Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud e Lacan por Sandra Leticia Berta - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub para obter uma versão completa.

RESUMO

BERTA, S.B Um estudo psicanalítico sobre o trauma de Freud a Lacan 2012, 274 p. Tese (Doutorado) –

Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, 2012.

Freud iniciou suas reflexões sobre o trauma partindo da etiologia das neuroses e da sua proposta do aparelho de

linguagem. Após considerar a relação do trauma com a fantasia, vinculou-o à repetição e à pulsão de morte,

dando ênfase ao inassimilável da experiência e propondo uma saída pela narrativa. Se Freud considerou a

sexualidade traumática, Lacan propôs a existência de linguagem do ser falante como traumática. Do trauma ao

troumatismo, suas elaborações sobre o tema apontam ao que excede o simbólico e o imaginário, aludindo o real:

a tique e o troumatismo, e apontando no limite da fala, a escrita. Esse trabalho é um percurso passo a passo que

nos permite levantar algumas questões para o que nomeamos clínica do trauma. Trata-se de uma clínica que deve

operar com o inassimilável do instante traumático como primeiro modo de intervenção, o qual exige que

possamos pensar suas particularidades.

Palavras - chaves: Psicanálise, Trauma, Freud, Lacan.