Uma pequena história por Antonia Luzia Mendes - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

 

O INICIO

             Terra Linda, 08 de outubro de 1980, em uma pequena família pobre morada da fazenda São Paulo a mãe desta humilde família grávida de nove meses é levada ao hospital Cristo Redentor pois entrara em trabalho de parto. Atendimento horrível por parte das enfermeiras que disse para aguardar até que a sala de cirurgia ficassem pronta e mesmo porque ainda não havia chegado a hora. Puro engano a hora já tinha chegado. Depois de muita insistência da avó para com os médicos e enfermeiros dizendo que a criança já estava chegando ao mundo precisamente as 19:00hrs da noite nascerá uma pequena menina de olhos negros e grandes, como o pai dela o chamara de coruja da família. Coruja por causa dos olhos enormes. Assim ela foi crescendo sempre brincando com a irmã mais velha que ela. As brincadeiras era as mais simples pois os pais não tinham condições de comprar boneca e se comprasse era para as duas dividirem, assim Pedrolina aprendeu a comprartilhar tudo. Viveu até a idade de 8 anos em fazenda pois o seu pai vendo que os filhos mais velhos estavam saindo de casa para trabalhar na cidade, resolveu que toda a família deveria ir também para cidade. Assim o fizeram, com o dinheiro da rescisão de contrato compraram uma casinha na cidade, a casa era de madeira cor de rosa terreno enorme. Pedrolina tinha bastante espaço para brincar. Porém ia brincar sozinha pois a sua companheira irmã mais velha que ela quatro anos logo, logo ia largar a brincadeira de criança e ia em busca de novos horizontes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A CIDADE

Pedrolina teve que si adaptar a sua nova realidade, assim quando mudaram para  a cidade a casa vivia cheia de “amigos” de seus irmãos pois, mas logo isso iria mudar, Pedrolina era a caçula de sete irmãos três homens e quatro mulheres. O mais velho logo arrumou uma namorada e casou, ai ficaram os cinco irmãos e Pedrolina solteiros. O pai de Pedrolina no começo ia trabalhar de “gato” pessoa responsável por arrumar trabalhadores para trabalhar na roça isso durou alguns meses até que conseguiu um sitio para tomar conta e colher o café, isso aconteceu por volta do ano de 1989. Nesse momento a família se dividia, pois os filhos mais velhos estavam todos empregados os únicos que iam para o sitio com os pais eram os mais novos o rapaz de 18 anos chamado Jorge, a mocinha de 12 anos chamada Maria e a caçula Pedrolina, assim na cidade ficaram na casa o filho casado José, as moças Mariana e Luzia e o outro rapaz chamado Santos. Mas essa divisão era somente durante a semana aos finais de semana os filhos iam para o sitio fazer um vizita.

UMA TRAGÉDIA

Tudo ia bem o contrato com a dona do sitio estava pela metade, o primeiro neto chegou, Pedrolina agora ganhara um companheiro um sobrinho “gordo”, ela não sentiu ciúmes pois o amava muito, ano meio que tumultuado de inicio a mãe foi operada da hérnia no umbigo mas foi alivio quando saiu da mesa de cirurgia. Mas passando-se nove meses precisamente no dia 04 de novembro de 1990 acontecera o que ninguém desejava depois de um dia alegre pois na época ainda passava na TV Globo os Trapalhões final de tarde vem o Santos outro irmão com a noticia que o Jorge tinha falecido as dezesseis horas da tarde e naquela hora o corpo ainda estava dentro da água na prainha, aquilo foi um choque muito grande para toda a família, mas para Pedrolina foi muito mais que um choque foi uma perda difícil de superar. No momento parecia que não era nada mas depois de um tempo é que o “caldo engrossou”.

 

 

A FUGA

Pedrolina a partir daquela tragédia se fechou para o mundo e criou um somente para ela no qual ficava as lembranças tudo  o que se passava com ela simplesmente deletava de sua memória. Só tinha um sentimento a solidão, nada era igual como antes, então como um súbito havia uma grande vontade de morrer, sempre quando estava sozinha procurava queimar uma vela dizia que era para o seu irmão. Daquele momento em diante iniciava-se uma batalha ir com frequência ao médico, porém ninguém descobria o que realmente ela tinha só diziam que precisava tomar vitamina principalmente a B12. Nesta época ela voltara aos estudos e se sentia mais fraca ainda e fora do peso normal de uma adolescente.

