Sob o Céu do Paraíso por Nicole Monet - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Amber ouve as batidas na porta e, ao abri-la, estremece diante de Joe

Morrow. Jamais imaginara vê-lo ali, prestes a invadir seu reduto de solidão.

Tomada de ansiedade, hesita em convidá-lo a entrar, mas Joe, que nunca fora

de se prender a formalidades, toma-a nos braços, resoluto.

De repente, a paixão e a aura de sensualidade que sempre os cercou volta

a envolvê-los. Amber sente-se naufragar num mar de desejo. Que bom seria

abandonar- se às carícias ardentes de Joe... Que bom seria se seu passado não

representasse um risco tão grande para ele!

Digitalização: Simone Ribeiro

index-2_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Revisão: Vaneska Veiga

TWILIGHT OVER EDEN

© 1989 Noelle Berry McCue

Originalmente publicado pela Silhouette Books,

Divisão da Harlequin Enterprises Limited

SOB O CÉU DO PARAÍSO

© 1990 para a língua portuguesa

EDITORA NOVA CULTURAL LTDA.

Todos os direitos reservados, inclusive o direito de

reprodução total ou parcial, sob qualquer forma.

Esta edição é publicada através de contrato com a

Harlequin Enterprises Limited, Toronto, Canadá.

Silhouette, Silhouette Desire e o colofao são marcas

registradas da Harlequin Enterprises B.V.

Tradução: César Augusto Martino

NOVA CULTURAL: Av. Brig. Faria Lima 2000

3° andar - CEP 01452 - São Paulo - SP Brasil

Caixa Postal 2372

Esta obra foi composta na Editora Nova Cult

Impressa na Artes Gráficas Parâmetro Lida

Projeto Revisoras

2

index-3_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

CAPÍTULO I

Joseph Morrow tinha um sorriso nos lábios quando entrou no luxuoso

saguão do hotel de Reno onde estava hospedado. Sua mão estava apoiada num

quadril feminino de curvas suaves. Fazia muito tempo que não aparecia em pú-

blico com uma mulher e, embora achasse o perfume dela doce demais, tentou

ignorá-lo.

Seus dedos deslizaram sobre a calça que envolvia o corpo da jovem como

uma segunda pele, lutando contra o desagrado provocado pelo perfume de Sally

e procurando convencer-se de que isso não era importante; afinal, tratava-se de

uma companheira agradável, e ele estava disposto a divertir-se.

Por um instante sentiu-se confuso quanto ao nome da moça. Ele franziu a

testa; não devia ter tomado aquele segundo uísque duplo. Porém a bebida

descera suave enquanto conversava com a cativante Sally. Ou seria Suzie?

Droga!

Como estava quente ali! Joe balançou a cabeça tentando clarear as idéias e

respirou fundo. Por um momento o salão parou de girar, apesar de a luz do

lustre enorme incomodar seus olhos.

O andar de Joe tornou-se mais firme ao cruzar o saguão na direção dos

elevadores; o exercício clareou-lhe a mente afetada pelo álcool, pelo menos o

bastante para fazê-lo lembrar-se de como conhecera a mulher que caminhava a

seu lado. Chamava-se Stella, recordou com alívio, e o servira no restaurante

onde ele estivera matando o tempo.

À medida que os minutos passavam, o sorriso dela ficava mais convidativo

e suas maneiras por demais provocantes.

Projeto Revisoras

3

index-4_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Joe sabia que atraía as mulheres. Elas pareciam gostar de seus cabelos e

olhos negros, do corpo esbelto e porte atlético.

Ele, no entanto, não dava importância à aparência, um hábito que

mantinha desde criança. Sorriu, então, revivendo o passado. Passara a maior

parte da infância brigando com quem o chamasse de "bonitinho", até com os

irmãos mais novos, que não haviam herdado os bonitos traços da mãe italiana.

O sorriso deu lugar a uma expressão séria. O passado trouxera de volta

uma já conhecida sensação de isolamento. Por muito tempo negligenciara a

família, e, quando a mulher que amava o deixou, Joe se afastou do resto do

mundo. Seu irmão Adam, que perdera a filha por doença, tinha chegado perto

de entender a fria e dolorosa solidão de Joe. Mas nem Adam fora capaz de evitar

a amargura que envolvera o irmão depois do afastamento de Amber. Joe ficou

tenso com o eco daquele nome em sua mente, ao mesmo tempo uma prece e

uma maldição. Rezava para que nunca mais fosse enganado daquela maneira

por outra mulher e amaldiçoava o dia em que se tornara cativo de um par de

olhos verde-esmeralda.

Ele não se importava com nada, exceto a profissão. Contudo, a obsessão

pela carreira havia sido sua ruína no Departamento de Polícia de Los Angeles.

Trabalhar disfarçado nas ruas para retirar o lixo humano que infestava a cidade

dera a sua vida um novo propósito, mas ele acabara se envolvendo demais em

missões perigosas, e isso o deixou em evidência para seus superiores, de uma

forma que não tinha imaginado.

Joe rangeu os dentes diante da lembrança. Recusara uma promoção que o

teria colocado atrás de uma mesa para sempre. Seus superiores, então,

sugeriram que ele tirasse uma licença de dois meses e reconsiderasse a

proposta. Mas Joe não queria ficar longe da ação; se havia se tornado rigoroso

Projeto Revisoras

4

index-5_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

ao longo dos últimos anos, era porque desejava ser um policial cada vez melhor.

Infelizmente, seus superiores não partilhavam do mesmo ponto de vista.

Joe nem discutira a licença que lhe fora imposta. Por mais que ele

detestasse admitir, estava física e mentalmente exausto e sabia que, em seu

ramo de trabalho, aquele tipo de fadiga poderia levá-lo à morte. Decidira,

portanto, passar algum tempo em Nevada, apreciando mulheres, vinho e boa

música.

Suspirou, olhando ao redor com indiferença. Tudo parecia perfeito: ele

estava em Reno, bebera o bastante para ficar zonzo, podia ouvir um rock suave

a distância e tinha uma mulher atraente a seu lado. O único problema era que

nada daquilo lhe importava.

Adam insistira para que aceitasse a chave de sua cabana de férias em

Coloma, perto de Reno, pois não poderia usá-la até o nascimento do filho.

Lembrou-se com inveja do irmão, mas evitou pensar no assunto. Olhou

para o cabelo exageradamente loiro de Stella. Era tingido; porém, não se

importou. Loira ou morena, qual a diferença?

— Ei, isso dói!

O tom de reprovação na voz de Stella o trouxe de volta à realidade. Joe

levou um momento para assimilar o protesto e outro para perceber que

apertava com força o quadril da moça. Fitando-a em seguida com uma

expressão de arrependimento, deslizou a mão para a cintura.

— Desculpe, doçura. Eu estava a quilômetros daqui.

— Isso não é nada lisonjeiro.

Projeto Revisoras

5

index-6_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Joe não tinha disposição para alimentar o ego ferido da companheira;

decidiu, no entanto, mudar de assunto. Virou-se para ela com um ar

entusiasmado e disse:

— A noite ainda é jovem, beleza. Que tal tentar a sorte?

