Prevalências e fatores de risco associados à brucelose e à tuberculose bovinas na região de... por Ana Paula Cunha Belchior - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub para obter uma versão completa.

Banca Examinadora

Prof. Dr. ________________________________________________________

Instituição: ________________Julgamento: ____________________________

Prof. Dr. ________________________________________________________

Instituição: ________________Julgamento: ____________________________

Prof. Dr. ________________________________________________________

Instituição: ________________Julgamento: ____________________________

Prof. Dr. ________________________________________________________

Instituição: ________________Julgamento: ____________________________

Prof. Dr. ________________________________________________________

Instituição: ________________Julgamento: ____________________________

À memória da minha mãe.

AGRADECIMENTOS

A Deus, sobre todas as coisas.

A toda minha família, que é meu cerne, mas principalmente ao Gustavo.

Ao Pio, por todos os ensinamentos quando trabalhamos juntos e pelo incentivo, pelo

carinho, pelo apoio e pela paciência, desde sempre.

Ao Professor Ricardo, pela parceira ímpar, pelos ensinamentos, pelo apoio e por

toda a paciência.

Ao Seu Zé, por zelar por mim.

À Monica, pela amizade sincera, por me apoiar, acolher e convencer.

À Julia e ao Maciel, pela amizade leal.

Ao Tonico, por ser meu mestre.

Ao Eduardo, por ser meu grande companheiro nos trabalhos de campo durante o

inquérito no Escritório de Defesa Agropecuária de Mogi Mirim.

A todos os colegas de trabalho do Escritório de Defesa Agropecuária de

Guaratinguetá, especialmente à Erika, à Ana Maria, à Rosely e ao Chico.

Aos colegas que realizaram os trabalhos de campo: Affonso, Dorcelino, Marcelo,

Márcio, Rosa e Vinicius.

Aos colegas do CAD, pelo organizado trabalho de recebimento e triagem das

amostras.

Ao Heinz, pela minha seleção, pelo incentivo e pela minha transferência.

À Zélia, pelo empenho na regulamentação do processo de afastamento do serviço

oficial.

Ao Maurício, pelos trabalhos com os bancos de dados da CDA.

Aos colegas de CDA e, concomitantemente, de pós-graduação: Arianne, Marcelo,

Paola, Ricardo, Rita e Rodrigo, pela união.

Aos colegas do LEB, especialmente à Camila, pela ajuda na confecção dos mapas.

À Elza, pela revisão.

À Lilia Paulin, pela realização dos exames laboratoriais.

À Coordenadoria de Defesa Agropecuária e ao Cláudio Alvarenga, pela

oportunidade.

À Universidade de São Paulo, aos seus funcionários e a todos os professores, que

me acolheram e me ensinaram tanto.

Ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, pela parceria na realização

deste trabalho.

“Você me pede um conselho e atrevidamente eu dou o Grande Conselho: seja você

mesmo, porque ou somos nós mesmos ou não somos coisa nenhuma. E para ser si

mesmo é preciso um trabalho de mouro e uma vigilância incessante na defesa,

porque tudo conspira para que sejamos meros números, carneiros de vários

rebanhos - os rebanhos políticos, religiosos, estéticos. Há no mundo ódio à exceção

- e ser si mesmo é ser exceção. Então, nada de imitar seja lá quem for! Temos de

ser nós mesmos. Ser núcleo de cometa, não cauda. Puxar fila, não seguir! Exceder-

se, construir."

Monteiro Lobato