Valor de uso do ERP e gestão contínua de pós-implementação: estudo de casos múltiplos no cenário... por Cesar Augusto Biancolino - Versão HTML

ATENÇÃO: Esta é apenas uma visualização em HTML e alguns elementos como links e números de página podem estar incorretos.
Faça o download do livro em PDF, ePub, Kindle para obter uma versão completa.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

VALOR DE USO DO ERP E GESTÃO CONTÍNUA DE PÓS-IMPLEMENTAÇÃO:

ESTUDO DE CASOS MÚLTIPLOS NO CENÁRIO BRASILEIRO

César Augusto Biancolino

Orientador: Prof. Dr. Edson Luiz Riccio

SÃO PAULO

2010

Prof. Dr. João Grandino Rodas

Reitor da Universidade de São Paulo

Prof. Dr. Reinaldo Guerreiro

Diretor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade

Prof. Dr. Edgard Bruno Cornachione Jr.

Chefe do Departamento de Contabilidade e Atuária

Prof. Dr. Luís Eduardo Afonso

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis

CÉSAR AUGUSTO BIANCOLINO

VALOR DE USO DO ERP E GESTÃO CONTÍNUA DE PÓS-IMPLEMENTAÇÃO:

ESTUDO DE CASOS MÚLTIPLOS NO CENÁRIO BRASILEIRO

Tese

apresentada

ao

Departamento

de

Contabilidade e Atuária da Faculdade de

Economia, Administração e Contabilidade da

Universidade de São Paulo como requisito para a

obtenção do título de Doutor em Ciências

Contábeis.

Orientador: Prof. Dr. Edson Luiz Riccio

SÃO PAULO

2010

FICHA CATALOGRÁFICA

Elaborada pela Seção de Processamento Técnico do SBD/FEA/USP

Biancolino, César Augusto

Valor de uso do ERP e gestão contínua de pós-implementação :

estudo de casos múltiplos no cenário brasileiro / César Augusto

Biancolino. -- São Paulo, 2010.

502 p.

Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, 2010.

Orientador: Edson Luiz Riccio.

1. Sistemas de informação gerencial 2. Sistemas ERP 3. Competência

organizacional 4. Gestão por competências I. Universidade de São Paulo.

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade II. Título.

CDD – 658.4038011

Aos meus avós queridos Antônia, Carmem, Nicola e Sabino

Aos meus pais amados Inês e Adilson

Todos eternos igual ao amor que sinto por vocês

ii

AGRADECIMENTOS

Primeiramente agradeço de forma solene à Fonte da Vida, que me permitiu chegar até aqui.

De bênção em bênção pude sentir todo o amparo desta fonte suprema do universo. Obrigado.

Agradeço aos meus pais, Inês e Adilson, pelo incansável e infinito apoio e incentivo

recebidos, desde sempre. Ainda que eu tente e tente, nunca serei capaz de externar a minha

gratidão, eterna feito o nosso vínculo de amor.

Ao Professor Edson Luiz Riccio, que desde a graduação tem sido uma fonte inesgotável de

conhecimento e mais do que isso, um exemplo a ser seguido em todos os sentidos. Professor,

muito obrigado por tudo e por fazer parte de minha vida acadêmica de uma forma tão intensa

e tão marcante. Quando o sentimento de gratidão se mistura ao de orgulho, como é o meu

caso em relação a você, creio que não há muito mais o que dizer.

Aos professores César Alexandre de Souza e Napoleão Verardi Galegale, por toda a ajuda

recebida durante a elaboração deste estudo. Certamente as contribuições por vocês produzidas

me fizeram repensar a forma e a essência deste trabalho de pesquisa, fato este de extremo

valor. Obrigado de verdade por compartilharem comigo um pouco de vossos conhecimentos.

Ao meu amigo Bruno Meirelles Salotti, pelo companheirismo, pela força, pelo entusiasmo,

pelo exemplo e pela nítida vontade de testemunhar o meu crescimento como pessoa e como

profissional. Brunão, você faz parte desta conquista e de outras mais, simplesmente porque o

seu apoio tem sido fundamental. Obrigado pelo seu braço forte, por ser o meu companheiro

de jornada e que estejamos sempre juntos, prontos para superarmos novos desafios.

À minha esposa Josefa Laudeir, pela paciência, pela ajuda, pela compreensão, pelo incentivo

e por tudo o mais que se torna impossível agradecer. Obrigado de coração por desde sempre

ter estado ao meu lado, nas horas boas e nas outras nem tanto assim. Te amo.