Os olhos da moça brilharam ante a expectativa de ir ao cassino do hotel;

era sinal de que tudo estava perdoado. Imediatamente os dois se viram

envolvidos pelo movimento quase frenético das pessoas ao redor.

Pela primeira vez Joe reparou como o ar estava viciado e artificial e como a

iluminação forte incomodava sua vista. Mas era o barulho que o irritava mais.

Sinos tocando, moedas caindo em bandejas de metal, o murmúrio de vozes, os

gritos eufóricos e risos quase histéricos. Ele se perguntou o que fazia ali, quando

podia desfrutar a paz e tranqüilidade da cabana de Adam.

Stella parou diante de um caça-níqueis e virou-se para roçar o ombro no

peito dele.

— Que tal, querido?

Ao ouvir aquela palavra carinhosa, Joe forçou uma expressão neutra. Sua

nuca começava a doer, o presságio de uma enxaqueca violenta, das que o

atormentavam havia meses.

Ele trocou o dinheiro com uma funcionária do cassino que passava e

entregou as moedas para Stella.

Enquanto a moça jogava, Joe deu um passo para trás, recusando-se a ceder

à súbita sensação de cansaço que o invadia. Olhava para o movimento do

cassino com uma falta de interesse frustrante. Observou, então, a roleta a

alguns metros de onde estava. Sua mente também girava, mas sem propósito

ou direção.

Projeto Revisoras

6

index-7_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

A máquina não levou muito tempo para consumir seu dinheiro e, quando

ele e Stella foram para as mesas de vinte e-um, o tédio já se instalara em sua

mente. Joe ficou irritado com sua própria instabilidade. O efeito do álcool que

consumira estava passando e por isso ele se sentia estranhamente apreensivo.

Assim que viu uma vaga na mesa de vinte-e-um, Joe empurrou Stella

naquela direção, aliviado.

— Vá em frente e jogue, doçura. Não me sinto com sorte.

Ela o encarou por sobre o ombro, franzindo um pouco a testa.

— Tem certeza, Joe? Podemos ir embora se você quiser.

Joe fez um sinal afirmativo com a cabeça, e a moça pareceu convencida.

Após comprar-lhe uma pilha de fichas, ele recuou. Sentia calor; quando um

bocejo o surpreendeu, perguntou-se se estaria ficando velho. Naquele momento,

seus trinta e dois anos mais pareciam oitenta.

Virou-se, espreguiçando-se intranqüilo. De repente, todos os pensamentos

se evaporaram. Seus olhos foram atraídos para uma mulher parada a alguns

metros dali, com quatro homens de smoking a seu lado. A jovem usava um

vestido de seda negra que realçava as curvas do corpo. Joe fitou-lhe as pernas,

longas e firmes, visíveis pela abertura lateral do vestido, e as costas nuas, de

pele alva e lisa como porcelana.

Endireitando a postura ele percebeu a razão de Amber ter ocupado seus

pensamentos por tanto tempo naquela noite; sempre fora capaz de sentir sua

presença, antes mesmo de ela entrar nos recintos. Joe ficou angustiado ao

reparar que nada mudara desde que a vira pela última vez; acompanhou com o

olhar as linhas do pescoço longo e elegante. Amber inclinava levemente a

cabeça arrogante e parecia distante enquanto falava com os homens a seu lado.

Projeto Revisoras

7

index-8_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Joe fez um esforço para engolir, pois sentiu um nó na garganta ao notar os

cabelos brilhantes, num tom de vermelho tão vivo que nem mesmo a trança que

ela usava conseguia suavizar. A cor era tão vibrante e inesquecível quanto o

nascer do sol.

Amber ergueu o braço nu e delicado, apontando para o outro lado do salão.

Os homens a seu redor afastaram-se de imediato, indo na direção de um dos

caixas do cassino. Joe, no entanto, prestava tanta atenção nela que nem se deu

conta da ação repentina.

Amber Stevenson observou, com uma sensação de alívio, os homens que

se distanciavam. Detestava as duas noites semanais que dedicava à inspeção

do cassino, principalmente depois de um dia cansativo no escritório. Naquela

noite, como em todas as outras, sentia-se esgotada, ainda mais por estar

sofrendo de insônia.

Precisava de algum tempo longe do trabalho para relaxar, mas descartava

a idéia. A menos que ficasse exausta durante o dia, suas noites eram longas e

intranqüilas, e o único meio de conseguir superar a ansiedade era trabalhando.

Por isso não tinha intenção de parar, mesmo que temporariamente.

Há muito tempo Theo vinha lhe falando sobre a necessidade de ela delegar

responsabilidades. Amber apertou os lábios ao lembrar-se de uma de suas

muitas discussões com ele.

— Não precisa se matar de tanto trabalhar — ele dissera em tom

autoritário.

Theo podia ser o dono do cassino, bem como de uma boa parte de Las

Vegas, ela pensou; porém não era seu dono!

Projeto Revisoras

8

index-9_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Sentindo uma familiar sensação de futilidade, Amber perguntou-se se as

conversas entre os dois sempre terminavam em discussão porque ambos eram

teimosos e determinados. Quando concordara em trabalhar para ele, fora sob a

condição de gerenciar o cassino após um curto período de treinamento. Como

Theo a queria em sua equipe, concordara de imediato. A nível de produção,

estava satisfeito com os esforços dela; no plano pessoal, entretanto, sempre

havia dificuldades. Theo não tinha o direito de opinar sobre a vida particular de

Amber, e nunca teria, pois havia abdicado de todos os direitos sobre ela havia

muito tempo.

Uma mecha de cabelo soltara-se da trança, e Amber afastou do rosto,

irritada. Aquela era sua última parada da noite e, pela primeira vez, deixara

seus assistentes cuidarem dos cálculos.

Afastando um sentimento momentâneo de culpa lembrou-se da banheira

cheia de água quente e perfumada que a esperava em sua suíte. Naquela noite,

tinha resolvido abdicar da costumeira ducha rápida e dar-se ao luxo de gastar

um tempo extra consigo mesma.

Quando havia se mudado para Reno, Theo quisera que morasse com ele na

cobertura; Amber, entretanto, insistira em morar sozinha. Ficou contente com a

possibilidade de manter sua independência e, considerando a tensão de seu

relacionamento com Theo atualmente, não se arrependia da decisão. Embora

soubesse que ele gostava dela à sua maneira, a simples possibilidade de

vincular sua vida a Theo Carvalho a fazia estremecer. Além de ser seguida a

toda parte por dois guarda-costas, Amber ainda precisava explicar-lhe todos os

seus movimentos.

A mágoa de Amber aumentava ainda mais a sua impaciência. Aquela

vontade súbita de fugir da atmosfera claustrofóbica do cassino não era nova,

Projeto Revisoras

9

index-10_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

mas ela sabia havia muito tempo que não existiam escapatórias. Mesmo que

deixasse Reno, nunca se veria livre da proteção de Theo. Se ele tinha alguma

fraqueza, pensou com tristeza, era seu medo de ver as pessoas de quem

gostava se tornarem alvos de terroristas.

