela financiar isto e aquilo. Foi, então, que encontrou meu

livro começou a entender como o Evangelho funciona e, assim que regularizou a situação de

seus dízimos, dois dias depois, dois compradores disputaram (como se num leilão) uma casa

que ela tinha em Minas, e não conseguira vender por quatro anos!

E, melhor ainda, vendeu o imóvel por um preço que NUNCA imaginou conse-

guir! Pouco tempo depois me informou que sete processos na justiça (que empregados demiti-

dos, injustamente requeriam) foram todos vencidos por ela.

Agora, alertada contra os espertalhões de plantão no meio evangélico, com maior

entendimento da Palavra e o apoio de mais algumas pessoas de confiança (que lhes apresentei e

que a instruem via internet) pode caminhar sem ser roubada.

Ela me disse ainda que, o que quase a fez deixar de ser evangélica foi ver a chefe

da quadrilha do seqüestro, durante o julgamento no Tribunal, com uma Bíblia debaixo do braço

e a cara mais inocente do mundo como se fosse uma santa. Conheço o tipo!

Maranata!

Capítulo 506

FALAR E OUVIR

Estas são as duas faculdades fundamentais, para uma pessoa se comunicar com

os outros e com Deus: falar e ouvir.

Várias vezes o Senhor declara na Palavra: OUVI O QUE FOI DITO. QUEM

TEM OUVIDOS PARA OUVIR OUÇA.

E não podia ser de outra forma, porque Romanos 10: 17, diz:

“Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.”

Daí os surdos não poderão ser salvos porque não têm ouvidos perfeitos? Então

só a pessoa que tem ouvidos sadios pode ouvir o que Jesus fala? – perguntam os tolos.

Quando o Senhor nos fala, nos fala do ponto de vista espiritual, não carnal! Os

surdos que, seja por linguagem de: mímica, sinais ou escrita, ESCUTAREM e obedecerem ao

que o Senhor lhes falar serão salvos. Em contrapartida, muitos músicos de excelentes ouvidos,

não irão ESCUTAR o que o Senhor lhes falará e irão parar no inferno!

Este OUVIDO sobre o qual o Senhor Jesus fala, na verdade é o ouvido do cora-

ção sensível à fé. Só os que têm fé ESCUTAM o que Deus diz. Isto é, OUVEM e ACREDI-

TAM naquilo! Os que não têm fé (por não terem sido ESCOLHIDOS por Deus) podem OU-

VIR, mas, não ESCUTARÃO isto é, NÃO ACREDITARÃO nas Palavras de Deus.

Há uma frase muito repetida (até nos meios evangélicos) que diz que: até o diabo

tem fé! Esta é uma confusão feita por quem mistura fé com crendices ou, com o simples acredi-

tar em que Deus EXISTE! Tais coisas não são FÉ (segundo a concepção de Jesus).

Muitas pessoas acreditam que Deus existe, MAS, não FAZEM (não põem em

prática) o que Deus determina na Sua Palavra! Estas pessoas são religiosas, mas, não são cren-

tes! São os chamados fariseus hipócritas, que Jesus tanto recriminou.

A definição do verdadeiro CRENTE é dada por Jesus em Marcos 16: 15, ao a-

firmar:

Ou seja, os CRENTES devem mostrar sua Luz, que é o PODER DE DEUS em

suas vidas. E tal Poder só vem às chamadas virgens sábias de Mateus 24: 40 e 25: 10, quando o

salvo recebe o batismo com o Espírito Santo,.

Jesus avisou: “a letra mata o espírito é que vivifica” (2ª Corintos 3: 6); avisou

também que: “só há um evangelho, o que existe são pessoas querendo perturbar o evangelho de

cristo” (Apocalipse 14: 6); avisou, ainda, que existiriam as VIRGENS SÁBIAS E AS VIR-

GENS NÉSCIAS (Mateus 24: 40 e 25: 10) e, também, que: “meu justo viverá por fé e sem fé é

impossível agradar a deus” (Hebreus 11: 6). Notem bem sobre qual FÉ ele fala! Não vão con-

fundi-la com religiosidade, superstições ou crendices!

E o FALAR, porque é tão importante?

Porque SEM a declaração feita pelo CRENTE, NADA irá acontecer neste mun-

do, por mais FÉ que tenha. Veja o que Jesus disse:

“Se tiveres fé, como um grão de mostarda, e disseres a este monte passa da-

qui para ali, ele o fará” (Mateus 17.20).

Perceba que é preciso não só ter FÉ, mas, ser necessário se DECLARAR (isto é,

falar com a própria boca) para as coisas acontecerem. Aliás, Deus não criou NADA só no pen-

samento, sem declarar, basta ler Gênesis onde verá que Ele falou várias vezes: Faça-se isto,

faça-se aquilo, etc. Para criar cada coisa a partir do nada.

