Turismo no Brasil por Wikipédia - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

index-1_1.jpg

index-1_2.jpg

Turismo no Brasil

1

Turismo no Brasil

O turismo no Brasil é uma atividade

econômica importante em várias regiões do

país. Com 5 milhões de visitantes

estrangeiros em 2008,[1][2] o Brasil é o

principal destino do mercado turístico

internacional na América do Sul, e ocupa o

segundo lugar na América Latina em termos

de fluxo de turistas internacionais.[2]

Os gastos dos turistas estrangeiros em visita

ao Brasil alcançaram 5,8 bilhões de dólares

em 2008, 16,8% a mais do que em 2007[3] e

o país abarcou 3,4% do fluxo turístico

internacional no continente americano em

2008.[2] Em 2005, o turismo contribuiu com

A estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro é um dos mais conhecidos

3,2% das receitas nacionais advindas da

atrativos turísticos do Brasil.

exportação de bens e serviços, responsável

pela criação de 7% dos empregos diretos e indiretos na economia brasileira.[] Em 2006, estima-se que 1,87 milhão de

pessoas foram empregadas no setor, com 768 mil empregos formais (41%) e 1,1 milhão de ocupações informais

(59%).[]

O turismo doméstico representa uma parcela fundamental do setor; contabilizando mais de 50 milhões de viagens

anualmente,[] a receita direta gerada pelo turismo interno em 2010 foi de 33 bilhões de dólares[4] – quase seis vezes mais do que é captado pelo país em relação ao turismo estrangeiro.[]

Características

O produto turístico brasileiro caracteriza-se por oferecer tanto ao

turista brasileiro quanto ao estrangeiro uma gama diversificada de

opções, com destaque aos atrativos naturais, aventura e

histórico-cultural. Nos últimos anos, o governo tem concentrado

esforços em políticas públicas para desenvolver o turismo brasileiro,[6]

procurando baratear o deslocamento interno, desenvolvendo

infra-estrutura turística e capacitando mão de obra para o setor, além de

aumentar consideravelmente a divulgação do país no exterior.[7] São

notáveis a procura pela Amazônia na Região Norte,[8] o litoral no

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, um

Nordeste,[9] o Pantanal e o Planalto Central no Centro-Oeste. O

dos principais atrativos turísticos de Goiás.[5]

turismo histórico em Minas Gerais, as praias do Rio de Janeiro e os negócios em São Paulo dividem o interesse no Sudeste, e os pampas e

o clima frio no Sul do país.

index-2_1.jpg

Turismo no Brasil

2

Na classificação do Índice de Competitividade em Viagens e Turismo

(TTCI pela sigla em inglês) de 2009, que mensura os fatores

preponderantes à consolidação de negócios no setor turístico de cada

país, o Brasil alcançou o 45º lugar mundial, sendo o segundo colocado

entre países da América Latina e o quinto no continente americano. []

As vantagens competitivas do Brasil para desenvolver

empreendimentos turísticos consolidaram-se na área de recursos

humanos, e nos aspectos culturais e naturais, nos quais o país

classificou-se, em 2009, no quarto lugar mundial, com maior destaque

Fernando de Noronha, um dos maiores polos

para indicadores relativos a recursos naturais e culturais, dado que,

turísticos do país.

considerando-se somente seus recursos naturais, o Brasil posiciona-se

no segundo lugar do ranking mundial. O relatório do TTCI também

aponta que as principais deficiências do setor turístico brasileiro estão a competitividade de seus preços (91º lugar),

na infra-estrutura do transporte terrestre (110º lugar), e na segurança pública (130º lugar dos 133 países

avaliados).[10]

O Brasil, de acordo com a International Congress & Convention Association (ICCA), ocupa o primeiro lugar entre os países latino-americanos que mais recebem eventos internacionais, é o segundo do continente Americano e o 7º

do mundo, depois de Estados Unidos, Alemanha, Espanha, França, Reino Unido e Itália, respectivamente. [11]

Turismo internacional

Série histórica de chegadas de turistas

internacionais ao Brasil 1995-2008

Ano

Chegadas Var. Receitas Var.

turistas anual geradas anual

estrang.

(%) (bilhões (%)

(1000)

USD)

1995

1.991

-

972

-

[][]

2000

5.313

-

1,810

-

[][]

2003

4.133

-

2,479

-

[][]

2004

4.794

16,0

3,222

30,0

[][]

2005

5.358

11,8

3,861

19,8

[]

2006

5.019

-6,3

4,316

11,8

[]

2007

5.026

0,1

4,953

14,8

[12]

2008

5.050

0,5

5,785

16,7

[12]

2009

4,802

-4,9

5,305

-8,2

[12]