Theo era muito inseguro. Ao considerar as tragédias que ele sofrerá na

vida, Amber não podia culpá-lo por sua insistência em manter um rígido sistema

de segurança. Ela, no entanto, o culpava por fazê-la parte daquilo tudo. Amber

não gostava de ter sua liberdade reduzida e, embora os homens designados

para sua segurança fossem discretos, o fato de se saber vigiada a irritava.

Enquanto caminhava pelo cassino acarpetado, Amber prestava pouca

atenção ao ambiente. Para obter paz de espírito, acostumara-se a ficar retraída,

além de sempre sentir-se tímida e desajeitada em grandes concentrações de

gente. Mas o desconforto ficara mais intenso nos últimos anos e, se não

tomasse cuidado, acabaria se isolando do resto do mundo como Theo.

Amber não sabia dizer exatamente o momento em que percebeu que

estava sendo observada; porém, começou a olhar com atenção para as pessoas

ao redor. Parou de repente ao avistar um rosto que a fez sobressaltar-se. No

mesmo instante viu-se de volta ao passado, sussurrando um nome.

Como que atraído pelo chamado, Joe moveu-se na direção dela, com passos

lentos e sinuosos como os de um felino aproximando-se da presa. Era uma

comparação excelente, Amber pensou, quase histérica, com o corpo tenso

diante da expressão de raiva no olhar dele.

— Faz muito tempo, Amber.

— Olá, Joe. Como vai? — ela murmurou com voz trêmula.

Ele sorriu de modo cínico diante da pergunta tão corriqueira.

Projeto Revisoras

10

index-11_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Bem, e posso ver que você vai ainda melhor.

Amber encolheu-se diante do sarcasmo, mas ergueu o queixo numa

postura inconsciente de orgulho.

— Como vão seu pai, sua mãe e o resto da família?

— Você está mesmo interessada em saber? — Joe indagou num tom áspero.

Ela corou, baixando o olhar. As mãos dele estavam nos bolsos, levando o

paletó cinza ligeiramente para trás: seu físico continuava esbelto como sempre,

os ombros ainda mais largos do que se lembrava. Sentiu a boca seca ao fitá-lo

com tanta fascinação, percebendo que continuava tão impressionável à

masculinidade dele quanto antes. Tal pensamento a deixava em desvantagem.

Ergueu timidamente o olhar e umedeceu os lábios.

— Sim, eu me importo — respondeu, sincera.

Joe ficou zangado ao perceber que admirava os movimentos dos lábios de

Amber.

— Estão bem agora. Mas ficaram arrasados quando você foi embora sem se

despedir deles.

Joe tinha intenção de magoá-la; notou que conseguia isso ao ver o rubor

das faces de Amber novamente. Entretanto, em vez de ficar satisfeito com seu

intento, ele sentiu culpa.

— O que está fazendo em Reno?

— Moro aqui — Amber respondeu secamente.

Ele arqueou as sobrancelhas com ar de zombaria.

— Ficou viciada em jogo?

Projeto Revisoras

11

index-12_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Não. — Ela continuava fitando-o, com o rosto inexpressivo. — É aqui que

trabalho.

Joe a encarou com insolência, medindo-a dos pés à cabeça. Ela sempre fora

magra; porém, agora seu corpo parecia muito frágil. Ficou furioso ao perceber

que estava preocupado com o bem-estar daquela mulher. "Por que deveria me

preocupar com a aparência dela?", perguntou-se. Afinal, deixara de importar-se

com Amber havia anos. Ele, então, se esforçou para afastar aqueles

pensamentos, lembrando-se de que o relacionamento entre eles tinha ter-

minado.

— Você me surpreende — ele murmurou num tom defensivo. — Não pensei

que você precisasse trabalhar. Pelo menos não num cassino.

Amber mordeu o lábio inferior, ignorando o comentário.

— Gosto de ter uma profissão.

— Não me esqueço de quando um lar e filhos eram o bastante para você.

Mas acho que a idéia de se casar comigo nunca se encaixou em seus planos

para o futuro, não é mesmo? Vender-se pela maior oferta tornou-se uma pers-

pectiva muito mais atraente do que passar a vida com o salário de um policial.

Amber rangeu os dentes. Seus olhos brilhavam de raiva ao fitá-lo.

— Trabalhei duro para conseguir tudo que tenho e não me importa o que

você queira pensar!

— Pela sua aparência, sua... profissão é bem lucrativa.

Joe examinou a roupa de Amber e crispou os lábios, tentando controlar a

raiva. "A quem ela está tentando enganar?", comentou consigo mesmo. Amber

não vestia mais o jeans gasto e desbotado ou uma saia simples. As jóias em seu

pulso, pescoço e orelhas deviam valer uma fortuna, e o vestido elegante que

Projeto Revisoras

12

index-13_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

usava era, sem dúvida, criação de algum estilista famoso. Seu corpo, alto e

esquio, combinava perfeitamente com os trajes sofisticados.

Não importavam as desculpas que Joe pudesse pronunciar, a simples

verdade era que ele não pudera lhe oferecer o suficiente. Joe fechou os olhos

por um momento para evitar a imagem dela. E, quando os abriu outra vez, havia

escondido suas emoções atrás de uma máscara fria e impassível. O choque

inicial de ver Amber já estava passando, à medida que uma espécie de torpor

envolvia suas emoções como um escudo protetor.

Joe não quisera passar um minuto mais que o necessário em companhia de

Amber: seus pés, no entanto, não obedeciam ao comando da razão.

Com uma intensidade que não desejava, ele estudava o rosto delicado, de

pele macia e lisa como porcelana, mas quente, lembrou-se, com os punhos

cerrados dentro dos bolsos. Seus lábios pareciam macios e aveludados como um

perfeito botão de rosa, uma tentação a ser saboreada e explorada pela língua

de um homem. Seu olhar ficou preso naquela boca, e o desejo o invadiu com

tanta força que seu corpo ficou tenso.

Amber suportou a inspeção de Joe sem demonstrar desconforto. Seu único

consolo era saber que todas as conclusões que ele tirara de sua vida eram

falsas. E, com uma expressão de súplica, ela balançou a cabeça.

— E você, Joe? — ela indagou num tom afetado. — Foi promovido a

detetive?

Ele ignorou a pergunta, sentindo a amargura corroendo-o por dentro.

— O que há, boneca? O seu homem não correspondeu à expectativa?

Sempre que eu pensava em você, imaginava-a numa estância para ricaços

preguiçosos em alguma região ensolarada, passando o tempo numa praia de

nudismo enquanto seu amante idoso se divertia em algum jogo para velhos. Ele

Projeto Revisoras

13

index-14_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

é velho, não é? Meus vizinhos passaram semanas comentando. Mas tenho de

admitir que todos pareceram mais impressionados com a limusine do que com o

homem que vinha dentro dela. O sujeito por quem me deixou sem uma

explicação sequer.

— Não, Joe — Amber suspirou, erguendo uma das mãos como que para

proteger-se de um golpe. — Por favor, não diga mais nada...

— Ou talvez num iate, fazendo um cruzeiro sofisticado ao redor do mundo

— ele a interrompeu com uma expressão de desdém. — Diga-me, Amber, ele foi

bom? Ele lhe deu o mesmo amor que partilhamos? Desculpe, acho que nunca foi

amor.