Da mesma forma Jesus FALAVA quando lhe pediam uma cura: Seja feito desta

ou daquela forma. Outro “segredo” de Jesus era só DIZER ou FAZER as coisas, quando OU-

VIA o Pai lhe mandando FAZER ou DIZER aquilo! Por isso NUNCA deixou de acontecer o

que Jesus ORDENOU. Muitas vezes decretamos algo, apenas porque queremos agradar a nós

mesmos ou uma pessoa, aí, coisa pode não acontecer!

Jesus disse: “Eu faço o que vejo meu Pai fazer”!

“Jesus é o autor e consumador da fé” (Hebreus 12: 2), só quando ELE nos fala

pessoalmente, ordenando fazermos algo, se fizermos aquilo: ACONTECERÁ.

Não acontecerá só porque lemos na Palavra ou porque alguém de grande fé ou

unção nos ordenou! Tem de ser o próprio Jesus nos falando, para a coisa acontecer imediata-

mente. Ele é a Cabeça do Seu Corpo: que é a Igreja. Ele é quem determina o que DEVE e o

que NÃO DEVE acontecer, em cada instante. Ele, também, pode usar uma pessoa para nos e-

xortar em algo, neste caso a pessoa estará falando profeticamente, isto é, com a autoridade

d‟Ele. Só tenhamos cuidado de examinar bem o profeta. Tem muita gente dando profetadas e

enganando os tolos.

Várias vezes oramos e a coisa não acontece, apesar de cremos que Jesus nos

mandou determiná-la, por ainda NÃO ser hora de acontecer. Se Jesus manda você determina

uma cura e ela não acontece na hora, não significa que não foi ouvido por Deus, é questão de

tempo, Deus irá fazer o que diz em sua Palavra, no Tempo que achar conveniente.

MARANATA!

Capítulo 507

LIVRAMENTOS

Depois da experiência que passei junto com minha família naquele assalto relata-

do no capítulo 492, do Apóstolo 4. Fiquei a meditar nas inúmeras vezes que o inimigo tentou

tirar-me a vida e foi impedido pelo Senhor, mesmo quando eu ainda sequer era cristão, mas ca-

tólico, idólatra consumado!

Tudo isto só vem reforçar cada vez mais, minha crença absoluta na predestinação

bíblica, que muitos teólogos abominam.

Puxando da memória, alguns fatos me vieram à mente. Desde aqueles momentos

de fúria descontrolada do meu pai (onde fui protegido) a outros e outros eventos nos quais, só a

mão do Senhor pode ser a explicação para eu ainda estar aqui, hoje.

O fato mais antigo e curioso que me veio a mente foi quando ia atravessar uma

rua e, de repente, um automóvel apareceu na esquina a toda velocidade. Eu só tinha dado um

passo na rua, quando (não sei como explicar) me vi na outra calçada. Era um garoto na época,

mas, percebi algo diferente ter acontecido. Por uns tempos, já mais taludo, atribui tudo à adrena-

lina, porém, sensatamente não há adrenalina capaz de fazer aquilo!

Passei outros perigos mortais quando era piloto. Certa vez, durante umas come-

morações da Semana da Asa, me empolguei demais com as acrobacias sobre a cidade. Esqueci-

me de conferir a altura e, de repente, o prédio do IPASE (o maior daqui, na época) estava bem

na minha frente! Escapei literalmente de bandinha!

Ainda na aviação, durante uma viagem me perdi nas nuvens em um lugar monta-

nhoso e, por um milagre, um buraco se abriu no meio delas e pude ver o chão e buscar seguran-

ça. Outra, noutra viagem, sobrevoava um braço de mar quando o motor do avião começou a

falhar e comecei a perder altura. De repente, o motor segurou e subi novamente, mas, só por

alguns minutos, quando ele falhou de novo. Pousar ali seria perigosíssimo. Resolvemos tentar

chegar à pista de pouso que já víamos ao longe. Conseguimos, mas, quando o avião tocou no

solo, o motor parou de vez!

O mecânico nos contou que fora um fio do magneto que tinha se soltado. Quando

ele fazia contato, tudo ia bem, quando a vibração o afastava, o motor ameaçava parar.

Essas foram apenas algumas das vezes que me lembro, do Senhor estar me li-

vrando da morte. Deve ter tido várias outras, porque, só com intervenções do Senhor! O diabo

deve ter percebido que eu era um ELEITO, logo nas primeiras intervenções divinas e, daí por

diante deve ter feito tudo para impedir de que eu atingisse o ALVO.

Algumas enfermidades, estresses enormes, tudo isto para me abater ANTES de

eu chegar ao AUTOR e CONSUMADOR da FÉ. Porém nada do que o diabo fez adiantou! De-

pois de rodar por ínvios caminhos, finalmente, encontrei-me com o ÚNICO capaz de me garan-

tir a Verdade e a Vida: JESUS.