 

 

 

 

 

A ADOLESCENCIA

Pedrolina nem sentiu os reflexos da adolescência, a rebeldia os hormônios aflorado, isso tudo passou que ela nem sentiu. O único sentimento que Pedrolina sentia era solidão, mesmo estando em meio a tanta gente. Enquanto os colegas estavam dando os seus primeiros beijos Pedrolina pensava em estudar e vencer na vida, poder um dia dar tudo para a sua mãe. Dizer que Pedrolina não gostou de ninguém estaria mentindo, ela gostou mas sempre guardou para ela pois tinha medo de ser rejeitada. As suas agendas que o digam quantos garotos ela sonhou em beijar. Nesta época estava finalmente terminando o ensino fundamental tempo de mudança mas antes disso ela conheceu uma japonesa que acabara de chegar na cidade, o nome dela é Midore. No começo ela achou que Pedrolina era brava e não deixava ninguém chegar perto, mas o tempo mostrou que a amizade sincera existe, e logo si tornaram boas amigas. Midore tinha a situação financeira melhor que a Pedrolina mas a amizade das duas era maior que esses detalhes. Foi amizade a primeira vista.

PRIMEIRA MUDANÇA

Em 1998 Pedrolina estava com 18 anos e no primeiro ano de Técnico em Processamento de Dados, hoje não existe mais esse curso na cidade. Era um sonho ser um dia programadora mas a vida tem percursos que a gente nem imagina e faz tudo mudar de direção. Bom neste ano Pedrolina já estava mais solta isso fruto da amizade com Midore sempre faziam trabalhos juntas e isso atraiu olhares dos outros da turma, pois sempre tiravam notas ótimas, e queriam fazer de tudo para separa-las. Mas isso não era problema depois que Pedrolina conseguia notas para passar sempre sobrava espaço para ajudar os outros, ela tem um coração mole. Pedrolina tinha coração compreensivo e amigo. Foi também nesta época que Pedrolina entrava para o Apostolado da oração, sempre devota a religião católica pois acompanhava a mãe onde quer que ela fosse. Entrou e sendo a mais jovem membro do Apostolado do Coração de Jesus. Nossa a emoção foi muito grande quando recebeste a fita vermelha do Coração de Jesus.

ANO 2000

Ano 2000 tempo de mudança o mundo vivia numa expectativa do fim, mas o fim somente a Deus pertence. Ano de formatura de Pedrolina e direção para o vestibular. Todos se programando para o termino dos estudos ai surge a famosa pergunta o que fazer agora? Que curso prestar o vestibular? Pedrolina tinha dúvida entre historia e ciências contábeis adivinha quem ganhou? A mesma pergunta Pedrolina si fazia porem um coisa era certa não ia para no curso técnico. Já moça com 20 anos e não tinha trabalho, cidade pequena onde só consegue emprego quem tem o famoso Q.I(Quem Indica). Final de ano preparativos para a festa de formatura, Pedrolina só fez por causa da família que insistiram tanto mas por ela só iria na colação na Igreja. Tudo ocorreu na mais perfeita pás, Pedrolina dançou a valsa com o futuro cunhado que mais breve se tornaria efetivamente. A festa foi a madrugada mas Pedrolina estava mesmo é com vontade de voltar para casa dormir.

 

PRIMEIRO VESTIBULAR

Passado toda a euforia da formatura e festa de fim de ano Pedrolina precisava estudar para o vestibular ela não sabia o que fazer pois era muito ansiosa e a primeira prova era pela manhã de domingo. Tinha que levantar muito cedo para pegar o ônibus no ponto e ir para a Faculdade em outra cidade. Logo na primeira prova Pedrolina sentiu que não iria passar pois o peso do curso que pretendia fazer era a redação e logo não era muito bem em redação dissertativa, mas nem por isso desistiu de fazer as outras provas e as fez no ultimo dia foi bem. Passou-se os dias e a confirmação de Pedrolina chegou não conseguira passar no vestibular de verão. E sua amiga Midore passara no vestibular de farmácia mas em outra universidade e paga enquanto que Pedrolina prestou em faculdade pública. Apesar das dificuldades Pedrolina foi a luta, trabalhar e estudar para o vestibular de inverno.      Conseguiram descobrir qual o curso que ela prestou os dois vestibulares?!

 

A FACULDADE

Depois de não ter passado no vestibular de verão finalmente na segunda chamada do vestibular de inverno Pedrolina foi chamada, e no ano seguinte uma nova fase se inicia a vida de universitária.