Joe começou a tremer ao lembrar-se da primeira vez que Amber dividira

sua cama, com aquele cabelo adorável espalhado como seda sobre o

travesseiro. Sua timidez inicial dera lugar à entrega total, embora o amor

estivesse apenas na imaginação dele. Joe, deliberadamente, bloqueou a

recordação, sentindo-se vítima da mais vil das ciladas. Afinal, não podia

esquecer-se da traição da mulher à sua frente. Ela uma vez o fizera acreditar

que seu coração era tão puro quanto o corpo virginal, mas os acontecimentos

que se seguiram provaram que ele estivera enganado. Mas não se deixaria

enganar uma segunda vez.

— Oh, Joe!

Amber sentia-se atormentada pelo modo cruel como ele falava. Ferida, deu

alguns passos para trás, afastando-se dele.

— Costumávamos ficar excitados apenas olhando um para o outro — ele

continuou, implacavelmente. — Aquele velho tinha o mesmo efeito sobre você?

Joe avançou e a segurou pelos braços, numa atitude ameaçadora,

apertando os dedos com força sobre a pele macia.

Projeto Revisoras

14

index-15_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Diga-me? Aquele velho descartou você da mesma maneira que fez

comigo? Ele lhe deu um pouco de seu próprio veneno? Espero que sim!

Amber desviou o rosto do olhar acusador, sentindo-se incapaz de responder

àquelas provocações. Enquanto os dedos dele a apertavam ameaçadoramente,

ela não sentiu dor, e sim uma estranha indiferença ao que lhe acontecia. Com-

parou a pele bronzeada de Joe com a palidez da sua, o forte contraste realçando

suas diferenças. A marca daqueles dedos ficaria gravada durante dias; porém,

Amber não se importava.

Nada mais importava, pensou desanimada, consciente de que o ferimento

que Joe abrira em seu coração jamais seria curado. Duraria para sempre, como

um lembrete do quanto ele a odiava.

CAPÍTULO II

Amber começou a tremer, e suas pernas estavam tão fracas que o corpo

ameaçou oscilar. Ergueu os olhos lentamente e o que viu no olhar de Joe quase

a fez chorar. Percebeu amargura e raiva, além de uma agonia que julgou

comparável à sua.

— Joe, você não entende — murmurou num tom entrecortado, piscando

para conter as lágrimas.

— Como você pôde deixar de lado tudo o que tínhamos? — ele resmungou,

com os olhos brilhando de ódio. — Ainda não entendo e não sei por que você se

importaria com isso.

— Algum problema, srta. Stevenson?

Projeto Revisoras

15

index-16_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

O homem que falava era baixo, atarracado, e sua roupa combinava com o

ambiente. Tanto ele como seu companheiro, que era magro e alto,

sobressairiam em qualquer multidão.

— Não há nada de errado, Ray.

O rapaz ergueu o queixo num gesto belicoso, sem desviar a atenção do

rosto de Joe.

— Tem certeza, srta. Stevenson?

Amber forçou um sorriso e libertou-se das mãos de Joe, virando-se

casualmente para os dois homens. Em seguida, recuou até ficar lado a lado com

Joe, dando-lhe o braço enquanto lançava um olhar decidido para Ray e Bill.

— Claro que tenho — confirmou. O contato dos seios com o calor do braço

forte de Joe a fez estremecer. — Este é Joseph Morrow, um velho amigo. Vocês

dois têm algo em comum. — Amber sabia que tagarelava feito uma idiota, mas

era uma reação instintiva sempre que estava nervosa. Respirou fundo. — Joe

trabalha para a polícia de Los Angeles.

Amber observava os três homens, notando as expressões de frieza em cada

um dos rostos. Pigarreou.

— Foi lá que recebeu seu primeiro treinamento, não foi, Ray?

— Isso mesmo — ele respondeu, o olhar tornando-se menos incisivo quando

apontou para o parceiro. — Sou Ray Pierce, e este é Bill Fletcher, sr. Morrow.

Esperamos que não haja ressentimento. Estávamos apenas cumprindo o nosso

dever e pensamos que a srta. Stevenson podia estar em alguma dificuldade.

Joe concordou com um gesto de cabeça enquanto estendia a mão para Ray.

Amber impressionou-se com o charme que ele transmitia sem qualquer esforço.

Projeto Revisoras

16

index-17_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Com uma falsa casualidade, Joe soltou seu braço do dela, aproveitando a

proximidade para abraçá-la pela cintura fina.

Amber retesou o corpo quando ele encostou a boca em sua têmpora, e

espantou-se com o autocontrole de Joe ao beijá-la com suavidade. Sentia-se

irritada por reconhecer a hipocrisia por trás daqueles gestos carinhosos. Seus

dois guarda-costas, no entanto, não perceberam nada de anormal.

Era óbvio que Ray e Bill se deixavam iludir pelos modos gentis de Joe. Os

dois sorriam um tanto sem jeito. Apenas Amber estava ciente do aviso implícito

no olhar dele, e na maneira como apertava-lhe a cintura com crueldade.

— Foi um prazer conhecê-los, e podem me chamar de Joe.

— Lamentamos perturbar sua conversa — Bill desculpou-se, com uma voz

grossa que não combinava com o corpo magro. — Ray e eu deixaremos o

senhor e a srta. Stevenson a sós.

Os dois pareceram se dissolver no ar, afastando-se tão silenciosa e

discretamente quanto haviam chegado. Joe, porém, sabia que estavam por ali,

mesmo que não os vigiassem de perto. Ele arqueou as sobrancelhas com um ar

incrédulo.

— Os guarda-costas são mesmo necessários?

— Theo parece pensar que sim.

— Theo? — ele indagou num tom perigoso.

Retesando a espinha, Amber afastou-se com determinação do braço que

ainda circundava sua cintura. Virou-se para Joe, fitando-o com uma expressão

serena, o oposto de como seu íntimo reagira.

— Sim — murmurou num tom abatido. — Ele é o homem que me trouxe

para Reno, Joe.

Projeto Revisoras

17

index-18_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Então vocês dois ainda estão juntos?

Quando ela viu a expressão de repugnância no olhar de Joe, tudo que fez

foi tentar esconder sua angústia. O coração estava disparado e o rosto, pálido.

Com um esforço sobre-humano, concordou com um gesto de cabeça.

— Pode-se dizer que sim. E você, Joe? — ela gaguejou. — Eu... você está

casado, ou noivo, ou... ou algo assim?

Amber mordeu o lábio inferior. Aquele pequeno gesto de perturbação deu a

Joe um grau de confiança que chegava à beira da selvageria. Descobrir que o

amante ainda fazia parte da vida de Amber foi um golpe violento, e sô agora ele

reconhecia o ciúme que o corroia por dentro.

Mas ciúme significava envolvimento emocional! Como podia ainda se

importar, perguntou-se incrédulo, se quando ela partira levara consigo uma

parte dele? Seria possível amar e odiar alguém com a mesma intensidade?

Joe sentiu um nó no estômago e uma pontada de dor enquanto estudava a

mulher que deixara sua vida em pedaços. As demonstrações de amor foram

uma mentira para mantê-lo escravizado. Fora um idiota ao acreditar que o amor

era mais do que uma invenção da imaginação ou o desejo da carne.