Vocês já passaram por isso. Lembram-se de alguma bobagem que fizeram e pela

qual quase morreram? Por que pensam que estão vivos? Nunca pararam para pensar a respeito?

Seria bom que fizessem.

Fico observando as tremendas bobagens que muitos jovens fazem, hoje em dia,

se expondo abertamente à morte e tremo. São loucuras no trânsito, experimentos com drogas,

esportes radicais, artes marciais, coisas totalmente “sem futuro”. Sabe, tudo isso assusta! E ain-

da tem gente como eu que, no final, escapará milagrosamente com vida.

Quando penso que por alguma (ou sem nenhuma) razão qualquer, Ele me esco-

lheu do meio de tantos milhões de pessoas (muitas capacitadas e ilustres!) me arrepio. Imagino

o que seria de mim, uma caixa de defeitos se não fosse Ele! Olho para outras pessoas que pare-

cem não terem sido beneficiadas com a ESCOLHA divina e esfrio: “ - Meu Deus, que será de-

las? Depois de uma vida difícil e cheia de problemas aqui, o inferno eterno!”...

Neste ponto, tenho de parar. Não posso discutir a Justiça divina, nem posso por

dúvidas em que Deus é AMOR. Tenho que me firmar na fé e não olhar para os lados caiam mil

a minha direita, dez mil a minha esquerda, para não ser abalado.

“Mas o meu justo viverá por fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer

nele” , (Hebreus 10: 38) é o único que tenho de manter em mente, a respeito. E, longe de mim,

querer causar o menor dos desprazeres ao Senhor.

MARANATA!

Capítulo 508

TATUAGENS - “TATOOS”

Mais um irmão me perguntou se é pecado uma pessoa se tatuar e colocar “pier-

cings”. Desta vez não consegui encontrar o versículo bíblico que mostra Deus ser contra tais

práticas, mas, o próprio irmão o achou depois e mo entregou: Levíticos 19: 28, que diz:

“Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo im-

primireis qualquer marca. Eu sou o Senhor”.

Esta ordem divina por si só, já diz tudo. Deus é CONTRA tais práticas. Mas mui-

tos se perguntam se ela não é antiquada e sem propósitos hoje. Já isto. merece explicação.

Quando Deus diz algo, Ele diz aquilo vendo o passado, o presente e o futuro, ou

seja sabe, exatamente, onde aquela transgressão pode levar um teimoso. Deus não OBRIGA

ninguém a Lhe obedecer. Ele fez o homem livre e o quer livre, obedecendo-Lhe por FÉ e A-

MOR tanto que em João 8: 32, nos mostra esta sua disposição:

“Conhecereis a Verdade e a Verdade vos Libertará.”

Jesus foi enviado como nosso SALVADOR, isto é, aquele que nos LIBERTA do

que é ruim e nos escraviza. Precisa falar mais a respeito?

As pessoas (muitos irmãos entre elas) acham que a moda escapou da visão divi-

na e começam a fazer aquilo que o Senhor ordenou não praticarmos, pensando que se sairão

bem. Não é Deus quem castiga. É o demônio! O demônio é quem gosta de desdizer o que Deus

diz e se nos obrigar a fazer o contrário do que Ele nos ordena, para ter direito legal de nos ata-

car!

Veja no caso de Adão e Eva. Só porque comeram do fruto da árvore do conheci-

mento do Bem e do Mal trouxeram desgraça não só para eles, como para todo gênero humano!

E era apenas uma frutazinha de aspecto delicioso: pessoal!

Para ver, na prática, como tatuagens e “piercings” não é saudável basta olhar a-

queles que amam tais adereços: homens violentos, assassinos, ladrões, membros de gangues,

prostitutas, amantes da morte, das sombras, do oculto. Se acha que tais pessoas irão ser felizes e

terão finais felizes, siga-as. Prefiro seguir o Senhor.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coi-

sas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1ª Corintos 6: 12).

Muitos irmãos andam com camisas com inscrições em línguas estrangeiras que

nem sabem o que significam, mas, o diabo sabe! Já vi irmãos com camisas estampadas com

palavras como: ASSASSINO, MORTE, etc., e irmãs com camisas onde convidavam as pessoas

a lhes apalparem! O diabo vê tudo e tem direito de atacar tais pessoas, pois, elas lhe deram tal

direito!

Assim, mesmo SE você tatuar um versículo bíblico em seu corpo, estará indo

CONTRA o que Deus ordenou e P-E-C-A-N-D-O!

Antes de tomarmos certas decisões o melhor é examinar bem aonde elas podem

nos levar, para não terminarmos enlaçados nas redes do passarinheiro. Porque o diabo está sem-

pre dizendo que Deus é mentiroso, fora de moda, só quer nos tirar os prazeres de viver; quando,

na verdade, Deus é AMOR e VIDA e só quer que tenhamos vida longa, com ALEGRIA e SA-

ÚDE!