Segundo números da Organização Mundial do Turismo, os esforços no sentido de desenvolver a atividade no Brasil

têm surtido o resultado esperado. Nos últimos anos, conforme mostra a tabela abaixo, os números foram recordes na

série histórica para o país e o turismo brasileiro cresceu em 2004 e 2005 mais do que os principais países no ranking da OMT. Porém, em 2006, foi registrada uma queda, mantendo-se quase constante o fluxo de turistas internacionais

ao decorrer de 2006 a 2008. [1][2][][13] Entretanto, as receitas do turismo internacional continuam crescendo, passando

de 3,9 bilhões de dólares em 2005 para 4,9 bilhões em 2007 e 5,7 bilhões em 2008.[3] Em 2010, o gastro de turistas

index-3_1.jpg

index-3_2.jpg

index-3_3.jpg

index-3_4.jpg

Turismo no Brasil

3

estrangeiros no Brasil cresceu 11,05%, comparando com 2009.[] Estes resultados foram considerados uma grande conquista para o setor, principalmente, em virtude da forte valorização do câmbio do Real perante o Dólar americano

que aconteceu até agosto de 2008, o que fazia do Brasil um destino mais caro para os estrangeiros; dos problemas

causados pela crise aérea nos aeroportos brasileiros; e da crise financeira da Varig, considerada responsável pela desistência estimada de perto de 400 mil turistas estrangeiros em 2006.[14] Esta tendência de crescimento mudou em

2009, quando o número de visitantes disminuiu para 4,8 milhões e as receitas cairam para USD 5,3 bilhões como

resultado da crise económica de 2008-2009.[12]

Embora as receitas advindas do turismo internacional continuem batendo recordes, o número de turistas brasileiros

no exterior tem crescido significativamente nos últimos anos, provocando um balanço negativo quando comparadas

as receitas do turismo internacional com as despesas dos brasileiros fora do país. A despesa cambial turística

aumentou de US$ 5,764 bilhões em 2006, para US$ 8,211 bilhões em 2007 (+42,45%), o que representou um déficit

em 2007 de US$ 3,258 bilhões, contra US$ 1,448 bilhão em 2006, ou seja: um aumento de 125% no último ano. [15]

Esta tendência crescente tem se mantido desde 2003 e é devida ao fato dos brasileiros estarem aproveitando a

valorização do real para viajar e realizar maiores gastos no exterior.[15] A proporção de brasileiros que realizou

viagens internacionais em 2006 foi de 3,9% da população.[]

A maior parte dos turistas estrangeiros em visita ao Brasil em 2008 foi proveniente da América do Sul (40,99%) –

principalmente da Argentina e do Chile -, da Europa (35,17%) - principalmente da Itália e da Alemanha -, e da

América do Norte (15,16%), sobretudo dos Estados Unidos. [16] Os principais países de origem dos turistas estrangeiros que visitaram o Brasil entre 2006 e 2008 são:

Foz do Iguaçu, na fronteira Brasil-Argentina, é o

segundo destino mais procurado pelos turistas

O Pantanal, no Mato Grosso do Sul, é um destino estrangeiros que vêm ao Brasil a lazer.[17]

muito visado pelos ecoturistas.

Destino preferido no rio Amazonas: o Encontro

das Águas na confluência dos rios Solimões e

Praia de Maceió, as praias de Alagoas, atraem

Negro, perto de Manaus.

turistas do mundo inteiro.

index-4_1.jpg

index-4_2.jpg

index-4_3.png

index-4_4.png

index-4_5.png

index-4_6.png

index-4_7.png

index-4_8.png

index-4_9.png

index-4_10.png

index-4_11.png

index-4_12.png

index-4_13.png

index-4_14.png

index-4_15.png

index-4_16.png

index-4_17.png

Turismo no Brasil

4

Jericoacoara no Ceará é um dos destinos mais

valorizados no turismo brasileiro e muito

Chapada Diamantina na Bahia, vista a partir do

apreciado pelos turistas europeus.

Vale do Pati.

Principais 15 países emissores de turistas para o Brasil[1][]

Posição

País de

Turistas

%

Turistas

%

Turistas

%

2008

origem

estrangeiros total estrangeiros total estrangeiros total

2008

2007

2006

Argentina

1.017.675

20,15 920.210

18,31 933.061

18,63

Estados Unidos 625.506

12,39 699.169

13,91 721.633

14,41

Itália

265.724

5,26

268.685

5,35

287.898

5,75

Alemanha

254.264

5,03

257.719

5,13

277.182

5,53

Chile

240.087

4,75

260.430

5,18

167.357

3,34

Portugal

222.558

4,41

280.438

5,58

299.211

5,97

Paraguai

217.709

4,31

206.323

4,11

198.958

3,97

França

214.440

4,25

254.367

5,06

275.913

5,51

Espanha

202.624

4,01

216.373

4,31

211.741

4,23

10º

Uruguai

199.403

3,95

226.111

4,50

255.349

5,10

11º

Reino Unido

181.179

3,59

176.948

3,52

169.627

3,39

12º

Colômbia

96.846

1,92

45.838

0,91

50.103

1,00

13º

Peru

93.693

1,86

96.336

1,92

64.002

1,28

14º

Bolívia

84.072

1,66

61.990

1,23

55.169

1,10

15º

Países Baixos

81.936

1,62

83.554

1,66

86.122

1,72

Chegadas de turistas internacionais por região de origem (2006 a 2008)[1][16]