Joe nunca fora capaz de aceitar o fim do relacionamento. Depois de ter

superado sua partida e reconstituído o que tinha sobrado de sua vida, ele se

sentia ameaçado pela presença dela. Para não cair novamente a seus pés, Joe

levantava uma couraça de ódio e frieza.

— Não é da sua conta! — ele rosnou, ultrajado.

Amber estremeceu, embora conseguisse manter uma calma que o

enervava.

— Sempre quis que você fosse feliz, Joe.

Projeto Revisoras

18

index-19_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Tanto que me trocou por outro homem?

— Fiz aquilo por nós dois — ela murmurou, sem concordar ou discordar com

a acusação. Trazia as mãos unidas diante do corpo, e a rigidez de sua postura

traía a emoção reprimida. — Jamais quis magoá-lo, e certamente foi melhor

você descobrir que não combinávamos antes do casamento.

— Não "combinávamos"? Por que simplesmente não diz a verdade? Você

queria todas as coisas boas da vida, e eu não poderia lhe dar.

— Não é verdade!

Ele respirou fundo diante da negação categórica, atormentando-se com

uma esperança repentina. Queria gritar, mas preferiu falar num tom calmo.

— Então, por que me deixou, Amber? Eu pensava que éramos felizes juntos.

Foi tudo uma mentira?

— Não posso explicar — ela murmurou com as lágrimas escorrendo-lhe

pelas faces enquanto balançava a cabeça. — Mas não tive escolha, Joe.

— Sempre temos escolha, Amber. Será que eu desapontei você tanto

assim?

— Você não me desapontou. Por favor, pelo menos acredite nisso e tente

me perdoar, se puder.

Stella interrompeu a conversa, parando de repente ao lado de Joe. Tinha

uma expressão preocupada ao tomar-lhe a mão e encostar-se possessivamente

nele.

— Algo errado, Joe?

— Nada, doçura — ele murmurou com um sorriso cínico, aliviado com sua

chegada. — Estou ótimo agora que você está aqui.

Projeto Revisoras

19

index-20_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Enquanto falava, Joe encarava Amber com uma expressão tão desafiadora

no rosto que ela não podia enfrentar. Sentiu-se radiante com a aparente

desolação de Amber. Por um breve momento, quando ela desviou o olhar dele

para Stella, sua expressão tinha um ar de desprotegida. Naquele instante, Joe

notou que a química sensual entre eles continuava forte como nunca e que

usaria isso em seu benefício.

Amber conteve um soluço, virou-se e correu. Joe a observou com o coração

partido. Ela o estava deixando, e por um momento uma sensação de pânico

ameaçava superar seu bom senso. A vontade de correr atrás dela era tal que ele

se sentiu humilhado pela falta de autocontrole; se Stella não o tivesse impedido,

teria cedido ao impulso louco.

Virou-se para a moça, sentindo-se grato.

— Lamento usar você dessa maneira, Stel.

Stella pareceu não ouvir o pedido de desculpas. Ainda olhava para Amber,

com uma expressão confusa.

— Puxa, Joe — sussurrou com voz trêmula —, você acredita mesmo em

viver perigosamente.

— Do que está falando?

Stella teve um sobressalto diante do tom ameaçador da voz dele e preferiu

fugir da pergunta.

— Você ainda vai me levar para jantar?

Era a última coisa que Joe pensaria em fazer. Sentiu o estômago revirado

ante essa idéia. Por outro lado, não queria ficar sozinho, não agora, com a

mente confusa e o coração em desespero. Três anos antes, quando Amber

Projeto Revisoras

20

index-21_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

partira, o deixara dividido; uma parte dele queria reconquistar o que havia

perdido, enquanto a outra inventava mentiras que o prendiam a uma ilusão.

E percebeu, com sabedoria instintiva, que, se existiam esperanças de

reconstituir sua vida, precisava escapar da teia sedutora com a qual Amber o

envolvera havia tanto tempo. Tinha de arrancá-la da mente e do coração, e só

havia um meio de consegui-lo. Um homem faminto mataria por sustento,

refletiu, mas um que acabara de participar de um banquete não se tornava

indiferente à comida?

Joe pensou na cabana de férias do irmão, confortável e isolada, e estreitou

os olhos.

Se pudesse convencer Amber a ir para lá com ele, ficariam completamente

sós. Essa seria a oportunidade de conseguir tirá-la da mente para sempre.

Haveria um modo melhor para vingar o passado do que dar a ela um pequeno

exemplo do quanto ele sofrerá?

Daquela vez, ele romperia as correntes que ainda o prendiam. Não tinha

dúvida de que Amber iria. Apesar de parecer tão segura de si, ele percebera o

desejo latente quando o fitara. Embora achasse que uma cabana simples às

margens de um rio não fosse a escolha ideal para a vida luxuosa a que estava

acostumada, o desejo que vira em seus olhos devia estar tão vivo como nos

velhos tempos. Aquele momento de atração sensual havia se interrompido pela

chegada de Stella... mas existira, pensou. Com certeza.

Joe iria a extremos para conseguir seu intento. Saciaria seus desejos mais

primitivos com o belo corpo de Amber e a possuiria com paixão e selvageria.

Satisfação sexual, no entanto, não seria o bastante. Queria ouvi-la dizer

que o amava apenas mais uma vez. Então lhe daria as costas para sempre.

Projeto Revisoras

21

index-22_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Joe estremeceu diante da maquinação fria dos pensamentos, sentindo o

desejo de vingança crescer e apoderar-se da razão. Aquele era o homem em

que Amber o tornara, e, se ela passasse por um décimo da agonia que sofrerá, a

justiça teria sido feita. Apenas se aproveitaria dela como Amber o usara,

argumentou com a consciência.

Talvez, se pudesse tê-la por algumas semanas e aprendesse a conhecê-la

melhor, poderia livrar-se da falsa imagem que levava no coração por tanto

tempo. Só assim estaria livre para construir um futuro sem os fantasmas do

passado. Como gostaria de poder fugir daquela preocupação obsessiva que o

atormentava desde que Amber o abandonara!

O desejo de vingança de Joe era como a promessa de primavera depois de

um inverno rigoroso, e ele riu com sarcasmo. Sentiu-se invadido por uma onda

de confiança, e por um momento se lembrou de Amber, ardente em seus

braços, marcando-lhe o corpo e a mente como ferro em brasa. Só agora, pensou

exultante, poderia apreciar o prazer sem dor.

— Vamos — disse bruscamente a Stella. — Vamos trocar suas fichas e sair

daqui.

Joe cerrou os dentes com determinação enquanto a levava por entre as

mesas. Embora ela o seguisse sem tentar questioná-lo, Joe sabia que despertara

sua curiosidade. A moça franzia a testa enquanto o encarava num dos caixas do

cassino; porém, somente quando chegaram ao aglomerado de restaurantes

perto da recepção, ela tentou aliviar a tensão que surgira entre eles.

— Tem alguma preferência de comida?

— Para mim, qualquer coisa serve.

Stella ficou zangada e segurou-lhe o braço.

