Um Sarau no Paço de São Cristóvão por Paulo Setúbal - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

PRIMEIRO ATO

CENA I

MARQUESA DE AGUIAR (sentada ao cravo) e VISCONDESSA DE ITAGUAÍ (à janela -

F.E.)

MARQUESA DE AGUIAR - Muita sege, Viscondessa? [Pára de tocar, a fim de ouvir]

VISCONDESSA DE ITAGUAÍ - Muita, Marquesa. Ainda agora, lá no pátio, vi estacar a da

Baronesa dos Goitacazes.

MARQUESA DE AGUIAR - A da Baronesa dos Goitacazes? Muito bem. E Vossa

Excelência deu ordens para que a Baronesa entrasse para este salão?

VISCONDESSA DE ITAGUAÍ (Aproximando-se do cravo, no qual se recosta] -

Perfeitamente, Marquesa; determinei, como Vossa Excelência ordenou, que entrassem

para aqui as damas de honor, as camareiras e as fidalgas com grandeza. Somente a

Marquesa de Paranaguá e a Condessa de Itapagipe, como damas do Paço, determinei

que fossem conduzidas diretamente aos aposentos da Imperatriz. São elas que vêm

acompanhar Sua Majestade a este salão.

MARQUESA DE AGUIAR - Tal e qual! Mas as filhas das damas, conforme combinamos,

Vossa Excelência está fazendo entrar para o Salão Encarnado, não é verdade?

VISCONDESSA DE ITAGUAÍ - Sim, Marquesa, as filhas das damas e os moços fidalgos

para o Salão Encarnado. [Sobe e olha para D.] E lá estão eles de fato. É um fino bando

de rapazes e raparigas, Marquesa! Todos muito festivos! Todos muito tagarelas!

[Aproximando-se da Marquesa] Vossa Excelência não imagina como veio encantadora a

pequena Calmon...

MARQUESA DE AGUIAR - A pequena Calmon? Aquela é realmente uma criaturinha doce

e fina. Um bibelô de luxo, muito gracioso. Ela vai dançar a gavota, não vai?

VISCONDESSA DE ITAGUAÍ - Sim, Marquesa, ela e o Nogueira da Gama. É um gosto

vê-los bailar. Não há ninguém, na Corte, que baile como eles. Um primor! Mas o Nogueira

da Gama, ao que parece, ainda não surgiu aí... [Vai novamente à janela]

MARQUESA DE AGUIAR - Ainda não veio? [Levanta-se e vai também à janela]

VISCONDESSA DE ITAGUAÍ - Não vejo a sua sege. Marquesa, é melhor eu ir até o

Salão Encarnado averiguar...

MARQUESA DE AGUIAR - [Desce, acompanha-a até junto a mesa superior] Vá, Viscondessa! Vá! E olhe; vigie-me bem esses rapazes. Vossa Excelência só os traga para

aqui quando a Imperatriz entrar.

[A Viscondessa faz duas reverências e dá um passo; vai sair pela porta D., mas, ao virar-

se, dá de chofre com o Visconde da Cunha, que entra D.A.]