Sem saúde ninguém pode ter alegria. E a prova que Deus nos quer saudáveis é

que deu aos participantes de Sua Igreja (entre outros) os DONS DE CURAR (1ª Corintos 12)

para consertarem as conseqüências de eventuais erros que cometamos.

Cometemos muitos erros por falta de entendimento da Palavra de Deus e o Se-

nhor declara isso, ao dizer:

“Portanto o meu povo é levado cativo, por falta de entendimento; e os seus no-

bres estão morrendo de fome, e a sua multidão está seca de sede” (Isaías 5: 13).

A tatuagem do corpo vem no desejo dos irmãos de serem agradáveis ao mundo,

esquecendo-se de que: “o mundo jaz no maligno” e toda e qualquer concessão feita a seus cos-

tumes, levam inevitavelmente à: morte. Não de uma vez, claro, mas, o diabo vai empurrando a

pessoa de um pecadinho a outro, até que, somada a quantia certa, possa cobrar no Tribunal Es-

piritual castigo mais bravo para o desobediente. O diabo não dorme em serviço e de grão em

grão, enche o papo.

Prevenir é SEMPRE melhor que remediar, já diz o ditado.

MARANATA!

Capítulo 509

MEU POVO PERECE

O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto

rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim;

visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”, Oséias 4:

6, lastima o Senhor.

Ontem tive mais uma prova desta declaração ao tentar ajudar uma irmã que re-

correu a mim, na internet. Começou a conversa me perguntando SE adultério poderia trazer

problemas para uma família. Achei a pergunta tão sem sentido que lhe respondi com outra:

- Em outras palavras, você quer saber se um pecado pode trazer problemas para

você? Ora já sabe a resposta não preciso responder isso.

Então lhe perguntei SE ela era batizada com o Espírito Santo. Informou-me que

sim e emendou com a seguinte declaração:

- Não sei mais o que fazer com meu filho, ele tem 13 anos, mas, diz que não gos-

ta de Deus, nem de Jesus, nem da igreja, nem dos irmãos. Tento tudo, mas ele não muda!

Perguntei-lhe, então, desconfiado, quais dons do Espírito já tinham fluído de sua

pessoa.

- O que é isso? – respondeu-me.

Disse-lhe:

- Ora, se é batizada com o Espírito Santo pelo menos um dos dons do Espírito

(1ª Corintos capítulos: 12, 13 e 14) já deve ter fluido de sua pessoa! Qual sua igreja?

Respondeu-me o que eu já desconfiava, era de uma denominação fria que se

considera TRADICIONAL.

Para as pessoas que se deixam levar por esta palavra: tradicional, vamos exami-

nar o que significa: TRADICIONAL: significa algo ou alguém que segue uma TRADIÇÃO.

No tocante aos cristãos deveria ser a de quem seguisse o Evangelho pregado por Jesus e os A-

póstolos; o seguirem como Ele ensinou claro!

“Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anáte-

ma. Pois busco, agora, o favor dos homens, ou o favor de Deus? ou procuro agradar aos ho-

mens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo”, Gálatas 1: 9-10.

Aqueles que são VERDADEIRAMENTE tradicionais no Evangelho devem se-

guir exatamente as tradições de Jesus e dos Apóstolos (que foram os iniciadores do Evangelho

na Terra) daí, tais pessoas, obrigatoriamente, deveriam para começar, dar os SINAIS de sua

fé, assim como Jesus e os Apóstolos davam, conforme diz Marcos 16: 17-18:

Quando alguém NÃO dá nenhum daqueles sinais, mostra não ser TRADICIO-

NAL com o Evangelho, mas sim, com o mundo; PORQUE o mundo também NÃO dá aqueles

sinais e, além disso, adora religiosidade!

Bem, tudo isto explicado, insisti com àquela mãe que ela precisava do PODER

DE DEUS (o qual nos vem com o batismo com o Espírito Santo) para desamarrar seu filho do

poder das trevas. Aí, retrucou um tanto ou quanto irritada:

- Como você pode dizer isso do meu filho se nem o conhece! – nisto mostrando

tremenda incapacidade de entender algo espiritual o que muito me entristeceu.

Respondi-lhe:

- Olhe, vejo que, até agora, não se tocou de forma alguma de sua necessidade de

ser cheia com o Espírito Santo! Vamos fazer o seguinte – disse-lhe, para não alongar a história -

você vai até seu pastor e pede para ele desamarrar seu filho. SE ele conseguir isto, é porque ele

é batizado com o Espírito Santo (coisa que você precisa ser também!). Se ele não conseguir é

porque não é e você terá de tomar uma das duas iniciativas: a) procurar outro pastor que possa

lhe ajudar ou b) se encher, você mesma com o Espírito, para não depender de ninguém.