Ao meu amigo e guru Sérgio Ricardo Schereiner, pela amizade, pelo exemplo, por desde o

início dos tempos ter conduzido a minha carreira e por ter plantado a semente da realização

deste curso de Doutorado em minha mente quando nem tudo o que hoje é uma realidade

parecia ser tão possível. Pessoas como você, Sérgio, são aquelas que fazem toda a diferença e

ter convivido com você este tempo todo, aprendendo, aprendendo e aprendendo, me torna um

privilegiado. Obrigado por tudo.

iii

Ao meu “colega” de longa data, Almirante Antônio de Loureiro Gil, pelo imenso incentivo,

companheirismo e por todas as demais ajudas recebidas em várias frentes e em várias

oportunidades. Impossível deixar de prestar o meu reconhecimento a você e mais do que isso,

dizer que é um imenso prazer tê-lo ao meu lado. Obrigado por tudo Almirante.

À Professora Nena Gerusa Cei, que um dia teve um sonho e que devido ao seu enorme e

grandioso trabalho, derivados deste sonho, os frutos a ele pertencentes foram sendo gerados,

sendo este trabalho e a minha carreira acadêmica um deles. Nena, obrigado pelo exemplo,

pela amizade e por fazer parte do universo de pessoas essenciais em minha vida, fato este do

qual muito me orgulho.

Aos Professores Jacira Tudora Carastan e Roberto Braga, in memorian, por desde cedo terem

participado de minha formação acadêmica de uma forma especial e por terem me ensinado

que o modo de se perseguir um objetivo acadêmico depende, sobretudo, da seriedade e da

competência envolvidas em todas as nossas ações. Mestres, o meu agradecimento.

A todos os professores do PPGCC da FEA – USP, pela amizade, pelo apoio e pela

oportunidade de aprender com vocês. Não há como agradecer por toda formação, sabedoria e

conhecimento apreendidos neste tempo todo. Muito obrigado por tudo a todos vocês.

Aos meus amigos Paulo Erreira, Hilton Sérgio Pereira da Silva, Gustavo Henrique Gomez de

Andrade, José Carlos Nordmann, Frederico Stephen Neto e Guilherme Veiga Ribeiro pela

grande ajuda recebida na condução deste trabalho, em todos os sentidos. Certamente este

trabalho tem a mão de todos vocês. Obrigado de verdade e de coração.

Ao pessoal da Coordenação do PPGCC e da Secretaria de Pós-Graduação da FEA-USP, em

especial ao meu amigo Rodolfo Ferrari, a quem todos os agradecimentos sempre serão poucos

e diminutos e à Maria Cristina Inácio e Maria Aparecida de Jesus Sales, cujo apoio e

compreensão durante este ciclo acadêmico foram simplesmente fundamentais.

E, finalmente, a todos que direta ou indiretamente, contribuíram para a realização deste

projeto de vida.

iv

ÍTACA

Quando começares tua viagem a Ítaca

pede que o caminho seja largo,

cheio de aventuras, cheio de experiências.

Não temas aos lestrigões nem aos ciclopes,

nem ao colérico Possêidon,

tais seres jamais acharás em teu caminho,

se teu pensar for elevado, se seleta

for a emoção que toca teu espírito e teu corpo.

Nem aos lestrigões nem aos ciclopes

nem ao selvagem Possêidon encontrarás

se não os levares dentro de tua alma,

se não os ergue tua alma diante de ti.

Pede que o caminho seja largo.

Que sejam muitas as manhãs de verão

em que chegues - com que prazer e alegria! -

a portos antes nunca vistos.

Detém-te nos empórios de Fenícia

e mostra-te com belas mercadorias,

nácar e coral, âmbar e ébano

e toda sorte de perfumes voluptuosos,

quanto mais abundantes perfumes voluptuosos possas.

Veja muitas cidades egípcias

a aprender, a aprender de seus sábios.

Tenha sempre Ítaca em teu pensamento.

Tua chegada ali é teu destino.

Mas não apresses nunca a viagem.

Melhor que dure muitos anos

E atracar, velho já, na ilha,

Enriquecido de quanto ganhaste no caminho

Sem esperar que Ítaca te enriqueça.

Ítaca te ofereceu tão bonita viagem.

Sem ela não haverias começado o caminho.