América do Sul

2.070.391

41,0

1.906.451

37,9

1,818,352

36,2

Europa

1.776.333

35,2

1.906.078

37,9

1,951,528

38,9

América do Norte

765.380

15,2

821.921

16,4

855.098

17,0

</noinclude>

As viagens dos turistas estrangeiros em 2005 foram majoritariamente motivadas por: lazer (44,4%), negócios,

eventos e convenções (29,1%) e visitas a amigos e parentes (22,6%). Quanto ao tipo de hospedagem, 59,7%

hospedaram-se em hotel, pousadas ou resorts, 24,3% em casas de amigos ou parentes, e 8,1% em imóveis

alugados.[17] Os principais meios de locomoção empregados para se chegar ao Brasil em 2007 foram: transporte Turismo no Brasil

5

aéreo (74,6%), terrestre (22,9%) e marítimo (1,7%).[16]

Para o segmento do mercado turístico internacional, em 2005, os destinos mais visados para viagens de lazer foram

Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e São Paulo, respectivamente. Para os turistas estrangeiros que visitaram o Brasil a negócios, eventos e convenções em 2005, os destinos mais procurados foram São Paulo, Rio de Janeiro e Porto

Alegre. [17] As pesquisas da EMBRATUR apontam que existe uma forte concentração das viagens dos turistas

estrangeiros nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, e nas regiões Sudeste e Sul do país, independentemente

do motivo.

Principais destinos visitados pelos turistas estrangeiros em 2005[17]

Ranking dos 10 mais populares segundo o motivo da viagem

Lazer

Negócios,

Outros

eventos e convenções

Posição

Destino

%

Posição

Destino

%

Posição

Destino

%

(2005)

(2005)

(2005)

Rio de Janeiro

31,5 1º

São Paulo

49,4 1º

São Paulo

32,5

Foz de Iguaçu

17,0 2º

Rio de Janeiro

22,3 2º

Rio de Janeiro

25,0

São Paulo

13,6 3º

Porto Alegre

8,2

Belo Horizonte 6,4

Florianópolis

12,1 4º

Curitiba

5,4

Salvador

6,3

Salvador

11,5 5º

Belo Horizonte 4,1

Foz de Iguaçu

5,1

Balneário Camboriú 6,7

Campinas

4,1

Curitiba

4,6

Fortaleza

6,4

Brasília

3,4

Florianópolis

4,0

Natal

5,8

Foz de Iguaçu

3,0

Porto Alegre

3,6

Armação dos Búzios 5,4

Salvador

2,7

Fortaleza

3,4

10º

Manaus

4,0

10º

Florianópolis

1,8

10º

Brasília

3,1

Ranking das regiões mais visitadas segundo o motivo de viagem em 2005[17]

Sudeste

52,7

Sudeste

82,8

Sudeste

68,3

Sul

42,1

Sul

18,4

Sul

17,3

Nordeste

29,0

Nordeste

5,8

Nordeste

14,9

Comparação com destinos da América Latina

A seguir é apresentado um resumo comparativo das principais estatísticas sobre o turismo do Brasil com países que

estão entre os destinos mais populares da América Latina, incluindo indicadores que refletem a importância da

atividade em suas economias, assim como seu potencial ou atrativo para realizar investimentos ou desenvolver

negócios no setor de viagens e turismo de cada país, refletido pelo índice de competitividade do turismo.

index-6_1.png

index-6_2.png

index-6_3.png

index-6_4.png

index-6_5.png

index-6_6.png

index-6_7.png

index-6_8.png

index-6_9.png

index-6_10.png

index-6_11.jpg

Turismo no Brasil

6

Países

Chegadas

Receitas

Receita

Chegadas

Receitas

Receitas

Receitas % Empregos

Classif.

Valor

selecionados

turistas

turismo

média

Turistas

per

%

turismo

diretos

Mundial

do

da

internl.[12] internl.[12]

por chegada

per 1000

capita

exportação

%

e indiretos

Competitiv. Índice

América

2009

2009

2009[12]

hab

[]2005

bens e

PIB[]

no

Turística[] TTCI[]

Latina

(em

(em USD

(USD/turista)

(estimado)

USD

serviços[]

2003

turismo[]2005

TTCI

2011

milhões)

bilhões)

2007[13][18]

2003

2011

Argentina

4,329

3,916

905

115

57

7,4

1,8

9,1

60

4,20

Brasil

4,802

5,305

1.105

26

18

3,2

0,5

7,0

52

4,36

Chile

2,750

1,568

570

151