Projeto Revisoras

22

index-23_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Olhe, se não me quer mais por perto é só dizer!

Joe sentiu os músculos tensos no pescoço.

— Desculpe, não estou sendo uma boa companhia no momento.

— Isso não importa. Eu sei quando um homem perde o interesse, mas

também posso ser uma boa amiga, Joe. — Ela sorriu, imitando a tradicional

saudação dos escoteiros. — Sem compromisso, prometo. Depois daquilo que

testemunhei lá atrás, é óbvio que estou fora do páreo. Puxa! Havia tanta

atração sexual entre vocês que eu fiquei tentada a fugir.

Apesar de aborrecido com as conclusões que Stella tirara de seu encontro

com Amber, Joe ficou comovido com a oferta de amizade.

— Está imaginando coisas, Stella. Acho que aquele último uísque subiu-lhe

à cabeça.

— Troquei para café enquanto jogava vinte-e-um, e não tente mudar de

assunto. Se me intrometi, é porque me pareceu que precisava de ajuda.

— Você a conhece?

— De vista, mas gostaria mesmo é de saber como conseguiu aproximar-se

dela. Quase desmaiei quando vi aqueles dois caras com vocês. Depois, parecia

que você tinha visto um fantasma, por isso fui até lá assim que os dois sujeitos

se afastaram.

— Talvez seja porque tinha acabado de ver um — ele admitiu num tom

desgostoso. — Uma ruiva com uma caixa registradora no lugar do coração.

Stella caminhava ao lado dele com um ar pensativo.

— Pelo jeito, você não a conheceu esta noite.

— Não.

Projeto Revisoras

23

index-24_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Vocês foram amantes? — Stella insistiu ao notar que Joe não queria

continuar o assunto.

— Ela foi minha noiva — murmurou num tom hesitante.

— Então você deveria saber algumas coisas, mas quase tenho medo de

contar.

— Sobre Amber?

A expressão de Stella era um misto de preocupação e indecisão. Ela

sacudiu a cabeça.

— Não vale a pena remexer no passado, Joe. Deve esquecer tudo o que

Amber Stevenson foi um dia para você. Para o seu bem e o dela. Pense duas

vezes antes de se envolver com ela outra vez.

— Isso soa como um aviso. Conte-me o que sabe, Stella.

Ela estremeceu diante do tom frio da voz de Joe e o fitou, incerta.

— Sei que a moça tem certos... compromissos que não convém ignorar.

Joe sorriu zombeteiramente.

— Talvez esteja entediada e querendo variar.

— Até agora não deu sinais — Stella murmurou contrariada. — Não a

chamam de "Princesa de Gelo" à toa.

— Como sabe disso? — Joe indagou quando ela se calou.

Stella encolheu os ombros e evitou o olhar dele.

— Ela é gerente do cassino. Tenho uma amiga no escritório principal que já

mencionou a srta. Stevenson algumas vezes.

Joe a segurou com força pelo braço e fitou-lhe o rosto.

Projeto Revisoras

24

index-25_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Por que ficou tão apreensiva de repente? Está escondendo algo?

— Está me machucando.

Joe a soltou imediatamente e praguejou num sussurro. As emoções que se

agitavam em seu interior não eram culpa de Stella, e molestá-la não serviria a

nenhum propósito útil. Em seguida, respirou fundo e forçou-se a relaxar.

— Devo outro pedido de desculpas. Não costumo usar de força com

mulheres.

— Mas você estava certo, Joe — ela admitiu num tom de culpa, com uma

expressão quase de pena no olhar. — Eu estava escondendo algo.

— Então podemos conversar de modo civilizado enquanto comemos. —

Com súbita gentileza, ele a tocou nas costas, fazendo-a avançar, — São quase

onze horas, e deve estar faminta.

Stella hesitou.

— Você não preferiria ir atrás dela, Joe? Sei que a senhorita Stevenson não

é uma pessoa fácil de se ver. Geralmente está cercada por um bando de

guarda-costas.

— Entendo o seu raciocínio.

Stella arregalou os olhos ao aproximarem-se de um dos restaurantes

menos formais do hotel.

— Está dizendo que os homens com quem falou eram...?

— Guarda-costas — ele completou num tom severo. — Mas não se

preocupe. Não pretendo ver Amber outra vez até saber como as coisas

funcionam por aqui. Já me fiz de tolo o bastante hoje.

A moça o fitou com uma expressão exasperada.

Projeto Revisoras

25

index-26_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Espero que possa suportar a frustração, Joe. Você parece pronto a

explodir.

Joe divertiu-se com a franqueza dela e sorriu com carinho.

— Você é uma garota e tanto, sabia?

— Sim. — Ela suspirou e fez uma careta. — Todos dizem.

— Então "eles" devem estar certos.

Stella inclinou a cabeça para o lado, com um sorriso pensativo nos lábios.

— Mas você nunca se interessou por mim, ou estou errada?

Joe fitou o tapete, sem jeito.

— Stel, não é isso. Você é uma pessoa fantástica, muito atraente e

desejável, mas eu...

— Não precisa me bajular, querido. — Ela deu um suspiro de desdém;

porém, ainda havia um tom de mágoa em sua voz. — Você é um príncipe, Joe.

Não é sua culpa que o sapatinho não me sirva.

— Portei-me como um idiota com você — Joe admitiu, embaraçado. — Tem

minha permissão para me dar um soco no nariz, se isso a fizer sentir-se melhor.

— Não se preocupe. Afinal, fiz um amigo, não é?

— Se me aceitar.

— Um amigo é melhor do que um caso de uma única noite.

Joe riu, e ela pareceu ficar satisfeita.

— Você é inteligente. Um pouco faladora demais, mas esperta.

Projeto Revisoras

26

index-27_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— É maravilhoso encontrar alguém que aprecie minhas qualidades. —

Stella piscou de modo afetado e deu um suspiro exagerado. — Certamente sei

como escolhê-los!

Embora percebesse que ela usava de lisonjas para animá-lo, Joe não se

importava.

— Você teria ficado melhor se eu não tivesse entrado no restaurante onde

você trabalha.

— Não seja tão severo consigo mesmo! Até que é um sujeito simpático e

não estava indo mal antes de se encontrar com seu fantasma.

Joe surpreendeu-se com a maneira de ela entender o que se passava no

interior dele.

— Fico contente que não me considere um fracasso total. Você é ótima

para o ego de qualquer homem.

Stella o fitou em silêncio por alguns segundos, com uma expressão de

compaixão.

— E seu ego foi muito ferido no passado. A Princesa de Gelo, Joe?

Ele ainda estava perturbado com a capacidade de Stella perceber suas

emoções. Joe se mantivera afastado das outras pessoas por muito tempo para

abandonar com facilidade seu escudo de indiferença. Já entravam no

restaurante, e ficou contente por poder distrair a atenção de Stella apontando

para a fila de pessoas que esperavam uma mesa.

— Não é de se admirar que os restaurantes fiquem abertos vinte e quatro

horas. Acho que ninguém dorme nesta cidade.