Mas já não tem nada a te dar.

Ainda que as ache pobre, Ítaca não te enganou.

Assim, sábio como te tornaste, com tanta experiência,

Entenderás já o que significam as Ítacas.

Konstantinos Kaváfis

v

RESUMO

Este trabalho avalia qual é o papel das competências organizacionais que estão vinculadas ao

universo de gestão dos sistemas ERP’s no processo de sustentação do valor de uso destes

aplicativos no cenário macro-econômico brasileiro, em sua perspectiva de pós

implementação. Para tal, utiliza o referencial teórico associado tanto à literatura voltada para o

estudo das competências organizacionais como também à literatura voltada para o a gestão

dos sistemas ERP’s, com foco em sua perspectiva de principal ator da suíte de aplicativos

associados à Tecnologia da Informação. A partir do levantamento bibliográfico desenvolvido

na primeira parte do trabalho, foram elaboradas dez proposições de estudo que serviram de

base para o desenvolvimento da pesquisa de campo junto a cinco grandes empresas usuárias

de aplicativos ERP’s, todas pertencentes a diferentes segmentos econômicos do cenário

brasileiro. A metodologia utilizada no estudo previu o desenvolvimento do método de estudo

de casos múltiplos, através do qual as informações colhidas nas empresas foram analisadas

em conjunto e de forma cruzada, possibilitando a identificação mais robusta das competências

organizacionais e de suas respectivas aderências ao problema da pesquisa. As evidências

empíricas sugerem que de fato existe um conjunto de competências organizacionais, nesta

pesquisa delimitado ao número de 35, que se dividem em áreas operacionais distintas como a

qualidade de uso e qualidade das informações advindas do ERP, gestão especializada da área

de TI envolvendo os aplicativos ERP’s, inovação tecnológica e uso da tecnologia do ERP II e

flexibilidade operacional do aplicativo ERP no âmbito dos requisitos informacionais legais do

macro cenário brasileiro. Evidenciou-se, desta forma, que associado ao tema valor de uso do

ERP em sua perspectiva de pós implementação, existem grupos de competências que são

extremamente valorizadas pelas empresas, seguidas por outras de grande relevância e por dois

grupos adicionais de competências, de média e pouca relevância. Observou-se

complementarmente que as áreas de TI das empresas são as grandes responsáveis pela gestão

do ERP em seu período de pós implementação, assim como a existência de uma tendência das

áreas operacionais usuárias destes aplicativos a não se sentirem plenamente responsáveis por

este processo, justamente por não terem maior aderência a este conjunto específico de

competências.

vi

ABSTRACT

This thesis evaluates which is the role of the organizational competences that are linked to the

ERP's systems management universe in the process of sustaining the use value of these

applications in the Brazilian macro-economic scenario, in their post implementation

perspective. For such, it uses the theoretical referential focused on the study of organizational

competences literature as well as literature directed to the ERP systems management,

focusing on their perspective of the main actor of the of applications suite related to

Information Technology. Starting from the bibliographical raising developed in the first part

of the work, it were elaborated ten study propositions which formed the basis for the field’s

research development in five ERP large firms belonging to different economic segments of the

Brazilian scenario. The methodology used in the study predicted the development of the

method of multiple case study, through which the information picked in the companies were

analyzed together and in a crossed way, making possible the most robust identification of the

organizational competences and of their respective adherences to the research problem. The

empiric evidences suggest that in fact exists a group of organizational competences, in this

research delimited to the number of 35, which are divided into distinct operational areas such

as quality of use and quality of information obtained from the ERP, specialized management

of the IT area involving the ERP's applications, innovation and ERP II technology use and the

ERP operational flexibility within the legal requirements of informational macro Brazilian

scenario. It was evident, therefore, that the issue involved the use value of ERP in a post

implementation perspective, are formed for a set of competences extremely valued by the

firms, following for another group of great relevance competences and for two additional

ending groups of competences, of average and little relevance. It was noted in addition that

the IT firms areas are mainly responsible for the ERP management in their post

implementation period as well as the existence of a tendency of the operational areas do not

feel fully responsible for this process, just for not having greater adherence to this particular

set of skills.

SUMÁRIO

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS .............................................................................5

LISTA DE QUADROS ..........................................................................................................6

LISTA DAS DEMAIS ILUSTRAÇÕES............................................................................... 11

1 INTRODUÇÃO ............................................................................................................ 13