Livros de Poesia

Obras posthumas

Downloads: 283         Páginas: 77

Publicado há: 7 años

Qualificação:   Calificado: 1 veces Vote

  • 1 estrella
  • 2 estrellas
  • 3 estrellas
  • 4 estrellas
  • 5 estrellas

Autor:

       Publicidad

Descrição HTML

Aos vinte anos ingressou na Faculdade de Leis, em Coimbra, mas ao invés dos estudos tinha vida boêmia e de poeta. No ano de 1765 tornou-se professor de retórica, numa das cátedras criadas pelo Marquês de Pombal, após a expulsão dos jesuítas.[1] Seus versos continham sempre pedidos, pleiteando um cargo na secretaria de estado, até que este foi satisfeito, com a nomeação como oficial de secretaria.[1] Foi um professor durante quinze anos, mas esta vida o desagradava. Inadaptado e descontente até conseguir o posto na Secretaria dos Negócios do Reino. Obteve tudo quanto pretendeu, o que não o fez deixar de deplorar uma suposta miséria. Bom metrificador, compôs sátiras descritivas e caricatural, sonetos e odes, que reuniu em 1801 num volume chamado Obras Poéticas. Ficou na superficie, mas apreendeu bem os erros e ridículos da época. O seu cômico consistia no agravamento das proporções , hipertrofiando o exagero, que encontrava. Usavam-se, então, penteados muito altos, daí o haver Tolentino informado que lá se podiam esconder os mais variados objetos: Uma arca, um colchão e até mesmo um homem. Ridiculariza as que se enfeitavam com vistosas cabeleiras, sem melhorar o juízo; as velhas que recorriam à formosura postiça; os vadios e ociosos; os maridos que apanhavam da mulher. Disse mal dos seus professores e até das suas aulas.

SOBRE O AUTOR

Nicolau Tolentino de Almeida

Você pode estar interessado...

  • eu te entendo
    eu te entendo Poesia por Norberto Molina-Guerrero
    eu te entendo
    eu te entendo

    Downloads:
    19

    Publicado:
    Nov 2019

    Eu entendo se você me Você não pode dizer, não é possível que, se uma coisa, que se o outro... Eu entendo se você dirigir o olhar, se eu não sorrir, se, se .....

    Formatos: PDF, Epub, Kindle, TXT

  • Rabiscos de uma Alma na Natureza
    Rabiscos de uma Alma na Natureza Poesia por J.C.Narciso
    Rabiscos de uma Alma na Natureza
    Rabiscos de uma Alma na Natureza

    Downloads:
    25

    Publicado:
    Oct 2019

    Amante da Natureza, adoro observar os pequenos detalhes que Ela me oferece. Um dos meus passatempos preferidos, é registar esses momentos em fotografia. Este ...

    Formatos: PDF, Kindle, TXT

  • Eu Sou O Que Eu Sou
    Eu Sou O Que Eu Sou Poesia por Nádia Perla
    Eu Sou O Que Eu Sou
    Eu Sou O Que Eu Sou

    Downloads:
    48

    Publicado:
    Aug 2019

    Nós somos a natureza, Um só ser universal. Somos verdade, pureza... A transmutação do mal! Nós somos seres infinitos, Multidimensionais, Transparentes e boni...

    Formatos: PDF, Epub, Kindle, TXT

eBooks à Venda