A mulher continuou a me fazer perguntas como se eu nunca lhe tivesse falado a

respeito das vantagens dela ser batizado com o Espírito Santo, tentando só arranjar um meio de

conseguir o que queria, sem MUDAR um pingo sua forma de vida. Foi quando me perguntou

SE homossexualismo era doença ou pecado.

- Está escrito na Palavra que Deus só criou HOMEM e MULHER, nenhum outro

sexo!

Ela começou a fazer outras perguntas e, neste ponto, repreendi-a e suspendi nos-

so contato.

No mesmo dia recebi um e-mail de outra senhora pedindo orações por uma filha,

que mora na Alemanha e que estava, também, tendo problemas com um filho! Esta senhora, há

anos, aceitara Jesus em minha casa e recebeu o batismo com o Espírito Santo; mas, como dá

para se ver, não se preocupou em levar seu filho a Jesus, enquanto pirralho.

Eis, aí, algo bastante comum: um pai ou uma mãe aceitarem Jesus e até recebe-

rem o batismo com o Espírito Santo, mas, não se preocuparem em estender esta bênção para a

família! É como se descobrissem uma sorveteria onde tomassem um sorvete maravilhoso de

graça e, NUNCA (nunca mesmo!) contassem aos familiares da existência daquela sorveteria!

Tenho certeza que nenhum apreciador de sorvetes faria isso, mas aqueles pais fazem mais que

isso e dizem que AMAM seus familiares, imaginem!

Só quando os problemas começam estourar, começam a se mexer: pedindo ajuda!

Mas. com os filhos já velhos ou adolescentes rebeldes, fica muito mais difícil e demorado fazê-

los aceitar o Caminho da Verdade e da Vida!

Certamente, só posso repetir: “ - É uma VERGONHA!”

MARANATA!

Capítulo 510

O PAI NOSSO

Muita gente boa reza o Pai Nosso porque: “foi a oração que Jesus ensinou” e es-

pera ser ouvida por isso. Os católicos até têm o mau hábito de a repetirem, tantas e tantas vezes

(misturada com várias “ave-marias” e “salve-rainhas” em seus terços) para conseguirem algo,

no que cometem a maior das asneiras, pois, o próprio Jesus avisou, em Mateus 6: 7-8:

“E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que

pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o

que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes”.

O Pai Nosso não é uma reza, mas, uma receita com TODOS os ingredientes ne-

cessários, para se fazer uma ORAÇÃO CORRETA; portanto, vamos estudá-lo aqui, pormenori-

zadamente.

“Pai Nosso”: significa esta ser uma oração para os Filhos de Deus! Quem ainda

não NASCEU DE NOVO, não foi BATIZADO COM O ESPÍRITO SANTO, não é Filho de

Deus, como fazê-la? Resposta: antes precisa NASCER DE NOVO.

“que estás nos céus”. Significa que não devemos procurar Deus em algo materi-

al: como figuras, imagens ou pessoas terrenas. Ele é Espírito e está no céu.

“Santificado seja o vosso Nome”: significa que não devemos misturar o Nome

de Deus Jesus) com o de mais ninguém. Em outras palavras, será só o Pai, o Filho: Jesus e o

Espírito Santo, que na verdade são UMA PESSOA, a quem devemos recorrer. Lembrando-nos

de que, depois do Sacrifício de Jesus por nós, Ele se tornou nosso ÚNICO MEDIADOR para

alcançarmos o Pai; e, ao subir aos céus, nos deixou o Espírito Santo como Seu representante!

Outra coisa, a palavra SANTO deve ser bem compreendida. Santo não é aquilo

que um papa considera santo! Aqueles “santos católicos”, na maioria, foram apenas pessoas que

trabalharam pelo catolicismo e seus pontos de vistas, na maioria errados! Também, muitos dos

santos que os católicos festejam NUNCA conheceram o catolicismo, como: Pedro, por exemplo

(a quem consideram o primeiro papa) Maria, Paulo, etc.! Na verdade, o catolicismo nasceu 273

anos depois da morte do último Apóstolo. Nenhum dos Apóstolos conheceu o catolicismo. O

primeiro papa foi Constantino, imperador romano e criador do catolicismo.

Santo(a) biblicamente, é a pessoa ou coisa que Deus separa para si. Portanto,

santo significa SEPARADO PARA ou SEPARADO POR Deus! Assim, até um pedaço de pau

pode ser santo SE Deus o separar para si. Israel é terra Santa! Os Filhos de Deus, os nascidos de

novo, são SANTOS, sacerdotes santos do Senhor. Que isto fique bem entendido.

“Venha a nós o teu Reino” : não significa recebermos TUDO que desejarmos,

mas, que as Leis de Deus venham a reinar em nossa vida com plenitude.