— O movimento diminui lá pelas três da manhã, embora os cassinos

funcionem sem parar. Afinal, é uma cidade turística. Eu sou do interior de

Projeto Revisoras

27

index-28_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Minnesota, e foi um pouco difícil me acostumar com um estilo de vida tão

diferente. Na minha cidadezinha, uma noitada consistia em tomar cerveja e

jogar bilhar. Sabe que às vezes sinto falta daquela vida pacata?

Joe fez um sinal afirmativo com a cabeça, imaginando se Stella não estaria

melhor em Minnesota. Sentia que ela era outra vítima do amor, escondendo a

sensibilidade interior sob uma máscara de impetuosidade e despreocupação.

— Você nunca pensou em voltar para casa?

Avançaram na fila, e Stella olhava para frente.

— Muitas vezes, mas só até visitar meus pais. Depois de duas semanas,

mal posso esperar para voltar a Reno. Pelo menos aqui existem muitos

empregos. Eu morreria de tédio na fazenda.

Conversavam sobre banalidades enquanto a fila diminuía, e, por fim, uma

garçonete os levou até uma mesa de canto perto da janela. Serviu-lhes café e

afastou-se enquanto examinavam o cardápio.

Stella foi ao toalete para retocar a maquiagem; Joe olhava o cassino pela

janela. O vidro refletia sua imagem, um rosto sério e inseguro.

A conversa com Stella o tinha perturbado. Ela o fizera lembrar de como as

pessoas mudavam, principalmente quando faziam escolhas erradas. Amar

Amber fora a escolha errada para ele, mas não havia pensado assim na época,

Como poderia saber que ela não era apenas a jovem tímida e adorável que

conhecera numa festa de noivado?

Seu destino já estava traçado no momento em que a vira, pensou,

fechando os olhos. Amber fora cuidadosa escondendo seu egoísmo e seu desejo

de riqueza. Em vez disto, apresentou uma fachada recatada e carinhosa. Até

mesmo o seu passado ajudara na mentira, Joe lembrou-se, ofendido. Os pais

Projeto Revisoras

28

index-29_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

dela tinham morrido num acidente quando ainda era criança, e fora criada por

uma tia. A mulher idosa fizera mais do que apenas aceitar a responsabilidade da

filha do irmão; ela amara e protegera a menina com uma devoção que muitas

mães não seriam capazes.

Joe abriu os olhos e começou a girar a xícara sobre o pires. Embora tivesse

gostado de tia Cecília, Amber sentia falta de outros parentes. Joe havia brincado

com ela, insistindo em que Amber se casaria com ele apenas para adotar sua

família. E ainda podia ouvir o som da risada dela ecoando-lhe na mente. Céus!

Fora tão enfeitiçado pela beleza dela que não conseguia enxergá-la como a

criatura calculista que sempre fora. Imaginou como Cecília reagiria se fosse viva

ao ver a mulher em que sua doce Amber se tornara.

Ele mesmo não conseguia conciliar a jovem que vira naquela noite com a

garota risonha e de olhos brilhantes que trazia no coração e na lembrança.

Amber pareceu calada e retraída depois da morte da tia, e, embora Joe tivesse

se preocupado com a distância entre eles, tentara compreender seu

comportamento. Dissera a si mesmo que logo o relacionamento voltaria ao

normal.

Suas esperanças, contudo, não se concretizaram. Com um acesso de fúria,

ele lembrou-se que Amber estivera ocupada demais consolando-se com outro

homem!

Joe rangeu os dentes para conter um gemido, recordando-se do dia em que

voltara para casa do trabalho e encontrara um bilhete sobre a mesa da cozinha.

A letra de Amber estava clara, mas as palavras ficaram logo borradas à medida

que ele lia.

Projeto Revisoras

29

index-30_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Quando fora capaz de aceitar a mensagem que ela lhe deixara, seus sonhos

haviam sido completamente destruídos. Viu-se sozinho, tendo apenas seu

desejo de vingança por companhia.

Joe passou a mão pelo rosto e mais uma vez estudou seu reflexo. Observou

um homem só e rancoroso.

CAPÍTULO III

Joe não percebeu a volta de Stella até ouvi-la afastar a cadeira a seu lado.

Ele então abriu lentamente os olhos e percebeu que a expressão dela revelava

mais que apenas cansaço. A moça parecia preocupada e ao mesmo tempo com-

preensiva. Joe perguntou-se por que não podia sentir nada além de amizade por

aquela mulher de natureza tão com-passiva.

"É que você ainda ama uma bruxa ruiva", respondeu-lhe a consciência. Ele

afastou tal pensamento, incapaz de aceitá-lo.

Compenetrada, Stella tomou um gole do café, aquecendo as mãos ao redor

da xícara.

— Joe, não quero me intrometer em sua vida, mas estive pensando sobre

as coisas que contou. Se ainda gosta de Amber Stevenson, é errado de minha

parte desencorajá-lo.

Ele fez uma careta.

— Parece que eu sou transparente.

Projeto Revisoras

30

index-31_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Ela também, e é por isso que vou ajudá-lo, querido. Para uma garota com

alguma experiência de vida, os sinais são inconfundíveis. E, se estou certa,

Amber ainda o ama muito.

Joe sentiu o coração disparar, contudo esforçou-se para manter o controle.

— Não se deixe levar pela imaginação, Stella! Amber e eu não somos um

casal de amantes frustrados, somos apenas um homem e mulher que nunca se

conheceram realmente.

— Quer falar a respeito?

Joe não tentou fugir da pergunta. Sentia-se grato pela oportunidade de não

fugir e, assim, poder colocar os pensamentos em ordem. Sua risada soou triste

até mesmo para seus ouvidos quando a encarou.

— Não me diga que não pode adivinhar o que aconteceu, Stella! Eu a

amava, mas isso não foi o suficiente para atrair o interesse de uma mulher

como Amber.

Stella hesitou por um momento, então recolocou a xícara no pires.

Inclinando-se para a frente, tocou-lhe a mão.

— Você ainda a ama, Joe.

Ele teve um sobressalto, rangendo os dentes ao recostar-se na cadeira.

Instintivamente, Stella retirou a mão com uma expressão contrariada.

— Desculpe. Não queria meter o nariz onde não devia.

— Não é isso! — Joe olhou para o lado, passando a mão pelos cabelos num

gesto impaciente. — Até vê-la esta noite, havia me convencido de que a

esquecera. E descobrir que eu estava enganado não foi fácil. Droga, quero

respostas para tantas perguntas!

Projeto Revisoras

31

index-32_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— O que você quer saber?

— Tudo o que puder me contar.

Stella mordeu o lábio inferior, atenta à expressão carrancuda do amigo.

— Mesmo que não seja aquilo que quer ouvir? Não é minha intenção lhe

causar mais dor.

— Já estou machucado o suficiente, Stella.

— Vou deixar claro que não tenho certeza do que é realidade ou boato. Só

ouvi um pouco de fofoca de algumas amigas que trabalham aqui, mas as

conheço há um bom tempo e acho que são fontes confiáveis.

— Então continue.

— Você acha que pode suportar a verdade?

— Não acho mais nada nesse momento — ele admitiu num tom triste.

— É claro que tenho medo, Joe. Amber Stevenson pode trazer mais prejuízo

do que um coração partido.