Iniciando o período de aula, Pedrolina achou que ia encontrar seu “príncipe encantado”, porém não foi bem assim. O que tive um começo legal o surgimento de nova amizade no primeiro dia de aula o “trote” famoso! Os veteranos entram na sala para pegar dinheiro dos calouros é horrível. A roupa fica cheiro ruim ainda bem que estão abolindo isso. Tudo bem passado essa parte Pedrolina conheceu novas amizades a começar com o pessoal da sala que a maioria era toda da região, convivência boa. Pedrolina conversava com todos mas somente uma era sua melhor amiga “ a cigana” as vezes brigavam mas a amizade falava mais alto. E dura até hoje, apesar de rumos diferentes mas sem em contato. Porém Pedrolina tinha uma barra pesada em sua casa, seus pais estavam separando, e com as brigas constantes afetavam Pedrolina. Neste período ela se apegou a Deus e aceitou que fizesse a vontade de seus pais.

 

SEGUNDA MUDANÇA

No final do primeiro ano de Faculdade do curso de Ciências Contábeis, seus pais separaram ai Pedrolina foi morar em outra cidade com mais oportunidade de trabalho pois a sua irmã mais velha já estava nesta cidade. Pedrolina foi na frente para limpar a casa no momento em que entrou no ônibus uma lagrima rolou pelo rosto um novo ciclo iniciara e a lembrança de sua cidade natal iria ficar no coração. No dia seguinte houve muita chuva porém Pedrolina tinha que estar na casa para receber o caminhão da mudança que trazia a sua mãe e seu irmão. O irmão já chegaste e no dia seguinte tinha que ir trabalhar, agora faltava Pedrolina tinha que arrumar um trabalho para pagar as contas e as despesas para ir a faculdade. Graças a indicação de um professor ela conseguiu um estagio em órgão publico, mas o que Pedrolina queria mesmo era trabalhar na área em que escolheu. Trabalhou este órgão do estado por mais ou menos um ano e meio, quando estava para terminar o chefe achou melhor rescindir o contrato. Pedrolina novamente a procura de emprego, e não desanimou foi a luta. Conseguiu em uma industria de brinquedos de pelúcia na produção, ainda não era o que ela queria, trabalhou nesta industria por um mês até que conseguiu estagio em escritório de contabilidade no qual trabalha até hoje.

Pedrolina nesta época estava apaixonada por um garoto da faculdade, da cidade que ela morou, faziam o mesmo curso e na mesma sala. E é mais novo que ela, mas ela o admirava por de mais. Pensa em rapaz trabalhador começou no escritório como ofice boy, e foi passando para escrituração fiscal, departamento pessoal e por ultimo a escrituração contábil. Quem que não fica fascinada! Só tinha um defeito bebia muito. Pena que já estava acabando o curso e Pedrolina não conseguiu conquista-lo.

 

 

 

 

 

 

Final

Pedrolina formou em ciências contábeis, continua trabalhando no escritório e neste momento só quer dedicar ao Maximo ao trabalho e nos trabalhos na igreja, que por convite de uma pessoa muito especial ingressou na pastoral e foi nesta que Pedrolina ficou mais solta para conversar com todas as pessoas e sempre com sorriso apesar de todos os problemas da vida.

Hoje continua a esperar pelo “príncipe encantado”, conquistou a tão sonhada casa própria continua estudando, conhecendo e amando cada vez mais a sua religião.

 

Você pode estar interessado...

  • Sofia
    Sofia Literatura Juvenil por G.J
    Sofia
    Sofia

    Downloads:
    17

    Publicado:
    Feb 2021

    O Mundo de Sofia

    Formatos: PDF, Epub, Kindle

  • O Picolé
    O Picolé Literatura Juvenil por .Cristiano Sousa.
    O Picolé
    O Picolé

    Downloads:
    5

    Publicado:
    Jan 2021

    A história nasceu a partir das inquietações do artista da palavra, que busca em seu dia-a-dia a matéria-prima para sua criação literária. A partir dessa obser...

    Formatos: PDF, Epub, Kindle

  • Coroa
    Coroa Literatura Juvenil por C.K
    Coroa
    Coroa

    Downloads:
    20

    Publicado:
    Jan 2021

    A coroa (A Seleção)

    Formatos: PDF, Epub, Kindle

  • Herdeira
    Herdeira Literatura Juvenil por C.K
    Herdeira
    Herdeira

    Downloads:
    18

    Publicado:
    Jan 2021

    A Herdeira

    Formatos: PDF, Epub, Kindle