Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud e Lacan por Sandra Leticia Berta - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub para obter uma versão completa.

SANDRA LETICIA BERTA

Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud a Lacan

Versão revisada

São Paulo

2012

SANDRA LETICIA BERTA

Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud a Lacan

Versão revisada

Tese apresentada ao Instituto de Psicologia da

Universidade de São Paulo para obtenção do título

de Doutor em Psicologia Clínica.

Área de concentração: Psicologia Clínica

Orientador: Prof. Dra. Miriam Debieux Rosa

São Paulo

2012

AUTORIZO A REPRODUÇÃO E DIVULGAÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE

TRABALHO, POR QUALQUER MEIO CONVENCIONAL OU ELETRÔNICO, PARA

FINS DE ESTUDO E PESQUISA, DESDE QUE CITADA A FONTE.

Catalogação na publicação

Biblioteca Dante Moreira Leite

Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo

Berta, Sandra Leticia.

Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud a Lacan / Sandra

Leticia Berta; orientadora Miriam Debieux Rosa. -- São Paulo, 2012.

274 f.

Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Psicologia.

Área de Concentração: Psicologia Clínica) – Instituto de Psicologia da

Universidade de São Paulo.

1. Psicanálise 2. Trauma psíquico 3. Freud, Sigmund, 1856-1939 4.

Lacan, Jacques, 1901-1981 I. Título.

RC504

FOLHA DE APROVAÇÃO

Sandra Leticia Berta

Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud a Lacan

Tese apresentada ao Instituto de

Psicologia da Universidade de São Paulo,

para obtenção do título de Doutor.

Área de concentração: Psicologia Clínica

Aprovada em:

Banca Examinadora:

Prof. Dr.____________________________________________________________________

Instituição:________________________Assinatura:_________________________________

Prof. Dr.____________________________________________________________________

Instituição:________________________Assinatura:_________________________________

Prof. Dr.____________________________________________________________________

Instituição:________________________Assinatura:_________________________________

Prof. Dr.____________________________________________________________________

Instituição:________________________Assinatura:_________________________________

Prof. Dr.____________________________________________________________________

Instituição:________________________Assinatura:_________________________________

Para Gus, Manu e Palo porque sem eles, nada,

Para Sergio, pelo amor ímpar,

Agradecimentos

Sou imensamente grata:

à Profa. Dra. Miriam Debieux Rosa, orientadora que apoiou e acompanhou, desde o início,

as trilhas desta Tese,

ao Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, Departamento de Psicologia

Clínica, seus professores, pela oportunidade de realização deste curso de Doutorado;

à CAPES pela concessão da bolsa de Doutorado;

à banca examinadora, Prof. Dr. Christian Ingo Lens Dunker e a Prof. Dra. Maria Virgínia de

Araújo Leite, Prof. Dr. Conrado Ramos e à Profa. Maria Lívia Tourinho Moretto;

aos colegas do Laboratório Psicanálise e Sociedade da Universidade de São Paulo, do

Núcleo de Psicanálise e Política da Pontifícia Universidade Católica, do “Projeto Migração

e cultura: intervenções psicanalíticas clínico-políticas com migrantes, imigrantes e

refugiados” e aos nossos parceiros da Casa do Migrante, companheiros do debate sobre as

bordas a serem pensadas nesse terreno da clínica;

aos meus colegas do Fórum São Paulo da Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo

Lacaniano, e aos participantes de Formações Clínicas do Campo Lacaniano - SP, caros

interlocutores do debate sobre a psicanálise;

aos meus queridos amigos daqui: Silvia, Bia e Gui, Conrado e Su, Ana Laura e Raúl,

Ronaldo e Ana, Antônio e Paula, Rita e René, Glaucia e Omar, Christina e Chris, Carla e

Marcos, Mônica e Cyrillo, Patri e Fernando, Cristina e Robson, Lúcia e Pietro, Lúcia e

Roberto, pela companhia constante;

aos meus queridos amigos e colegas do consultório, pelas ajudas incontáveis e os livros: Ana

Paula e Luiz, Sergio e Katya, Maria Laura, Edu e Silvia, Helena, Simone e Marco;

aos meus queridos de lá,: Verônica, Tânia e Vander, Cláudia Tião, Tânia e Antonio, La Flaca

e Rodo, La More, Maru e Sebas, Silvana e Eugenio, Martin e Paula, Andrea e Rafa, Migue e

Angie; Norma, Rúben e Adri;

ao sorriso deles: Luli, Caro, Juanlu, Santi, Inecita, Male e Sabri;

aos meus pais Luis e Nilda, e a Lydia, pela história.

a Osvaldo, a Antonio, a Dominique e a Carmen, cada um deles, por razões únicas.

Lluviecita subrepticia

que corrige la mañana.

Laura Wittner