— Você já insinuou algo desse tipo. Por favor, diga tudo o que sabe.

Joe viu quando Stella respirou fundo. Ele baixou o olhar para a xícara quase

vazia, segurando a porcelana com as duas mãos, fazendo o líquido em seu

interior balançar. A atenção dele se concentrava no resto do café, e seu estôma-

go acompanhava o ritmo do movimento circular. Sentiu-se enjoado, sem saber

se queria mesmo que ela respondesse às suas perguntas.

Stella estava certa ao preocupar-se com ele. Amber quase o destruíra uma

vez e não precisaria de muito esforço para conseguir isso novamente. Havia

tantas lembranças que o deixavam vulnerável, pensou com pesar. A imagem do

corpo de Amber, nu e alvo, remexendo-se sob o dele, parecia gravada em sua

Projeto Revisoras

32

index-33_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

mente; Joe ainda podia ouvir com nitidez sua voz gritando o nome dele

enquanto lhe dava prazer.

Pensou novamente naquele pequeno pedaço de papel sobre a mesa da

cozinha, e uma repentina onda de ódio quebrou o encanto do futuro. Ela havia

escrito: "Perdoe-me, Joe". Como se aquele simples apelo pudesse desfazer o

tormento da partida, de saber que fora trocado por outro homem.

Só se estivesse louco enfrentaria aquele tipo de sofrimento outra vez!

Entretanto, não tentou impedir Stella quando ela pareceu pronta a iniciar seu

depoimento.

— A srta. Stevenson apareceu por aqui há alguns anos — ela explicou

devagar. — Em seis meses, já era gerente do cassino. De acordo com minhas

amigas, que, devo acrescentar, têm muito respeito por ela, a moça é

completamente insensível.

Stella fez uma pausa, e Joe ergueu a cabeça para fitá-la.

— Você está ocultando informações — ele acusou. — É melhor contar o

resto. Vou descobrir mesmo.

A jovem mordeu de novo o lábio inferior. Havia lágrimas em seus olhos

quando tomou fôlego para continuar.

— O dono deste cassino é um homem muito rico e poderoso. E, pelas coisas

que ouvi, Amber Stevenson é amante de Theo Carvalho.

— Eu sei. — Joe apertou a xícara com tanta força que pensou que ela fosse

quebrar. — É o sujeito por quem ela me deixou.

Stella arregalou os olhos.

— E ainda assim você quer...?

Projeto Revisoras

33

index-34_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

— Querer é uma palavra tão boa quanto qualquer outra. Não sei como

Amber o conheceu, mas preciso saber mais sobre esse Carvalho para vencê-lo

em seu próprio jogo.

— Você está louco se pensa que pode tê-la de volta! — ela comentou. — Ele

a mantém vigiada o tempo todo. Você nunca vai conseguir.

— Você ficaria espantada com as coisas que faço quando me concentro.

Stella olhou ao redor, seu nervosismo aumentando e o medo estampado

em seu rosto. Inclinou-se para a frente, na direção de Joe.

— O conhecimento às vezes pode ser perigoso — sussurrou num tom

baixíssimo. — E brincar com a mulher de Theo Carvalho pode ser fatal.

A expressão de ódio transfigurou o rosto de Joe.

— Ela era minha mulher!

— Você não pode ir embora daqui e tirá-la da cabeça? — Stella indagou

num tom de súplica.

— Acha que já não tentei?

A moça suspirou.

— Você não deve mexer em vespeiros, querido. Theo Carvalho é quase

uma lenda nesta cidade, mas poucas pessoas podem dizer que o conhecem

pessoalmente. O pai dele era um dos gângsteres mais temidos nos anos trinta,

e Theo cresceu com uma tendência para manter-se incógnito.

— Isso é compreensível — Joe murmurou, sorrindo com desdém. — Mas não

estou interessado na sua infância. Fale-me sobre o homem que se tornou.

— Na verdade, ele é quase um mistério. Poucos de nós o reconheceriam, e

isso significa que pode andar por aí livremente. Quando não está trabalhando no

Projeto Revisoras

34

index-35_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

escritório, fica sozinho. Poucos funcionários têm acesso à sua suíte na co-

bertura. Ouvi dizer que é quase paranóico com sua segurança pessoal, e

acredito nisso. Embora ninguém pareça saber ao certo, correm rumores de que

ele ainda tem ligações com o submundo do crime.

Joe baixou o olhar para a mesa, acompanhando o desenho da toalha com a

ponta dos dedos.

— Ele tem ficha criminal? — indagou num tom calmo.

Stella pareceu perturbada com a calma aparente dele e pigarreou.

— Não sei. Isso importa?

Joe sorriu com frieza e ergueu a cabeça até seus olhares se cruzarem.

— Talvez, mas deixe isso por minha conta.

— Alguém deveria avisá-lo, Joe. Você parece louco o bastante para

desprezar a própria segurança e ir atrás daquilo que deseja. Cuidado, querido.

Se Theo é um pouco parecido com o pai, pode ser muito perigoso quando ficar

zangado.

— Eu também, doçura — Joe sussurrou, sério. — Eu também.

Amber estava sentada em seu escritório, indiferente ao ambiente luxuoso.

A mesa a sua frente era de nogueira, as paredes de um dourado claro realçado

por diversos quadros coloridos, e o carpete alto tinha tons variados de marrom.

Atrás dela, a grande vidraça emoldurava um céu repleto de estrelas. Ela,

entretanto, não tinha nenhum interesse pela beleza misteriosa da noite. Só

havia uma imagem em sua mente, a figura de um homem tão másculo que fazia

todo o seu corpo tremer de um desejo que julgava esquecido.

Projeto Revisoras

35

index-36_1.jpg

Sob o Céu do Paraíso – Nicole Monet

Momentos Íntimos Extra 59

Nos dois dias seguintes, ela estivera num estado constante de ansiedade,

pois, não importava onde estivesse no cassino, Joe surgia como que por magia.

Na verdade, magia parecia ser a única resposta plausível, já que ele parecia

controlar cada movimento seu, mesmo não permanecendo na mesma sala.

Amber franziu a testa e afastou uma mecha de cabelos da têmpora. A não

ser por uma ou outra saudação com a cabeça, Joe nunca se aproximava dela;

ainda assim, ela percebia um ar de determinação em seus gestos quando a

fitava.

Estava ficando paranóica, disse a si mesma. Geralmente ele aparecia

acompanhado de sua amiga loira; Amber cerrou os dentes só de pensar na

beleza da outra. Podia perceber a intimidade que havia entre os dois e chocou-

se com a força do próprio ciúme.

Por que Joe não ficara em Los Angeles? Que terrível brincadeira do destino

o levara até ali, o único lugar que ela rezara para que nunca visitasse? Amber já

não sofrerá o bastante para ser forçada a ficar frente a frente com as lem-

branças de três anos atrás?

As perguntas que ecoavam em sua mente pareciam não ter fim, e as

respostas não eram nada agradáveis.

Sentia-se castigada por algo que escapava de seu controle. Quis gritar,

reclamando da injustiça que o destino lhe reservara desde o nascimento. Com

um gemido abafado, fechou os olhos, enquanto lágrimas quentes escorriam-lhe