“Seja feita a Tua vontade assim na Terra como nos céus” : significa desejar-

mos que a vontade de Deus seja feita livremente em nós (na terra) como acontece no céu: sem

oposição alguma! Isto porque, Deus deu a terra ao homem, o homem a entregou ao diabo e a

vontade de Deus é que os Filhos d‟Ele retomem a Terra das mãos do diabo e a recoloquem nas

mãos d‟Ele. Enquanto os Filhos de Deus não tomarem posse de toda a terra, a vontade de Deus

para os homens só pode ser estabelecida, aqui e ali, em algumas ocasiões. Por isto o mundo é

esse desastre.

“O pão nosso de cada dia nos dai hoje”: significa que não devemos pedir a

Deus as coisas para o amanhã, a próxima semana, o próximo mês ou ano. Basta pedir o de que

necessitamos (casa, comida, roupas, transportes, socorros, estudo) tudo necessário para o dia

que estamos vivendo.

“Perdoai as nossas ofensas - assim como - nós perdoamos aos nossos ofenso-

res”: significa que queremos que Deus faça a respeito de nossos pecados contra Ele, assim co-

mo nós fazemos com as pessoas que nos ofenderam. Portanto, pense, SE uma pessoa nos mago-

ou profundamente, a ponto de termos pensado em NUNCA MAIS VÊ-LA em nossa frente, fi-

camos cegos de ÓDIO e Deus diz que:

“Todo aquele que ODEIA seu irmão é homicida(1ª João 3: 15).

Neste caso se é assim que você “PERDOA” aquela pessoa, matando-a; estará

pedindo a Deus que, assim como você fez com ela, Ele faça com você! Cuidado com o que fala,

confesse seus ódios ANTES de se aproximar de Deus.

“Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do maligno”: é um pedido

de proteção contra as forças espirituais do mal, que povoam a terra. Mas, não adianta você orar

isto, se enche sua vida com coisas que Deus considera malignas, como: ídolos, objetos de sorte,

talismãs, orações de contatos com mortos, adivinhos, espíritas, rosários, mestres religiosos ou

outros mediadores entre você e Deus ou se, você se assenta em lugares onde reinam tais coisas!

“Porque teu é o Poder e o Reino e a Glória para sempre”, é a expressão de se

crer em que Deus reinará sobre TUDO e TODOS na terra.

No mais, não adianta trocar palavras para tentar escapar dos castigos, como tro-

car venerar por adorar, por exemplo! Abram os olhos e VIVAM. Continuem com eles fechados

e sofram.

MARANATA!

Capítulo 511

CONSAGRAÇÃO

Outro dia um irmão deu testemunho de como o Senhor o tinha ajudado com os

negócios da firma que tinha montado. Foi muito bonito, mas, ao lhe perguntar se tinha CON-

SAGRADO aquele negócio ao Senhor, me olhou admirado e respondeu que não.

É comum os irmãos se esquecerem de consagrar seus bens ao Senhor e isto pode

lhes trazer sérios problemas, porque todos os bens vêm do mundo e alguns, até pertencem ao

diabo que procura infiltrar objetos imundos nos lares, com o propósito de ter um pé dentro das

casas das pessoas.

Tudo que nós temos ou somos devemos CONSAGRAR ao Senhor e isto não é

algo que só um pastor ou autoridade religiosa “superior” possa fazer, pelo contrário, deveria ser

feito costumeiramente por todo nascido de novo! Aqui vai a única exigência para isso: a pessoa

para consagrar algo, ter de ser batizada com o Espírito Santo; porque só uma pessoa nascida de

novo, consagrada por Deus, tem a Unção do Alto com a qual, poderá consagrar qualquer coisa

a Deus.

O primeiro que devemos consagrar é um tantinho de azeite (de preferência de o-

liva, mas, na falta, qualquer um serve). Para fazer isto é só o nascido de novo colocar as mãos

sobre aquele frasquinho com azeite e orar em línguas, na intenção de que o mesmo seja consa-

grado. Este azeite poderá ser usado posteriormente, para: ungir enfermos, consagrar objetos,

pessoas, etc.

Como se consagra uma casa (ou uma firma)?

Unte a ponta de seu dedo com o azeite santo e passe-o nas ombreiras das portas e

janelas de entrada de sua casa ou firma. Depois, imponha as mãos sobre aquela entrada da pro-

priedade, orando em línguas estranhas. Faça isto desde a porta de entrada e vá indo pelo jardim

e por cada cômodo casa; sempre fechando os olhos antes de orar por cada cômodo ou área da

casa; porque o Senhor pode querer lhe mostrar alguma coisa errada existente num destes locais.

