O Mahabharata 02-Sabha Parva por Krishna Dvapayana Vyasa - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

SABHA PARVA

Traduzido para a Prosa Inglesa do Texto Sânscrito Original

por

Kisari Mohan Ganguli

[1883-1896]

AVISO DE ATRIBUIÇÃO

Escaneado em sacred-texts.com, 2004. Verificado por John Bruno Hare,

Outubro 2004. Este texto é de domínio público. Estes arquivos podem ser usados

para qualquer propósito não comercial, desde que este aviso de atribuição seja

mantido intacto.

Traduzido para o Português por Eleonora Meier.

1

Capítulo

Conteúdo

Página

Maya pedido para construir um palácio em retribuição pelo salvamento do

1

fogo.

5

2

Krishna deixa os Pandavas.

6

3

Maya constrói o palácio.

7

4

Yudhishthira entra no palácio.

9

5

Narada questiona Yudhishthira sobre as ações/deveres de um rei.

11

6

Yudhishthira pergunta sobre salões de reunião celestes.

18

7

Pushkaramalini (Mansão de reuniões de Indra).

19

8

Casa de reuniões de Yama.

20

9

Casa de reuniões de Varuna.

22

10

Casa de reuniões de Kuvera.

23

11

Sabha de Brahma.

25

Atos de Harischandra levam-no para a mansão de Sakra. Yudhishthira ouve

12

sobre o sacrifício Rajasurya.

27

13

Yudhishthira consulta sobre o sacrifício. Ele questiona Krishna.

29

14

Krishna o adverte do poder de Jarasandha.

32

15

Eles discutem atacar Jarasandha.

35

16

Arjuna fala – opinião é lutar.

36

17

Krishna relata nascimento do filho do rei Vrihadratha.

37

18

História.

40

19

Jarasandha obtém o trono.

41

20

Krishna, Arjuna e Bhima partem para lutar com Jarasandha.

42

21

Entram na cidade. Derrubam um topo. São recebidos no palácio.

44

22

Encontro com Jarasandha. Resolvem lutar.

46

23

Luta começa. Jarasandha se cansa no 14º dia.

48

Jarasandha é morto. Reis aprisionados são libertados. Presentes feitos para

24

Yudhishthira.

50

25

Pandavas partem para subjugar o mundo – Norte, Sul, Leste e Oeste.

53

26

Arjuna vai para o Norte.

54

27

Arjuna.

55

28

Bhima vai para o Leste.

56

29

Bhima.

57

30

Sahadeva no Sul. Rei Nila e Agni cessam uma luta.

58

31

Nakula no Oeste.

62

32

Yudhishthira começa o sacrifício.

63

33

Reis chegam, incluindo Dhritarashtra e Duryodhana.

66

34

Tributos trazidos.

67

Narada está consciente da verdadeira posição de Krishna e deuses

35

encarnados.

68

36

Sisupala, rei de Chedi, fala contra oferta do Arghya para Krishna.

70

37

Yudhishthira e Bhishma falam para Sisupala.

71

38

Sisupala incita os monarcas a interromper o sacrifício.

73

39

Yudhishthira consulta Bhishma.

74

40

Sisupala critica Bhishma.

75

2

41

Bhima fica zangado.

77

42

História do nascimento de Sisupala – ele zurrou como um asno.

78

Sisupala continua criticando Bhishma – compara-o com a ave Bhulinga, a

43

qual prega contra a imprudência, mas come da boca dos leões. Bhishma

desafia os reis a combaterem Krishna.

79

Krishna corta a cabeça de Sisupala com seu disco. O sacrifício termina.

44

Monarcas vão para casa exceto Duryodhana e Sakuni.

80

Vyasa fala para Yudhishthira que por 13 anos haverá presságios nas regiões

45

celestes, atmosféricas e terrestres, terminando com a queda dos Kshatriyas.

Deprime Yudhishthira que promete nunca discutir com ninguém.

84

Duryodhana volta para casa, ciumento e embaraçado (depois de cair no lago,

46

etc., iludido no palácio dos Pandavas de Maya).

85

47

Duryodhana e Sakuni tramam contra os Pandavas.

87

Dhritarashtra concorda em deixar o jogo de dados começar com os

48

Pandavas. Vidura enviado para os Pandavas.

88

49

Dhritarashtra tenda dissuadir Duryodhana.

91

50

Duryodhana descreve tributos feitos para Yudhishthira.

93

51

Idem.

95

52

Idem.

97

53

Dhritarashtra se dirige novamente a Duryodhana.

98

54

Duryodhana tenta dominar seu pai.

99

55

Dhritarashtra cede. Pandavas mandados buscar. Salão construído.

100

56

Vidura se queixa. Dhritarashtra se resigna ao destino.

101

57

Pandavas vão para Hastinapura.

102

58

Sakuni persuade Yudhishthira a jogar.

104

59

O jogo começa.

105

60

Jogo. Yudhishthira perdendo tudo.

106

61

Vidura implora para Dhritarashtra deixar Duryodhana ser morto.

108

62

Vidura falando.

109

63

Duryodhana revida.

110

64

Yudhishthira perde o restante da riqueza, Pandavas e Draupadi.

111

65

Vidura fala contra a vitória.

114

66

Draupadi arrastada para o salão.

115

Tentativa de despir Draupadi – Dharma repõe os mantos. Citação de

67

Prahlada sobre responder a pergunta de Draupadi.

119

68

Bhishma questionado por Draupadi quanto a se ela foi ganha.

123

69

Pandavas pedidos para falar. Bhima fala.

124

Discussão ulterior. Dhritarashtra oferece dois benefícios para Draupadi. Os

70

Pandavas são libertados.

126

71

Bhima está furioso.

128

72

Dhritarashtra liberta os Pandavas.

129

Conspiração para jogar novamente e exilar os Pandavas. Dhritarashtra

73

concorda desconsiderando Drona, etc.

130

74

Dhritarashtra desconsidera Gandhari.

131

3

75

Retorno ao jogo de dados e jogada pelo exílio.

132

76

Pandavas partindo, prometendo destruir os Kurus em batalha.

133

77

Partida.

136

78

Kunti lamenta.

137

79

Drona prediz grande calamidade pelos maus presságios.

139

80

Sanjaya se dirige a Dhritarashtra.

142

Índice escrito por Duncan Watson.

Traduzido por Eleonora Meier.

4