Se Ele lhe mostrar um demônio é só expulsá-lo (falando em português) se forem objetos amal-

diçoados (ídolos, figuras religiosas, terços, figas, pedras, escapulários, bolas de cristal, tarô,

tábuas de ojira, livros sobre ocultismos, bruxarias, espiritualismo e religiões, etc.) junte tudo

num saco e, depois, de preferência queime, também, pode reduz a pedaços e jogar no mar ou no

lixo.

Quando fizer qualquer compra no mercado, ore em línguas com as mãos estendi-

das sobre a mesma, para consagrá-la ao Senhor, antes de entrar em casa com ela. Todas as

compras do supermercado devem ser consagradas antes de entrarem em casa. Qualquer coisa ou

objeto que adquirir DEVE consagrar ao Senhor, para que se torne uma bênção e não um pro-

blema em sua vida.

Outro dia orava por uma irmã muitíssimo usada pelo Senhor, quando Ele resol-

veu tirar algumas coisas ruins que nos atrapalhavam. O Senhor fez o trabalho em mim e me

mandou colocar o polegar na testa da irmã. Fiz isso e, mentalmente, vi meu dedo ficar podre.

Depois, Ele me mostrou um compasso daqueles que existem nas frentes das lojas maçônicas.

A irmã não conhecia nenhum maçom, disse-me! Então, vi um túmulo e ela se

lembrou de algo. Quando criança, com uns oito anos, esteve às portas da morte. A mãe dela

chamou um padre para batizá-la (para ela não morrer pagã, conforme a crença católica) e ela

ficou curada. E o seu padrinho de batismo foi um tio maçom!

Estava tudo explicado. Esta estória, bastante forte ficara na mente dela em forma

de fé em que a oração daquele padre com o maçom a tinha curado. Isto estava atrapalhando sua

vida espiritual de alguma forma; portanto, teve de renegar a tal crença para ficar consagrada só

ao Senhor. Vê como uma consagração pode ir longe?

Muitas vezes o Senhor irá lhe dizer que NÃO admite você ficar com este ou a-

quele objeto, sem lhe dar maiores explicações a respeito. É que os tais já devem ter sido consa-

grados antes ao diabo, pelos vendedores!

Não importa o valor monetário, sentimental, artístico, religioso dos mesmos. Se

ficar com eles será por sua conta e risco, e isto mostrará, claramente, que você os está ADO-

RANDO; por preferir os mesmos, a obedecer ao Senhor! Destarte, o Senhor não irá abençoar

você nem sua casa, conforme diz em Deuteronômios 7: 26:

“Não meterás, pois, uma abominação em tua casa, para que não sejas anátema,

semelhante a ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, pois é anátema.

Espero que estas instruções possam vir a serem bênçãos nas vidas dos amados

leitores, e que a Paz do Senhor esteja com todos.

MARANATA!

Capítulo 512

PROFETAS

Se há uma missão, não tão agradável ao missionário quanto as de: curas, expul-

sões, revelações, etc. é a de: profeta! Eis missão solitária que, geralmente, só atrai inimizades.

Outro dia cheguei numa sala e vi uma evangélica pregando a Palavra para uma pessoa. Pregava

com extremos cuidados para não ferir a mesma de forma que, no final, a idéia que passou foi a

de que tivesse aprovado os erros da ouvinte! Não me contive e intervim no assunto.

- Não é assim, irmã! Esta mulher está salva; isto sabemos porque ela confessou

Jesus como seu Senhor e professa claramente acreditar n‟Ele estar vivo. Mas, para se ter vitórias

na terra e se ser feliz aqui é preciso andar no Caminho da Verdade e da Vida! E tal coisa ela já

demonstrou várias vezes não estar fazendo, principalmente, ao dizer que não precisa ler a Bí-

blia!

Aquela mulher, velha conhecida, ao ouvir o que eu disse exaltou-se e replicou di-

zendo que já tinha idade para saber o que era certo e errado; portanto, bastava-lhe praticar o

certo, nada mais.

Praticar o que você ACHA certo, pode não ser andar conforme o CERTO de

Deus! Quem não lê a Bíblia jamais irá conseguir andar no Caminho da Verdade e da Vida e

estará palmilhando o caminho da mentira e da morte, mesmo que não queira, porque o diabo

providenciará isso.

Depois de mais alguns alertas deixei as duas e fui conversar com outra pessoa.

Falei para esta outra como os evangélicos têm certos costumes totalmente idiotas os quais, até

me dão raiva, por exemplo, dizerem (para se eximir de dar provas de sua crença) que crente até

o diabo é. Eis afirmação idiota! Primeiro o diabo vê, fala diretamente, com Deus. Logo não pre-

cisa CRER na existência de Deus, ele SABE que Deus existe! Segundo, ele não obedece ao que

Deus diz e o demonstra fazendo sempre o CONTRÁRIO do que Deus ordena NÃO CRER em

que Deus fará o que diz.

Então um cidadão na sala, saiu-se com mais essa:

- É, mas o diabo respeita Deus! Porque ele só faz o que Deus não gosta escondi-

do dele! – isto me incomodou demais e lhe perguntei, para esclarecermos a coisa:

- E você acha que respeita alguém se fizer o que esse alguém não gosta escondi-

do da pessoa? – o cidadão respondeu que, na concepção dele a resposta era: SIM!

Felizmente não precisei falar mais nada com o mesmo porque a própria filha de-

le, uma moçoila que tudo ouvira se voltou para ele, de olhos esbugalhados, e lhe mostrou o ab-

surdo do que dissera.

Já, na internet, uma senhora que tinha o apelido de “Carinhosa” me fez vários e-

logios, pelos versículos que eu tinha exposto na sala de bate-papos. Então, lhe perguntei SE ela

já era batizada com o Espírito Santo ao que respondeu afirmativamente. Como já sou velho nis-

so, perguntei-lhe quais dons do Espírito já tinha manifestado e ela me respondeu com a velha

mutreta: o dom do Amor!

- Mas, se a senhora não é fiel em nenhum dos dons “menores” do Espírito, como

pode ser fiel justamente no maior?

Neste ponto, lhe passei alguns versículos que chamo de ESPELHO BÍBLICO pa-

ra ela se mirar neles. Aproveito e passo, agora, o mesmo ESPELHO ao leitor.

1.

Você é mesmo um irmão de Jesus ou mais um desses “crentes” que exis-

tem por aí aos montes?

2.

Vou lhe mostrar um ESPELHO BÍBLICO, mire-se nele e confira sua si-

tuação VOCÊ MESMO.

3.

Jesus disse: “ESTES SINAIS HÃO DE ACOMPANHAR OS CREREM:

FALARÃO NOVAS LÍNGUAS, EM MEU NOME EXPULSARÃO DEMÔNIOS, SE IMPU-

SEREM AS MÃOS SOBRE OS ENFERMOS ELES SERÃO CURADOS, ETC” (Marcos 16:

15).

4.

“MEU IRMÃO, IRMÃ E MÃE SÃO OS QUE OUVEM A PALAVRA

DE DEUS E A PRATICAM” (Mateus 12: 50.)

5.

“O JESUS DE HOJE É O MESMO DE ONTEM E O SERÁ PARA

SEMPRE” (Hebreus 13: ).

6.

“SÓ HÁ UM EVANGELHO, O QUE EXISTE SÃO PESSOAS QUE-

RENDO PERTURBAR O EVANGELHO DE CRISTO” (Gálatas 1: 7).

Neste ponto todo o amor daquela mulher foi pro brejo e me perguntou, irada, por

que eu a estava JULGANDO daquela forma, justo ela, que tinha mais de 40 anos de Evangelho.

Respondi-lhe que nem sequer a conhecia para julgá-la e pedi-lhe para me dizer quais daqueles

versículos a tinham JULGADO. Profundo silêncio foi a resposta.

Ainda, voltando àquela mesma sala do começo deste artigo, falava para outra ir-

mã que alegava não suportar mais tanto farisaísmo e disse-lhe que me minha esposa até ria,

quando eu desligava certa rádio evangélica, quando transmitiam umas idiotices que inventaram,

as quais, não têm o menor respaldo bíblico. Desligo, assim que dizem: “O profeta velho faz isso

ou aquilo errado, o servo de Deus, só faz o certo. O discípulo faz isso ou aquilo, o seguidor só

faz o certo”

Tais alegações não são bíblicas! Ou será bíblico que: Elias, Isaías, Moisés, Jere-

mias (grandes profetas com registro bíblico) todos velhos, eram errados? Duvido que os que

pregam aquelas baboseiras, façam a metade do que eles fizeram. Dá um tempo, meu!

MARANATA!

Capítulo 513

Capítulo 514

Milagres?

Já soube e vi com meus próprios olhos, o produto da oração de certo pastor, que

resultava em inúmeras obturações com ouro. Outro dia, outro pastor transformou centenas de

bijuterias em ouro, inclusive com um sinal específico de as presilhas das mesmas serem trans-

formadas em prata, para mostrar que o Senhor era quem tinha feito aquilo.

Este último pastor, também, falou que iria orar pela quebra de maldições nas vi-

das dor irmãos e que, inúmeros deles iriam vomitar estas maldições, o que aconteceu (isto não

vi, disseram-me) uma amiga da irmã que me contou o fato vomitou abundante sangue.

A princípio acreditei em tudo aquilo provir de Deus, porém, depois, pensando

melhor a respeito comecei a ter algumas dúvidas. Juntei isto a dois fatos que presenciei e dos

quais sou testemunha ocular.

Primeiro, uma irmã teve um dente molar obturado (pretensamente por Jesus) com